Fechar
Publicidade

Domingo, 9 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Literatura da região perde Kiyoshi Ikeda

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Autor de nove livres, ele integrava a Academia Popular de Letras de São Caetano


Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

06/05/2020 | 23:13


Morreu ontem o escritor Kiyoshi Ikeda, 81 anos, autor de nove livros, integrante da Academia Popular de Letras de São Caetano e morador de Santo André.
Natural de Marília, ele foi ‘descoberto’ por uma professora (Nice), aos 11 anos. Em 1950, ela viu no aluno o talento para a escrita ao corrigir suas redações. Foi então que ele prometeu à mestra que seria escritor.

Demorou quase seis décadas, mas Ikeda cumpriu o compromisso. Em 2009, aos 70 anos, publicou sua primeira obra. A Reciclagem Humana, que tratava da teoria de que para evoluir tudo precisa se transformar.

Ele também já escreveu sobre Copa do Mundo, a tragédia da boate Kiss em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e sobre os samurais. Dedicou-se também a produzir livros de acrósticos, poesias em que as primeiras letras (às vezes, as do meio ou do fim) de cada verso formam, em sentido vertical, um ou mais nomes.

Ikeda era um assíduo colaborador da coluna Palavra do Leitor, do Diário. Sua última participação ocorreu em 1º de maio, quando foi publicado texto ‘Coronogaláxia’, que narrava a invasão da Terra por extraterrestes em forma de vírus invisíveis, mas que não imaginavam os danos que iriam causar aos habitantes do planeta. Um dia, entretanto, eles voltarão para desfazer o mal que provocaram.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Literatura da região perde Kiyoshi Ikeda

Autor de nove livres, ele integrava a Academia Popular de Letras de São Caetano

Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

06/05/2020 | 23:13


Morreu ontem o escritor Kiyoshi Ikeda, 81 anos, autor de nove livros, integrante da Academia Popular de Letras de São Caetano e morador de Santo André.
Natural de Marília, ele foi ‘descoberto’ por uma professora (Nice), aos 11 anos. Em 1950, ela viu no aluno o talento para a escrita ao corrigir suas redações. Foi então que ele prometeu à mestra que seria escritor.

Demorou quase seis décadas, mas Ikeda cumpriu o compromisso. Em 2009, aos 70 anos, publicou sua primeira obra. A Reciclagem Humana, que tratava da teoria de que para evoluir tudo precisa se transformar.

Ele também já escreveu sobre Copa do Mundo, a tragédia da boate Kiss em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e sobre os samurais. Dedicou-se também a produzir livros de acrósticos, poesias em que as primeiras letras (às vezes, as do meio ou do fim) de cada verso formam, em sentido vertical, um ou mais nomes.

Ikeda era um assíduo colaborador da coluna Palavra do Leitor, do Diário. Sua última participação ocorreu em 1º de maio, quando foi publicado texto ‘Coronogaláxia’, que narrava a invasão da Terra por extraterrestes em forma de vírus invisíveis, mas que não imaginavam os danos que iriam causar aos habitantes do planeta. Um dia, entretanto, eles voltarão para desfazer o mal que provocaram.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;