Fechar
Publicidade

Domingo, 31 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Sob a inspiração de Friedenreich

Nesta resenha sobre os 80 anos do Pacaembu – 1940-2020 –, a história de um alemão que jogava no seu país e aqui se transformou em corintiano, influenciando o filho Mario e o neto Mauricio, que faz parte do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

16/05/2020 | 23:59


Brandão e Teleco

Texto: Maurício Sabará Markiewicz

Meu avô (Fritz Markiewicz) nasceu na cidade de Breslau (Alemanha) e chegou ao Brasil em agosto de 1934. De Santos vai de trem até a Estação Luz, se fixando no bairro da Pompeia.

Em seu país jogava como ponteiro-esquerdo (dizia que era muito veloz), então claro que futebol era uma de suas paixões. Aqui em São Paulo queria conhecer o principal futebolista brasileiro (Arthur Friedenreich) que tinha fama na Europa, além do sobrenome alemão.

Assistiu à maioria das partidas do São Paulo, se empolgando com as apresentações do El Tigre. Pouco depois o clube acabou, então quis conhecer outro perto do bairro que morava, mas não teve sucesso por ser de nacionalidade alemã. Até que resolve assistir a um jogo de um time alvinegro, gosta dos jogadores Brandão e Teleco, passando a ser torcedor do Corinthians. Costumava dizer que assistiu aos dois jogos de estreia do Pacaembu, em 1940.

Luizinho, Claudio e Baltazar

Meu pai (Mário Bruno Markiewicz) nasceu em São Paulo no dia 5 de outubro de 1940. Por influência do pai, passou a torcer pelo mesmo time. Sua estreia como torcedor em um estádio foi no Pacaembu no ano de 1946, contra o SPR (atual Nacional). Não tem muita memória da partida, mas diz que quando o Corinthians anotava gols, se assustava, pensando que a arquibancada fosse cair.

Foi nos anos 1950 que de fato passou a acompanhar o time, tendo Luizinho como maior ídolo, além de admirar muitos outros daquela grande equipe, frequentando muito o Pacaembu, palco de suas grandes apresentações. 

Gosta muito de comentar que esteve com o pai em duas apresentações da Copa Rio de 1952, com o Corinthians goleando o Saarbrucken da Alemanha, por 6 a 1, e vencendo o Áustria pelo placar de 2 a 1, vendo in loco o famoso ataque formado por Cláudio, Luizinho, Baltazar, Carbone e Mário. Claro que o Pacaembu foi o estádio em que mais esteve presente, até a dura década de 1960.

Diário há meio século

Domingo, 17 de maio de 1970; ano 12; edição 1236

Manchete – Trânsito de Santo André vai mudar

Santo André – Prefeitura embarga quase todas as casas da Cidade São Jorge, alegando irregularidades na documentação da compra dos terrenos.

Rádio – O locutor e apresentador Miguel Romera revela Célia Queiroz, 15 anos, cantora andreense participante do programa Calouros Mascarados.

Variedades – No Restaurante Binder, em São Bernardo, show todas as noites com o professor Osmar Barutti e seu conjunto.

Em 17 de maio de...

1920 – Em realização os campeonatos de futebol organizados pela Apea (Associação Paulista de Esportes Atléticos), primeira e segunda divisões.

Da região, novamente apenas o Primeiro de Maio, de Santo André, participava. Disputava a Segunda Divisão, ao lado de equipes como a Antarctica, União Fluminense, Italo, União Lapa, União Cambuci, Barra Funda, Sirio e Vila Clementino.

Nota – O Primeiro de Maio venceu o torneio eliminatório da Segunda Divisão (1º quadro), o que valeu aos jogadores 12 medalhas de ouro, entregues em solenidade no antigo Theatro Carlos Gomes, que ficava na Rua Oliveira Lima, junto ao Largo da Estátua.

A entrega das medalhas ocorreu em 3 de maio de 1920, por ocasião da celebração do aniversário do clube.

1955 – Queiroz Filho renuncia à sua candidatura a prefeito de São Paulo.

Nota – Professor, presidente do PDC paulista, deputado federal, Queiroz Filho é nome da principal via pública entre as Vilas Humaitá e Guaraciaba, em Santo André.

1975 – Diagnóstico da Região Metropolitana de São Paulo mostra contrastes: havia áreas suficientes para mais 10 milhões de habitantes, mas a maioria da população era malnutrida e servia-se de água contaminada.

Hoje

Dia Mundial das Telecomunicações

Dia Mundial da Internet, criado em 2015

Municípios Brasileiros

Celebram aniversários em 17 de maio:

Em Santa Catarina, Biguaçu e Dona Emma

Em Minas Gerais, Carvalhópolis

No Rio Grande do Sul, Flores da Cunha e Santa Maria

No Mato Grosso, Nossa Senhora do Livramento

No Paraná, Virmond

Fonte: IBGE

Santos do Dia

Restituta de Teniza. Mártir

PASCOAL BAYLÃO. (Espanha: Torre Hermosa 1540, Villareal 1592). Leigo e iletrado, mas considerado um dos primeiros teólogos da Eucaristia, pelos muitos tratados que escreveu sobre o assunto.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sob a inspiração de Friedenreich

Nesta resenha sobre os 80 anos do Pacaembu – 1940-2020 –, a história de um alemão que jogava no seu país e aqui se transformou em corintiano, influenciando o filho Mario e o neto Mauricio, que faz parte do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

16/05/2020 | 23:59


Brandão e Teleco

Texto: Maurício Sabará Markiewicz

Meu avô (Fritz Markiewicz) nasceu na cidade de Breslau (Alemanha) e chegou ao Brasil em agosto de 1934. De Santos vai de trem até a Estação Luz, se fixando no bairro da Pompeia.

