Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Moro diz que trabalhará 'como cidadão' por prisão após condenação em 2ª instância

Arquivo/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


27/04/2020 | 13:41


O ex-ministro da Justiça Sérgio Moro publicou em sua conta no Twitter que vai manter a defesa pública de "projetos anticorrupção", e deu como exemplo um projeto que abra possibilidade de prisão de condenados em segunda instância. Segundo Moro, sua participação no debate público se dará agora na condição de "cidadão".

"Como cidadão, continuarei defendendo, como sempre fiz enquanto estive no governo, a aprovação de projetos anticorrupção, em especial a PEC ou o PL da execução em segunda instância. Claro que, no momento, a prioridade é combater a pandemia de covid e seus efeitos, como o desemprego", escreveu o ex-juiz da Lava Jato nesta segunda-feira, dia 27.

Moro pediu demissão do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública na última sexta-feira, 24, e denunciou supostas tentativas de interferência na Polícia Federal (PF) por parte do presidente da República, Jair Bolsonaro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Moro diz que trabalhará 'como cidadão' por prisão após condenação em 2ª instância


27/04/2020 | 13:41


O ex-ministro da Justiça Sérgio Moro publicou em sua conta no Twitter que vai manter a defesa pública de "projetos anticorrupção", e deu como exemplo um projeto que abra possibilidade de prisão de condenados em segunda instância. Segundo Moro, sua participação no debate público se dará agora na condição de "cidadão".

"Como cidadão, continuarei defendendo, como sempre fiz enquanto estive no governo, a aprovação de projetos anticorrupção, em especial a PEC ou o PL da execução em segunda instância. Claro que, no momento, a prioridade é combater a pandemia de covid e seus efeitos, como o desemprego", escreveu o ex-juiz da Lava Jato nesta segunda-feira, dia 27.

Moro pediu demissão do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública na última sexta-feira, 24, e denunciou supostas tentativas de interferência na Polícia Federal (PF) por parte do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;