Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Crise econômica faz Magnum solicitar suspensão de repasse mensal ao Guarani

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


21/05/2020 | 17:56


Em tempos de crise econômica, o Guarani tem novo problema para resolver. No início de maio, a Magnum, responsável por arrematar o Brinco de Ouro da Princesa em 2014, solicitou à Justiça do Trabalho o desconto das parcelas pelos próximos três meses. O depósito mensal realizada pela empresa de Roberto Graziano é de R$ 350 mil, mas 20% é retido na fonte para pagamento do passivo trabalhista.

O montante é fundamental para o clube campineiro arcar com os compromissos de funcionários e elenco profissional, além das cotas de transmissão do Campeonato Paulista.

"Durante a gestão do Horley (Senna), com acesso da Série C à Série B, foi feito um aporte maior para que o clube subisse. Foi assinado um documento na época. A qualquer momento, a MMG poderia descontar essas parcelas que investiu a mais. Na gestão já do Palmeron, foram abatidas cinco parcelas dessas dez antecipadas", declarou o presidente Ricardo Miguel Moisés, em entrevista à Rádio Bandeirantes de Campinas.

"Neste momento de dificuldade, o nosso parceiro pediu a suspensão dos pagamentos. Aí o juiz do Tribunal Regional do Trabalho, Dr. Rafael (de Almeida Martins) pediu para que fossem juntados alguns comprovantes referentes à antecipação no processo. O Guarani foi intimado na segunda-feira para se manifestar. Então nesta quarta iniciou-se o prazo de cinco dias úteis para manifestação", acrescentou o cartola.

Nos bastidores, o Guarani trabalha para tentar manter parcela da contribuição mensal para não trazer mais prejuízos ao orçamento.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Crise econômica faz Magnum solicitar suspensão de repasse mensal ao Guarani


21/05/2020 | 17:56


Em tempos de crise econômica, o Guarani tem novo problema para resolver. No início de maio, a Magnum, responsável por arrematar o Brinco de Ouro da Princesa em 2014, solicitou à Justiça do Trabalho o desconto das parcelas pelos próximos três meses. O depósito mensal realizada pela empresa de Roberto Graziano é de R$ 350 mil, mas 20% é retido na fonte para pagamento do passivo trabalhista.

O montante é fundamental para o clube campineiro arcar com os compromissos de funcionários e elenco profissional, além das cotas de transmissão do Campeonato Paulista.

"Durante a gestão do Horley (Senna), com acesso da Série C à Série B, foi feito um aporte maior para que o clube subisse. Foi assinado um documento na época. A qualquer momento, a MMG poderia descontar essas parcelas que investiu a mais. Na gestão já do Palmeron, foram abatidas cinco parcelas dessas dez antecipadas", declarou o presidente Ricardo Miguel Moisés, em entrevista à Rádio Bandeirantes de Campinas.

"Neste momento de dificuldade, o nosso parceiro pediu a suspensão dos pagamentos. Aí o juiz do Tribunal Regional do Trabalho, Dr. Rafael (de Almeida Martins) pediu para que fossem juntados alguns comprovantes referentes à antecipação no processo. O Guarani foi intimado na segunda-feira para se manifestar. Então nesta quarta iniciou-se o prazo de cinco dias úteis para manifestação", acrescentou o cartola.

Nos bastidores, o Guarani trabalha para tentar manter parcela da contribuição mensal para não trazer mais prejuízos ao orçamento.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;