Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Rafael Demarchi prevê eleição de até 6 vereadores com seu projeto ao Paço

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Para pré-candidato à Prefeitura de S.Bernardo, PSL apostará na juventude e no cansaço de PT e PSDB


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

30/04/2020 | 00:01


Vereador de São Bernardo e pré-candidato do PSL à Prefeitura na eleição deste ano, Rafael Demarchi avaliou ser possível eleger de quatro a seis vereadores na esteira de seu projeto ao Paço – a projeção mais otimista se refere à estimativa de ele chegar ao segundo turno.

O parlamentar revelou que conseguiu filiar 108 pré-candidatos a vereador à sigla e que o trabalho agora é realizar triagem da lista, já que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) autoriza o lançamento de 42 candidatos em São Bernardo.

“Nosso time está muito legal. Optamos por gente que está chegando agora para fazer política, ou seja, sem os vícios da política tradicional. Muita gente resolveu acompanhar meu projeto porque, apesar de eu ser vereador (em segundo mandato), será a primeira vez que tentarei o Executivo”, comentou Rafael. “Tem muito jovem, muito outsider. O time está pronto para fazer bonito na eleição.”

Rafael argumentou que há também filiados que chegaram à época do presidente Jair Bolsonaro no partido. Em 2018, Bolsonaro se filiou ao PSL para ser candidato a presidente da República. Sua vitória em 2018 fez impulsionar a sigla, até então nanica. “Apesar de ter alguns que saíram do PSL depois que o presidente se desfiliou, há gente que ficou no partido e que está disposta a colaborar também.”

Na visão do vereador, a equipe no PSL casa com o sentimento que ele tem presenciado na cidade: renovação. “Há um cansaço da política tradicional. Não tenho nada contra quem recorre a esse tipo de política, é válido também. Mas a gente vem com proposta nova, um jeito novo, com alternativa ao eleitor. Por onde ando na cidade vejo que há cansaço do PT e do PSDB. Estamos propondo a novidade.”

Rafael aposta na terceira via na eleição, como alternativa à busca da reeleição do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), e do projeto de tentativa de retorno do ex-prefeito Luiz Marinho (PT) – há incerteza sobre qual papel será desempenhado pelo deputado federal Alex Manente (Cidadania), que foi prefeiturável nas últimas três eleições.

O vereador ponderou, entretanto, que seu foco agora é pensar em propostas para o combate à Covid-19 – ele citou que suspendeu reuniões políticas. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Rafael Demarchi prevê eleição de até 6 vereadores com seu projeto ao Paço

Para pré-candidato à Prefeitura de S.Bernardo, PSL apostará na juventude e no cansaço de PT e PSDB

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

30/04/2020 | 00:01


Vereador de São Bernardo e pré-candidato do PSL à Prefeitura na eleição deste ano, Rafael Demarchi avaliou ser possível eleger de quatro a seis vereadores na esteira de seu projeto ao Paço – a projeção mais otimista se refere à estimativa de ele chegar ao segundo turno.

O parlamentar revelou que conseguiu filiar 108 pré-candidatos a vereador à sigla e que o trabalho agora é realizar triagem da lista, já que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) autoriza o lançamento de 42 candidatos em São Bernardo.

“Nosso time está muito legal. Optamos por gente que está chegando agora para fazer política, ou seja, sem os vícios da política tradicional. Muita gente resolveu acompanhar meu projeto porque, apesar de eu ser vereador (em segundo mandato), será a primeira vez que tentarei o Executivo”, comentou Rafael. “Tem muito jovem, muito outsider. O time está pronto para fazer bonito na eleição.”

Rafael argumentou que há também filiados que chegaram à época do presidente Jair Bolsonaro no partido. Em 2018, Bolsonaro se filiou ao PSL para ser candidato a presidente da República. Sua vitória em 2018 fez impulsionar a sigla, até então nanica. “Apesar de ter alguns que saíram do PSL depois que o presidente se desfiliou, há gente que ficou no partido e que está disposta a colaborar também.”

Na visão do vereador, a equipe no PSL casa com o sentimento que ele tem presenciado na cidade: renovação. “Há um cansaço da política tradicional. Não tenho nada contra quem recorre a esse tipo de política, é válido também. Mas a gente vem com proposta nova, um jeito novo, com alternativa ao eleitor. Por onde ando na cidade vejo que há cansaço do PT e do PSDB. Estamos propondo a novidade.”

Rafael aposta na terceira via na eleição, como alternativa à busca da reeleição do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), e do projeto de tentativa de retorno do ex-prefeito Luiz Marinho (PT) – há incerteza sobre qual papel será desempenhado pelo deputado federal Alex Manente (Cidadania), que foi prefeiturável nas últimas três eleições.

O vereador ponderou, entretanto, que seu foco agora é pensar em propostas para o combate à Covid-19 – ele citou que suspendeu reuniões políticas. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;