Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 15 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Grande ABC amplia pressão ao Estado por flexibilização

Divulgação/PMSBC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Quatro dos sete prefeitos voltaram ao Palácio dos Bandeirantes neste sábado


Junior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

30/05/2020 | 17:11


Prefeitos do Grande ABC decidiram apertar ainda mais a pressão sobre o governo do Estado para que a região tenha aval para flexibilizar a quarentena nos próximos dias. Quatro dos sete chefes dos Paços estiveram novamente, na manhã deste sábado (30), no Palácio dos Bandeirantes, e se reuniram com os secretários estaduais José Henrique Germann (Saúde) e Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional) para pleitear a reabertura gradual do comércio nas sete cidades. No encontro, os prefeitos entregaram números sobre a evolução da Covid-19 na região, dados sobre o cumprimento do isolamento físico e incentivo ao uso de máscaras, sobre a disponibilidade de leitos nos municípios, além da compra de aproximadamente 14 milhões de EPIs (Equipamentos de proteção individual) para as equipes de saúde. Segundo os prefeitos, atualmente região possui estrutura para fazer a retomada gradativa da economia já na próxima semana. 

Estiveram na reunião o presidente do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania), e os prefeitos Orlando Morando (PSDB, São Bernardo), José Auricchio Júnior (PSDB, São Caetano), e Adler Kiko Teixeira (PSDB, Ribeirão Pires), além de representantes das demais administrações. Os secretários estaduais informaram que os dados serão analisadas pelo Comitê de Contingência do Coronavírus na terça-feira (2), data em que o grupo técnico do Governo do Estado se reunirá em sua integralidade. Na quarta-feira (3), o governador João Doria deverá anunciar se as cidades do Grande ABC poderão receber a mesma classificação dada à capital para uma reabertura gradual e cuidadosa da economia, ou seja, passar da fase 1 (vermelha) para a fase 2 (laranja).

“Quero parabenizar todos os prefeitos do Grande ABC que vieram fazer o dever de casa. A gente veio hoje podendo se credenciar (para a flexibilização), fruto dos leitos que foram criados, da união dos sete prefeitos. Sem dúvida nenhuma, se não fosse o nosso trabalho, não estaríamos podendo colocar o ABC na linha do desenvolvimento econômico”, comentou Maranhão.

“Estamos aqui para entregar documentação inerente aos sete municípios para que o comitê de combate à Covid-19 faça reavaliação dos indicadores das cidades do Grande ABC e assim possamos ter reclassificação do grau de isolamento. Esperamos esses dados (a resposta) para o início da próxima semana”, disse Auricchio. “Desejamos comprovar que o Grande ABC tem condições técnicas e científicas de sair da quarentena e ter atividade econômica flexibilizada”, afirmou Morando.

“Queremos externar nosso agradecimento por terem subdividido a Região Metropolitana em cinco regiões, destacando o Grande ABC. Com isso, podemos apresentar os nossos números de leitos, nossa capacidade de atendimento à nossa população e, se Deus quiser, nos próximos dias teremos novidades no sentido de uma flexibilização, sempre preservando a saúde dos nossos munícipes", completou Kiko.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grande ABC amplia pressão ao Estado por flexibilização

Quatro dos sete prefeitos voltaram ao Palácio dos Bandeirantes neste sábado

Junior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

30/05/2020 | 17:11


Prefeitos do Grande ABC decidiram apertar ainda mais a pressão sobre o governo do Estado para que a região tenha aval para flexibilizar a quarentena nos próximos dias. Quatro dos sete chefes dos Paços estiveram novamente, na manhã deste sábado (30), no Palácio dos Bandeirantes, e se reuniram com os secretários estaduais José Henrique Germann (Saúde) e Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional) para pleitear a reabertura gradual do comércio nas sete cidades. No encontro, os prefeitos entregaram números sobre a evolução da Covid-19 na região, dados sobre o cumprimento do isolamento físico e incentivo ao uso de máscaras, sobre a disponibilidade de leitos nos municípios, além da compra de aproximadamente 14 milhões de EPIs (Equipamentos de proteção individual) para as equipes de saúde. Segundo os prefeitos, atualmente região possui estrutura para fazer a retomada gradativa da economia já na próxima semana. 

Estiveram na reunião o presidente do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania), e os prefeitos Orlando Morando (PSDB, São Bernardo), José Auricchio Júnior (PSDB, São Caetano), e Adler Kiko Teixeira (PSDB, Ribeirão Pires), além de representantes das demais administrações. Os secretários estaduais informaram que os dados serão analisadas pelo Comitê de Contingência do Coronavírus na terça-feira (2), data em que o grupo técnico do Governo do Estado se reunirá em sua integralidade. Na quarta-feira (3), o governador João Doria deverá anunciar se as cidades do Grande ABC poderão receber a mesma classificação dada à capital para uma reabertura gradual e cuidadosa da economia, ou seja, passar da fase 1 (vermelha) para a fase 2 (laranja).

“Quero parabenizar todos os prefeitos do Grande ABC que vieram fazer o dever de casa. A gente veio hoje podendo se credenciar (para a flexibilização), fruto dos leitos que foram criados, da união dos sete prefeitos. Sem dúvida nenhuma, se não fosse o nosso trabalho, não estaríamos podendo colocar o ABC na linha do desenvolvimento econômico”, comentou Maranhão.

“Estamos aqui para entregar documentação inerente aos sete municípios para que o comitê de combate à Covid-19 faça reavaliação dos indicadores das cidades do Grande ABC e assim possamos ter reclassificação do grau de isolamento. Esperamos esses dados (a resposta) para o início da próxima semana”, disse Auricchio. “Desejamos comprovar que o Grande ABC tem condições técnicas e científicas de sair da quarentena e ter atividade econômica flexibilizada”, afirmou Morando.

“Queremos externar nosso agradecimento por terem subdividido a Região Metropolitana em cinco regiões, destacando o Grande ABC. Com isso, podemos apresentar os nossos números de leitos, nossa capacidade de atendimento à nossa população e, se Deus quiser, nos próximos dias teremos novidades no sentido de uma flexibilização, sempre preservando a saúde dos nossos munícipes", completou Kiko.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;