Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 15 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Mel Maia se explica após ter dado a entender que teria preconceito com pessoas transexuais



30/05/2020 | 18:10


Mel Maia vive dando o que falar no Twitter. Após ter causado na véspera de seu aniversário de 16 anos de idade, agora, a atriz sofreu outra repercussão negativa ao ser acusada de transfobia na última sexta-feira, dia 29.

A menina estava sendo condenada por supostamente chamar a atriz Victoria Collen de traveco, não só dizendo que a transexual era, na verdade, uma travesti, como dando um apelido pejorativo à ela.

A repercussão chegou até Victoria, que fez um desabafo nos Stories do Instagram:

Nesta semana, uma pessoa bem conhecida, que eu admirava bastante, e que propaga muito amor, levantando e apoiando muitas causas, fez um comentário muito ruim e que me feriu. E um comentário que não fere só a mim, mas uma comunidade inteira.

E continuou:

Essa pessoa é a Melissa, Mel Maia. Ela fez um comentário que me atingiu bastante. Como não sou de acusar ninguém sem ter provas, vou deixar aqui o áudio dela.

Acontece que Mel se defendeu dizendo que foi uma outra pessoa que fez o comentário transfóbico, um ex-amigo conhecido pelo nome Joaoty.

De início, não chamei a Collen de traveco! Quem chamou foi o Joaoty, exposto no Twitter ultimamente pelas suas mentiras. Eu gravei minha ligação com o Joaoty e mandei para uma amiga que estava preocupada comigo, explicou.

A artista estava tentando gravar a mensagem em que o rapaz falava a tal palavra preconceituosa.

Para ele não desconfiar que eu mandei esse áudio [para minha amiga], eu disse que QUEM CHAMOU A COLLEN DE TRAVECO FUI EU. E ele usou esse áudio para dizer que eu ataquei a Collen porque não queria ser responsável, contou.

A desculpa é meio confusa, mas Victoria aceitou as explicações e admitiu que tudo não passou de um mal-entendido:

A Melissa tentou gravar esse áudio para proteger ele, porque ela realmente achava que ele era amigo dela, e eu achava que ele era meu amigo. No final, ele não era amigo de ninguém.

E ainda disse:

Não foi certo, isso toca a comunidade inteira. Mas errar é humano. Se ela veio, pediu desculpas e a gente se entendeu, é válido.

Mel concluiu, então, com um post:

Antes de chamarem alguém de transfóbica, tentem entender as coisas antes. Essa é uma acusação grave, e nós duas estávamos sendo manipuladas!



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mel Maia se explica após ter dado a entender que teria preconceito com pessoas transexuais


30/05/2020 | 18:10


Mel Maia vive dando o que falar no Twitter. Após ter causado na véspera de seu aniversário de 16 anos de idade, agora, a atriz sofreu outra repercussão negativa ao ser acusada de transfobia na última sexta-feira, dia 29.

A menina estava sendo condenada por supostamente chamar a atriz Victoria Collen de traveco, não só dizendo que a transexual era, na verdade, uma travesti, como dando um apelido pejorativo à ela.

A repercussão chegou até Victoria, que fez um desabafo nos Stories do Instagram:

Nesta semana, uma pessoa bem conhecida, que eu admirava bastante, e que propaga muito amor, levantando e apoiando muitas causas, fez um comentário muito ruim e que me feriu. E um comentário que não fere só a mim, mas uma comunidade inteira.

E continuou:

Essa pessoa é a Melissa, Mel Maia. Ela fez um comentário que me atingiu bastante. Como não sou de acusar ninguém sem ter provas, vou deixar aqui o áudio dela.

Acontece que Mel se defendeu dizendo que foi uma outra pessoa que fez o comentário transfóbico, um ex-amigo conhecido pelo nome Joaoty.

De início, não chamei a Collen de traveco! Quem chamou foi o Joaoty, exposto no Twitter ultimamente pelas suas mentiras. Eu gravei minha ligação com o Joaoty e mandei para uma amiga que estava preocupada comigo, explicou.

A artista estava tentando gravar a mensagem em que o rapaz falava a tal palavra preconceituosa.

Para ele não desconfiar que eu mandei esse áudio [para minha amiga], eu disse que QUEM CHAMOU A COLLEN DE TRAVECO FUI EU. E ele usou esse áudio para dizer que eu ataquei a Collen porque não queria ser responsável, contou.

A desculpa é meio confusa, mas Victoria aceitou as explicações e admitiu que tudo não passou de um mal-entendido:

A Melissa tentou gravar esse áudio para proteger ele, porque ela realmente achava que ele era amigo dela, e eu achava que ele era meu amigo. No final, ele não era amigo de ninguém.

E ainda disse:

Não foi certo, isso toca a comunidade inteira. Mas errar é humano. Se ela veio, pediu desculpas e a gente se entendeu, é válido.

Mel concluiu, então, com um post:

Antes de chamarem alguém de transfóbica, tentem entender as coisas antes. Essa é uma acusação grave, e nós duas estávamos sendo manipuladas!

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;