Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 22 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Operador é preso ao tentar matar a própria irmã


Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

01/01/2008 | 07:05


O primeiro dia do ano não será de felicidade para a família da dona de casa Maria da Paz Xavier Basílio, 36 anos, moradora da Vila Palmares, em Santo André.

Ontem pela manhã ela foi agredida pelo próprio irmão no quintal de casa por causa de uma discussão banal e está internada em estado grave no CHM (Centro Hospitalar Municipal) de Santo André, com traumatismo craniano.

Seu irmão, o operador Erivaldo Xavier das Neves, 27 anos, a agrediu na cabeça com uma broca utilizada na construção civil que estava no quintal da residência. Ele foi preso por tentativa de homicídio.

As agressões foram presenciadas pelas três filhas da vítima, todas adolescentes, além de uma vizinha.

No terreno onde moram, localizado na Rua Virgílio di Sico, existem outras residências.

“Eram mais ou menos 7h30 da manhã quando ouvi a discussão entre eles. A Maria bateu na minha porta e pediu para usar o banheiro. Quando saiu, ela e o irmão passaram a discutir de novo”, afirmou a vizinha, a dona de casa Deubra Ferreira, 31 anos.

“Meu tio queria ir para São Vicente logo passar o réveillon. Ninguém entendeu direito o motivo da discussão. Ele pegou a broca e bateu várias vezes na cabeça da minha mãe”, contou a estudante Beatriz Xavier da Paz, 13 anos.

“Tem uma obra perto da nossa casa e os trabalhadores costumam deixar a broca lá”, acrescentou a filha da vítima.

Após as agressões, a PM foi chamada e compareceram ao local policiais da 2ª Companhia do 10º Batalhão, que detiveram o operador.

Ele chegou do município São Vicente do Seridó, na Paraíba, há uma semana para passar as festas de fim de ano. Ficou alguns dias com parentes que residem em São Vicente, no litoral Sul.

Segundo a família da vítima, Neves tem um comportamento agressivo e chegou a ser expulso durante a viagem de ônibus em Minas Gerais por exigência dos outros passageiros. “Parentes dele de São Vicente tiveram de resgatá-lo lá”, contou a vizinha Deubra.

MAUÁ

Outro crime com motivação banal ocorreu no sábado à noite no bairro Jardim Santista, em Mauá.

O dono da padaria Estrela da Santista Ricardo Souza Costa, 30 anos, foi assassinado com duas facadas na barriga pelo ambulante José João da Silva, 47 anos, mais conhecido como Zé do Alho.

Depois de pedir pinga fiado ao dono, como sempre fazia, o comerciante respondeu que poderia dar um pedaço de pão, como falava habitualmente. Ninguém ouviu direito se houve outra discussão.

Zé do Alho pegou uma faca e golpeou Costa. O agressor foi preso por outros fregueses.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;