Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Caetano amplia testes em massa do coronavírus

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prestadores de serviço, como escritório de contabilidade, de advocacia e administrativos podem ser examinados a partir de hoje


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

17/05/2020 | 23:30


São Caetano amplia, a partir de hoje, a testagem do novo coronavírus em moradores. Depois de comerciantes e comerciários, profissionais de saúde e que trabalham com beleza (salões, manicures e similares), a partir de agora, de segunda-feira a sábado, também poderão se dirgir ao drive-thru montado na garagem municipal (localizada na Avenida Kennedy, 2.100), entre 8h e 16h, prestadores de serviços, como proprietários e colaboradores de escritórios de contabilidade e advocacia, postos de combustíveis, oficinas mecânicas, agências de comunicação, publicidade e mercado financeiro, áreas administrativas e semelhantes, além de autônomos. Basta levar comprovante de residência da cidade ou documento que comprove o vículo empregatício no município.

“Agregamos mais uma quantidade de pessoas do setor econômico que vão se preparando para que a gente possa pensar em flexibilização do isolamento físico e partir para ambiente mais controlado. Infelizmente, ainda não é este cenário que estamos vivenciando”, declarou o prefeito José Auricchio Júnior (PSDB). “Em São Caetano, nosso índice de isolamento continua aquém do necessário, estamos com 47% de adesão e estudos mostram que se a gente não atingir 55%, como número mínimo, não temos condições de flexibilizar o isolamento. Abaixo disso, não consegue quebrar a cadeia de transmissibilidade do vírus e a curva de contaminados continua ascendente, que infelizmente é nossa curva de hoje. Consequentemente, tem aumento do número de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) ocupados, ultrapassando 60% (a taxa de ocupação alcançou 70%, de acordo com o boletim do município). Se não tiver esses dois indicadores sustentados por pelo menos 14 dias de forma decrescente, não podemos pensar em flexibilização. Então, peço, fiquem em casa, em isolamento, no núcleo familiar, para que a gente tenha a quebra na cadeia de transmissão. Caso contrário, temos epidemia ativa, crescente, que é o que acontece no Brasil”, emendou o chefe do Executivo.

A intenção da Prefeitura é seguir ampliando a testagem em munícipes, e a meta inicial é examinar 30 mil pessoas. “O ideal seria que pudéssemos testar os 160 mil moradores, identificando os positivos, isolando, e certamente diminuiríamos rapidamente a curva de transmissibilidade da doença. Mas do mundo ideal para o real tem distanciamento enorme. Neste momento não há insumos suficientes para a indústria farmacêutica produzir esses testes. Isso nos limita. Ainda assim, São Caetano é a cidade per capita com o maior número de testagens. Não porque somos melhores, a questão é que adotamos essa técnica para conhecer melhor nossa epidemia”, disse Auricchio.

São Caetano oferta aos munícipes três maneiras de detectar o vírus, através do drive-thru, das barreiras em ruas estratégicas da cidade e pelo disk coronavírus, serviço que vai até a casa do solicitante. “De 3.700 pessoas que acionaram o disk coronavírus, 443 testaram positivo. No drive-thru, ultrapassamos 10.300 exames, que apresentaram 164 infectados. “Só nestes dois modelos de testagem, atingimos mais de 600 positivos assintomáticos que estariam nas ruas, trabalhando, transmitindo esse vírus. Poderiam transmitir a até 5.000 outras pessoas, que teriam a Covid-19. Portanto, isolamento mais testagem nos permite salvar vidas. Este é nosso objetivo quando testamos em massa. Uma vida salva vale a pena. Vamos continuar a testagem em massa, rastreando onde estão pacientes positivos e assintomáticos. Estes são a gasolina no incêndio. Porque estão bem, não têm limitação, em franca atividade pela rua e mantêm a chama do incêndio acesa. E fazem isso porque não conhecem da sua condição imunológica”, concluiu o prefeito são-caetanense.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Caetano amplia testes em massa do coronavírus

