Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Elian tomará posse nesta terça-feira na Câmara de Santo André

Reprodução/Facebook Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Após autorização da Justiça, vereadora retoma cadeira, no lugar de Vavá da Churrascaria, em sessão no Legislativo


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

01/06/2020 | 15:25


O presidente da Câmara de Santo André, Pedrinho Botaro (PSDB), confirmou que nesta terça-feira (2) dará posse para Elian Santana (DEM), que teve seu mandato resgatado por ordem do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) na semana passada.

Ofício com a decisão da Justiça chegou à mesa diretora na sexta-feira (29). “A Justiça oficializou a decisão por e-mail na sexta-feira, encaminhando a reintegração do mandato. Diante disso, mandei para o protocolo, formalizei para tomar ciência e encaminhei para adotar as providências, incluindo que seja informado o vereador Vavá (da Churrascaria, PSD). Com esse despacho, amanhã (terça-feira) ela poderá tomar posse presencial, no plenário”, pontuou o presidente da casa.

Elian havia sido afastada do mandato em novembro de 2018, quando foi deflagrada a Operação Barbour, que apurou existência de esquema de fraudes na concessão de aposentadoria via INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). MPF (Ministério Público Federal) e PF (Polícia Federal) sustentaram que no gabinete da parlamentar existia um núcleo para burlar o sistema da Previdência. Ela chegou a ser presa, solta quase três semanas depois. Porém, foram impostas medidas cautelares, como uso de tornozeleira eletrônica, impedimento de frequentar prédios públicos e suspensão do mandato.

Na semana passada, o TRF-3 acolheu habeas corpus da defesa de Elian, sob argumento que o afastamento do mandato poderia configurar em pena definitiva, uma vez que a legislatura vai terminar no fim do ano sem a certeza de que o caso passasse por julgamento. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Elian tomará posse nesta terça-feira na Câmara de Santo André

Após autorização da Justiça, vereadora retoma cadeira, no lugar de Vavá da Churrascaria, em sessão no Legislativo

Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

01/06/2020 | 15:25


O presidente da Câmara de Santo André, Pedrinho Botaro (PSDB), confirmou que nesta terça-feira (2) dará posse para Elian Santana (DEM), que teve seu mandato resgatado por ordem do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) na semana passada.

Ofício com a decisão da Justiça chegou à mesa diretora na sexta-feira (29). “A Justiça oficializou a decisão por e-mail na sexta-feira, encaminhando a reintegração do mandato. Diante disso, mandei para o protocolo, formalizei para tomar ciência e encaminhei para adotar as providências, incluindo que seja informado o vereador Vavá (da Churrascaria, PSD). Com esse despacho, amanhã (terça-feira) ela poderá tomar posse presencial, no plenário”, pontuou o presidente da casa.

Elian havia sido afastada do mandato em novembro de 2018, quando foi deflagrada a Operação Barbour, que apurou existência de esquema de fraudes na concessão de aposentadoria via INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). MPF (Ministério Público Federal) e PF (Polícia Federal) sustentaram que no gabinete da parlamentar existia um núcleo para burlar o sistema da Previdência. Ela chegou a ser presa, solta quase três semanas depois. Porém, foram impostas medidas cautelares, como uso de tornozeleira eletrônica, impedimento de frequentar prédios públicos e suspensão do mandato.

Na semana passada, o TRF-3 acolheu habeas corpus da defesa de Elian, sob argumento que o afastamento do mandato poderia configurar em pena definitiva, uma vez que a legislatura vai terminar no fim do ano sem a certeza de que o caso passasse por julgamento. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;