Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 25 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Dificuldade para 'navegar'

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Cerca de 4,8 milhões de jovens brasileiros não têm acesso à internet em casa


Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

30/05/2020 | 23:59


Entrar em sites, pesquisar vídeos e explorar aplicativos diversos necessitam do trabalho de uma rede no universo virtual. O contato com a web no dia a dia pode parecer comum para muitas crianças, mas nem todos conseguem ter essa facilidade. Dados recentes com brasileiros mostram que quase 5 milhões de jovens não têm acesso à internet em sua casa.

A informação foi revelada pela Unicef (Fundo das Nações Unidas Para a Infância) e leva em conta resultado prévio da pesquisa TIC Kids Online 2019, realizada anualmente com o objetivo de gerar evidências sobre o uso da internet por crianças e adolescentes no Brasil.

Segundo os números, 4,8 milhões de jovens com idade entre 9 e 17 anos precisam ter que ir a outros lugares fora de seus lares, casos de escolas e telecentros para acessarem a web. A quantidade corresponde a cerca de 17% de todos os brasileiros nessa faixa etária. O índice desses entrevistados que não conseguem navegar na rede de nenhuma forma é de 11% da população jovem nacional.

O tema sobre a falta de acesso ao universo on-line vem à tona em meio à pandemia da Covid-19 e seu impacto na educação. Atualmente, as aulas presenciais estão temporariamente suspensas e a troca de informações entre alunos e professores têm sido feita a distância por meio da internet. 

A Unicef pediu essas informações de maneira antecipada para o projeto TIC Kids Online justamente para ter ideia da situação do País sobre essa dinâmica. Nem todos os estudantes, principalmente os matriculados em escolas públicas, conseguem acompanhar o conteúdo por causa de sua realidade social e financeira. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dificuldade para 'navegar'

Cerca de 4,8 milhões de jovens brasileiros não têm acesso à internet em casa

Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

30/05/2020 | 23:59


Entrar em sites, pesquisar vídeos e explorar aplicativos diversos necessitam do trabalho de uma rede no universo virtual. O contato com a web no dia a dia pode parecer comum para muitas crianças, mas nem todos conseguem ter essa facilidade. Dados recentes com brasileiros mostram que quase 5 milhões de jovens não têm acesso à internet em sua casa.

A informação foi revelada pela Unicef (Fundo das Nações Unidas Para a Infância) e leva em conta resultado prévio da pesquisa TIC Kids Online 2019, realizada anualmente com o objetivo de gerar evidências sobre o uso da internet por crianças e adolescentes no Brasil.

Segundo os números, 4,8 milhões de jovens com idade entre 9 e 17 anos precisam ter que ir a outros lugares fora de seus lares, casos de escolas e telecentros para acessarem a web. A quantidade corresponde a cerca de 17% de todos os brasileiros nessa faixa etária. O índice desses entrevistados que não conseguem navegar na rede de nenhuma forma é de 11% da população jovem nacional.

O tema sobre a falta de acesso ao universo on-line vem à tona em meio à pandemia da Covid-19 e seu impacto na educação. Atualmente, as aulas presenciais estão temporariamente suspensas e a troca de informações entre alunos e professores têm sido feita a distância por meio da internet. 

A Unicef pediu essas informações de maneira antecipada para o projeto TIC Kids Online justamente para ter ideia da situação do País sobre essa dinâmica. Nem todos os estudantes, principalmente os matriculados em escolas públicas, conseguem acompanhar o conteúdo por causa de sua realidade social e financeira. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;