Prestadores de serviço, como escritório de contabilidade, de advocacia e administrativos podem ser examinados a partir de hoje

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

17/05/2020 | 23:30


São Caetano amplia, a partir de hoje, a testagem do novo coronavírus em moradores. Depois de comerciantes e comerciários, profissionais de saúde e que trabalham com beleza (salões, manicures e similares), a partir de agora, de segunda-feira a sábado, também poderão se dirgir ao drive-thru montado na garagem municipal (localizada na Avenida Kennedy, 2.100), entre 8h e 16h, prestadores de serviços, como proprietários e colaboradores de escritórios de contabilidade e advocacia, postos de combustíveis, oficinas mecânicas, agências de comunicação, publicidade e mercado financeiro, áreas administrativas e semelhantes, além de autônomos. Basta levar comprovante de residência da cidade ou documento que comprove o vículo empregatício no município.

“Agregamos mais uma quantidade de pessoas do setor econômico que vão se preparando para que a gente possa pensar em flexibilização do isolamento físico e partir para ambiente mais controlado. Infelizmente, ainda não é este cenário que estamos vivenciando”, declarou o prefeito José Auricchio Júnior (PSDB). “Em São Caetano, nosso índice de isolamento continua aquém do necessário, estamos com 47% de adesão e estudos mostram que se a gente não atingir 55%, como número mínimo, não temos condições de flexibilizar o isolamento. Abaixo disso, não consegue quebrar a cadeia de transmissibilidade do vírus e a curva de contaminados continua ascendente, que infelizmente é nossa curva de hoje. Consequentemente, tem aumento do número de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) ocupados, ultrapassando 60% (a taxa de ocupação alcançou 70%, de acordo com o boletim do município). Se não tiver esses dois indicadores sustentados por pelo menos 14 dias de forma decrescente, não podemos pensar em flexibilização. Então, peço, fiquem em casa, em isolamento, no núcleo familiar, para que a gente tenha a quebra na cadeia de transmissão. Caso contrário, temos epidemia ativa, crescente, que é o que acontece no Brasil”, emendou o chefe do Executivo.

A intenção da Prefeitura é seguir ampliando a testagem em munícipes, e a meta inicial é examinar 30 mil pessoas. “O ideal seria que pudéssemos testar os 160 mil moradores, identificando os positivos, isolando, e certamente diminuiríamos rapidamente a curva de transmissibilidade da doença. Mas do mundo ideal para o real tem distanciamento enorme. Neste momento não há insumos suficientes para a indústria farmacêutica produzir esses testes. Isso nos limita. Ainda assim, São Caetano é a cidade per capita com o maior número de testagens. Não porque somos melhores, a questão é que adotamos essa técnica para conhecer melhor nossa epidemia”, disse Auricchio.

São Caetano oferta aos munícipes três maneiras de detectar o vírus, através do drive-thru, das barreiras em ruas estratégicas da cidade e pelo disk coronavírus, serviço que vai até a casa do solicitante. “De 3.700 pessoas que acionaram o disk coronavírus, 443 testaram positivo. No drive-thru, ultrapassamos 10.300 exames, que apresentaram 164 infectados. “Só nestes dois modelos de testagem, atingimos mais de 600 positivos assintomáticos que estariam nas ruas, trabalhando, transmitindo esse vírus. Poderiam transmitir a até 5.000 outras pessoas, que teriam a Covid-19. Portanto, isolamento mais testagem nos permite salvar vidas. Este é nosso objetivo quando testamos em massa. Uma vida salva vale a pena. Vamos continuar a testagem em massa, rastreando onde estão pacientes positivos e assintomáticos. Estes são a gasolina no incêndio. Porque estão bem, não têm limitação, em franca atividade pela rua e mantêm a chama do incêndio acesa. E fazem isso porque não conhecem da sua condição imunológica”, concluiu o prefeito são-caetanense.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;