Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 29 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Fed diz estar comprometido a usar todas as ferramentas para apoiar a economia

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


20/05/2020 | 15:38


Na mais recente reunião de política monetária, em abril, o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) se comprometeu a usar todas as ferramentas disponíveis para continuar apoiando a economia durante a pandemia de coronavírus, de acordo com a ata referente ao encontro, divulgada nesta quarta-feira, 20.

Segundo o documento, os dirigentes defenderam que as taxas de juros devem permanecer nos níveis atuais (entre 0% e 0,25%) até que haja confiança de que a crise foi superada. "Manter os juros baixos continuará a prestar apoio à economia e promover as metas máximas de emprego e estabilidade de preços do Comitê", ressaltou.

Na avaliação do grupo, os programas de compras de ativos devem seguir em vigor, a fim de assegurar o fluxo de crédito para empresas e famílias e, dessa forma, permitir a efetiva transmissão da política monetária. "Os participantes observaram que era importante continuar monitorando de perto as condições do mercado e que o Comitê está preparado para ajustar seus planos conforme apropriado para apoiar bom funcionamento dos mercados", salienta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fed diz estar comprometido a usar todas as ferramentas para apoiar a economia


20/05/2020 | 15:38


Na mais recente reunião de política monetária, em abril, o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) se comprometeu a usar todas as ferramentas disponíveis para continuar apoiando a economia durante a pandemia de coronavírus, de acordo com a ata referente ao encontro, divulgada nesta quarta-feira, 20.

Segundo o documento, os dirigentes defenderam que as taxas de juros devem permanecer nos níveis atuais (entre 0% e 0,25%) até que haja confiança de que a crise foi superada. "Manter os juros baixos continuará a prestar apoio à economia e promover as metas máximas de emprego e estabilidade de preços do Comitê", ressaltou.

Na avaliação do grupo, os programas de compras de ativos devem seguir em vigor, a fim de assegurar o fluxo de crédito para empresas e famílias e, dessa forma, permitir a efetiva transmissão da política monetária. "Os participantes observaram que era importante continuar monitorando de perto as condições do mercado e que o Comitê está preparado para ajustar seus planos conforme apropriado para apoiar bom funcionamento dos mercados", salienta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;