Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Inquérito de fake news é 'algo absolutamente regular', diz Gilmar Mendes

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


31/05/2020 | 20:00


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes disse há pouco à GloboNews que o inquérito das fake news, que apura ataques virtuais contra membros do Judiciário, é calcado no artigo 43 do regimento interno da Corte. "É algo absolutamente regular, não temos dúvida disso", afirmou.

Ele disse esperar que o Plenário discuta, dentro desta semana ou da próxima, a legalidade do inquérito. "(O inquérito) Se cuida de algo condizente com o Estado de direito, com o instrumento de defesa institucional da Corte", disse.

Para Gilmar, a rede de robôs que espalha fake news "precisa ser revelada e combatida", porque ela pode ser "muito danosa à democracia".

Ainda sobre a interpretação de leis, Gilmar Mendes afirmou que o artigo 142 da Constituição brasileira não autoriza intervenção militar, diferentemente do proposto por manifestantes pró-governo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Inquérito de fake news é 'algo absolutamente regular', diz Gilmar Mendes


31/05/2020 | 20:00


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes disse há pouco à GloboNews que o inquérito das fake news, que apura ataques virtuais contra membros do Judiciário, é calcado no artigo 43 do regimento interno da Corte. "É algo absolutamente regular, não temos dúvida disso", afirmou.

Ele disse esperar que o Plenário discuta, dentro desta semana ou da próxima, a legalidade do inquérito. "(O inquérito) Se cuida de algo condizente com o Estado de direito, com o instrumento de defesa institucional da Corte", disse.

Para Gilmar, a rede de robôs que espalha fake news "precisa ser revelada e combatida", porque ela pode ser "muito danosa à democracia".

Ainda sobre a interpretação de leis, Gilmar Mendes afirmou que o artigo 142 da Constituição brasileira não autoriza intervenção militar, diferentemente do proposto por manifestantes pró-governo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;