Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 15 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

O legado da pandemia


Do Diário do Grande Abc

27/05/2020 | 10:18


Como vai ser o mundo pós-pandemia da Covid-19? Esta é uma das perguntas mais formuladas desde que a OMS (Organização Mundial da Saúde), em 11 de março, declarou que a disseminação do novo coronavírus havia fugido do controle. Até o momento, são poucas certezas. Especialmente no Brasil, onde a curva de contaminação segue crescendo. Para colaborar na busca por respostas, o Diário decidiu elevar a discussão a tema central de seu principal projeto social. Neste ano, a 14ª edição do Desafio de Redação vai debater As Lições da Pandemia Para a Construção de um Futuro Melhor.

É preciso retirar ensinamento de crises como a que a humanidade enfrenta. Para que daqui a um tempo o mesmo fantasma não volte a assombrá-la. Há precedentes. Livro escrito pelo historiador norte-americano John M. Barry em 2004, A Grande Gripe: A História da Gripe Espanhola, a Pandemia Mais Mortal de Todos os Tempos retornou às listas dos mais vendidos muito provavelmente por demonstrar que os erros de 1918, quando um quarto da população mundial foi infectado e 50 milhões de pessoas morreram, estão sendo malditamente repetidos.

Negacionismo, politização do tema, remédios milagrosos, desinformação, censura e falta de estrutura hospitalar foram, de acordo com a publicação, alguns dos entraves encontrados pela sociedade do início do século passado para enfrentar a pandemia do vírus Influenza. O fato de todos eles estarem se reproduzindo em 2020 permite concluir que a triste experiência de 100 anos atrás não deixou legado suficiente para evitar a nova tragédia.

Certamente as dores provocadas pelo novo coronavírus vão ser superadas – a torcida é para que a vacina ou a cura surja em breve. Que, para além das cicatrizes, ele deixe também aprendizados. Ao colocar milhares de alunos e professores do Grande ABC para discutir as lições que a pandemia ensinará, utilizando-as como base para a almejada mudança cultural, o Diário espera estar contribuindo para que a sociedade de daqui a 100 anos não olhe para trás e perceba que está repetindo os erros do passado. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

O legado da pandemia

Do Diário do Grande Abc

27/05/2020 | 10:18


Como vai ser o mundo pós-pandemia da Covid-19? Esta é uma das perguntas mais formuladas desde que a OMS (Organização Mundial da Saúde), em 11 de março, declarou que a disseminação do novo coronavírus havia fugido do controle. Até o momento, são poucas certezas. Especialmente no Brasil, onde a curva de contaminação segue crescendo. Para colaborar na busca por respostas, o Diário decidiu elevar a discussão a tema central de seu principal projeto social. Neste ano, a 14ª edição do Desafio de Redação vai debater As Lições da Pandemia Para a Construção de um Futuro Melhor.

É preciso retirar ensinamento de crises como a que a humanidade enfrenta. Para que daqui a um tempo o mesmo fantasma não volte a assombrá-la. Há precedentes. Livro escrito pelo historiador norte-americano John M. Barry em 2004, A Grande Gripe: A História da Gripe Espanhola, a Pandemia Mais Mortal de Todos os Tempos retornou às listas dos mais vendidos muito provavelmente por demonstrar que os erros de 1918, quando um quarto da população mundial foi infectado e 50 milhões de pessoas morreram, estão sendo malditamente repetidos.

Negacionismo, politização do tema, remédios milagrosos, desinformação, censura e falta de estrutura hospitalar foram, de acordo com a publicação, alguns dos entraves encontrados pela sociedade do início do século passado para enfrentar a pandemia do vírus Influenza. O fato de todos eles estarem se reproduzindo em 2020 permite concluir que a triste experiência de 100 anos atrás não deixou legado suficiente para evitar a nova tragédia.

Certamente as dores provocadas pelo novo coronavírus vão ser superadas – a torcida é para que a vacina ou a cura surja em breve. Que, para além das cicatrizes, ele deixe também aprendizados. Ao colocar milhares de alunos e professores do Grande ABC para discutir as lições que a pandemia ensinará, utilizando-as como base para a almejada mudança cultural, o Diário espera estar contribuindo para que a sociedade de daqui a 100 anos não olhe para trás e perceba que está repetindo os erros do passado. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;