Em seu país jogava como ponteiro-esquerdo (dizia que era muito veloz), então claro que futebol era uma de suas paixões. Aqui em São Paulo queria conhecer o principal futebolista brasileiro (Arthur Friedenreich) que tinha fama na Europa, além do sobrenome alemão.

Assistiu à maioria das partidas do São Paulo, se empolgando com as apresentações do El Tigre. Pouco depois o clube acabou, então quis conhecer outro perto do bairro que morava, mas não teve sucesso por ser de nacionalidade alemã. Até que resolve assistir a um jogo de um time alvinegro, gosta dos jogadores Brandão e Teleco, passando a ser torcedor do Corinthians. Costumava dizer que assistiu aos dois jogos de estreia do Pacaembu, em 1940.

Luizinho, Claudio e Baltazar

Meu pai (Mário Bruno Markiewicz) nasceu em São Paulo no dia 5 de outubro de 1940. Por influência do pai, passou a torcer pelo mesmo time. Sua estreia como torcedor em um estádio foi no Pacaembu no ano de 1946, contra o SPR (atual Nacional). Não tem muita memória da partida, mas diz que quando o Corinthians anotava gols, se assustava, pensando que a arquibancada fosse cair.

Foi nos anos 1950 que de fato passou a acompanhar o time, tendo Luizinho como maior ídolo, além de admirar muitos outros daquela grande equipe, frequentando muito o Pacaembu, palco de suas grandes apresentações. 

Gosta muito de comentar que esteve com o pai em duas apresentações da Copa Rio de 1952, com o Corinthians goleando o Saarbrucken da Alemanha, por 6 a 1, e vencendo o Áustria pelo placar de 2 a 1, vendo in loco o famoso ataque formado por Cláudio, Luizinho, Baltazar, Carbone e Mário. Claro que o Pacaembu foi o estádio em que mais esteve presente, até a dura década de 1960.

Diário há meio século

Domingo, 17 de maio de 1970; ano 12; edição 1236

Manchete – Trânsito de Santo André vai mudar

Santo André – Prefeitura embarga quase todas as casas da Cidade São Jorge, alegando irregularidades na documentação da compra dos terrenos.

Rádio – O locutor e apresentador Miguel Romera revela Célia Queiroz, 15 anos, cantora andreense participante do programa Calouros Mascarados.

Variedades – No Restaurante Binder, em São Bernardo, show todas as noites com o professor Osmar Barutti e seu conjunto.

Em 17 de maio de...

1920 – Em realização os campeonatos de futebol organizados pela Apea (Associação Paulista de Esportes Atléticos), primeira e segunda divisões.

Da região, novamente apenas o Primeiro de Maio, de Santo André, participava. Disputava a Segunda Divisão, ao lado de equipes como a Antarctica, União Fluminense, Italo, União Lapa, União Cambuci, Barra Funda, Sirio e Vila Clementino.

Nota – O Primeiro de Maio venceu o torneio eliminatório da Segunda Divisão (1º quadro), o que valeu aos jogadores 12 medalhas de ouro, entregues em solenidade no antigo Theatro Carlos Gomes, que ficava na Rua Oliveira Lima, junto ao Largo da Estátua.

A entrega das medalhas ocorreu em 3 de maio de 1920, por ocasião da celebração do aniversário do clube.

1955 – Queiroz Filho renuncia à sua candidatura a prefeito de São Paulo.

Nota – Professor, presidente do PDC paulista, deputado federal, Queiroz Filho é nome da principal via pública entre as Vilas Humaitá e Guaraciaba, em Santo André.

1975 – Diagnóstico da Região Metropolitana de São Paulo mostra contrastes: havia áreas suficientes para mais 10 milhões de habitantes, mas a maioria da população era malnutrida e servia-se de água contaminada.

Hoje

Dia Mundial das Telecomunicações

Dia Mundial da Internet, criado em 2015

Municípios Brasileiros

Celebram aniversários em 17 de maio:

Em Santa Catarina, Biguaçu e Dona Emma

Em Minas Gerais, Carvalhópolis

No Rio Grande do Sul, Flores da Cunha e Santa Maria

No Mato Grosso, Nossa Senhora do Livramento

No Paraná, Virmond

Fonte: IBGE

Santos do Dia

Restituta de Teniza. Mártir

PASCOAL BAYLÃO. (Espanha: Torre Hermosa 1540, Villareal 1592). Leigo e iletrado, mas considerado um dos primeiros teólogos da Eucaristia, pelos muitos tratados que escreveu sobre o assunto.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;