Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Estado do Rio tem 2.209 profissionais de saúde afastados por Covid-19

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


30/04/2020 | 12:38


O Estado do Rio de Janeiro tem 2.209 profissionais de saúde afastados de suas funções por terem contraído ou estarem com suspeita do novo coronavírus. O número diz respeito a profissionais que atuam nas redes públicas de saúde estadual e também da capital fluminense.

Segundo levantamento da Secretaria Estadual de Saúde (SES), 1.169 profissionais estão afastados. O número representa 6% da força de trabalho na saúde na rede estadual. A maior incidência está no Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio. Na unidade, 175 funcionários já foram afastados, entre médicos, enfermeiros e técnicos.

Na capital, dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) apontam que 1.040 profissionais estão de licença por estarem com suspeita ou confirmação de covid-19. Além deles, outros 277 estão afastados das funções por terem 60 anos ou mais. No total, 2,9% dos 45 mil funcionários que trabalham em unidades municipais de saúde estão afastados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estado do Rio tem 2.209 profissionais de saúde afastados por Covid-19


30/04/2020 | 12:38


O Estado do Rio de Janeiro tem 2.209 profissionais de saúde afastados de suas funções por terem contraído ou estarem com suspeita do novo coronavírus. O número diz respeito a profissionais que atuam nas redes públicas de saúde estadual e também da capital fluminense.

Segundo levantamento da Secretaria Estadual de Saúde (SES), 1.169 profissionais estão afastados. O número representa 6% da força de trabalho na saúde na rede estadual. A maior incidência está no Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio. Na unidade, 175 funcionários já foram afastados, entre médicos, enfermeiros e técnicos.

Na capital, dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) apontam que 1.040 profissionais estão de licença por estarem com suspeita ou confirmação de covid-19. Além deles, outros 277 estão afastados das funções por terem 60 anos ou mais. No total, 2,9% dos 45 mil funcionários que trabalham em unidades municipais de saúde estão afastados.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;