Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Insatisfeito, meia Adãozinho segue sem jogar no Azulão


Edélcio Cândido
Do Diário do Grande ABC

04/10/2002 | 01:12


O incômodo confronto entre Mário Sérgio e Adãozinho pode estar ocorrendo sutilmente no alegre grupo do São Caetano, que tem 28 pontos ganhos, está na zona de classificação à segunda fase do Brasileiro e se prepara para enfrentar o Botafogo-RJ, sábado à tarde, em Caio Martins. Apesar de estar muito bem fisicamente, o mineiro Adãozinho, considerado por alguns o motorzinho do meio-campo no Azulão, por ser incansável na marcação, sequer ficou no banco de reservas contra o Coritiba, quarta-feira, no estádio Anacleto Campanella, que inquieta parte da torcida do Azulão.

Depois de treinar 70 minutos no rachão desta quinta e mostrar que está realmente com o fôlego em dia, o jogador deixou evidências de que não está feliz com os critérios do técnico Mário Sérgio. Ele não sabe porque perdeu a posição. “Por que não fiquei no banco? Pergunte para o homem (o técnico) lá. Eu nada tenho a declarar”, disse o volante que, nos tempos do técnico Jair Picerni, afirmou um dia que, quando não suportar correr 90 minutos, pára de jogar futebol. Adãozinho provou que é o xodó da torcida, que clamou pelo seu nome no segundo tempo do jogo de quarta-feira. Mas ele nem estava no estádio.

Em contraposição, Mário Sérgio é sincero: “Ele não ficou no banco porque eu queria e precisava de um meio-campo mais pegador, bem forte na marcação, mas ele vai jogar na hora certa”, afirmou Mário Sérgio, um paizão para o elenco, embora muitos apostem que exista um estremecimento de relações entre ambos, já que o jogador está nitidamente de cara fechada e se recusa comentar a questão.

Um dia depois da despachar o Coritiba (1 x 0), todos os jogadores treinaram em ritmo forte nesta quinta no Campanella. Os que não ficaram no banco foram mais exigidos ainda. A delegação do Azulão viaja nesta sexta para o Rio de Janeiro e Mário Sérgio ainda não se definiu se leva Adãozinho. Mas terá à sua disposição o volante Claudecir e o zagueiro Daniel, que cumpriram suspensão pelo terceiro cartão amarelo, assim como o volante Fábio Santos e o artilheiro Adhemar, que cumpriram o segundo jogo de suspensão imposto pelo Tribunal de Justiça da CBF pela expulsão diante da Portuguesa.

Quinta à tarde, os reservas realizaram um jogo-treino contra o time de juniores do Azulão, do técnico Zé Rubens, que encaram o Santo André, sábado, às 15h, no Brunão, pela segunda fase do Paulista. Cerca de 35 juniores do Azulão esperam a vez de jogar no time principal.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;