Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Passeios com ajuda on-line

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Tempo livre durante distanciamento físico da Covid-19 pode ser aproveitado com visitas vistuais a diferentes pontos do mundo


Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

25/04/2020 | 23:59


A ideia de explorar envolve colocar a curiosidade para trabalhar, passear por lugares, conversar com pessoas, observar detalhes e tentar se conectar com coisas diferentes. Em meio à pandemia da Covid-19 e o enfrentamento da doença, a recomendação da Organização Mundial da Saúde e especialistas médicos é apostar no distanciamento físico, o que faz a ação ser deixada de lado nas últimas semanas. O confinamento tem feito com que a internet ganhe ainda mais força no cotidiano, sendo que essa tecnologia também pode ser usada para gerar passeios virtuais.

Pequenas viagens podem ser realizadas, com fotos e vídeos servindo como referências da reprodução do mundo real. Os cliques devem aparecer como aliados para que o público de diferentes idades consiga viajar digitalmente por locais que têm muito a apresentar – e que, depois do fim da quarentena contra o novo coronavírus, estarão abertos para serem realmente visitados quando possível e se desejável for. 

Os momentos livres desse isolamento físico abrem tempo para que pontos espalhados pelo mundo sejam observados. São visitas on-line a corredores de museus, exploração de mapas digitais de jardins, câmeras ligadas 24 horas em ambientes de vivência controlada de animais e vídeos de detalhes de atrações dos parques temáticos mais famosos do planeta. 

Claro que essa aproximação por meio de computadores, tablets e celulares perde um pouco do encanto em relação ao contato real, mas pode servir para se distrair e aprender enquanto ficar em casa é a melhor opção neste momento. 

MUSEUS

Parte da história mundial pode ser vista dentro de museus. Esses espaços são bem abrangentes quanto aos materiais apresentados ao público, como desenhos, pinturas, esculturas e itens de épocas distintas.

Talvez o mais famoso de todo o mundo seja o Museu do Louvre (musee.louvre.fr/visite-louvre), em Paris, na França. Seus corredores são temáticos e apresentam artigos variados, com destaque para acervo do Egito Antigo. As informações detalhadas estão em francês e inglês.

O Masp (Museu de Arte de São Paulo – masp.org.br/acervo/explore) é considerado o primeiro espaço moderno do País. O passeio pode ser complementado por informações por áudio.

Ainda na Capital, o temático Museu do Futebol (museudofutebol.org.br) foi visualizado pelo sistema de mapas do Google (google.com/maps) e basta procurar por ele na busca para ‘andar’ pelo prédio. Também conta com exposições virtuais com atrações que passaram pelo local.

ZOOLÓGICOS

Os zoológicos funcionam como lar em áreas cercadas para animais de vários tipos e vindos de diversos lugares. Para quem vive nas cidades, é um modo de ter certa proximidade com os bichos, com algumas instituições montando câmeras que os acompanham a toda hora.

O Smithsonian National Zoological Park (nationalzoo.si.edu/webcams), da cidade de Washington, nos Estados Unidos, instalou vigilância 24 horas em áreas onde vivem pandas, elefantes e leões, entre outros bichos.

A ideia é a mesma utilizada no também norte-americano San Diego Zoo (zoo.sandiegozoo.org/live-cams), considerado um dos principais do mundo. Como os equipamentos ficam fixos, é preciso certa sorte para ver o que girafas, ursos-polares e rinocerontes, por exemplo, estão fazendo.

No Brasil, o AquaRio – Aquário Marinho do Rio de Janeiro (blog.aquariomarinhodorio.com.br/2020/04/16/aquario-ao-vivo) está de portas fechadas, mas manteve ligada a câmera do grande tanque oceânico, onde vários tipos de peixes ficam passando.

VARIEDADES

A pluralidade da internet faz com que passeios um tanto quanto aleatórios possam ser possíveis. Aproveitar esse ‘um pouco de tudo’ on-line faz com que a exploração virtual possa ter opções para vários gostos.

Um tour virtual 360 graus é disponibilizado pelo Jardim Botânico de São Paulo (infraestruturameioambiente.sp.gov.br/jardimbotanico) desde sua entrada até seus espaços internos em dia ensolarado. O recanto natural conta com alguns dos pontos mais bonitos da cidade.

O canal Disney Parks (www.youtube.com/user/DisneyParks), no YouTube, reúne material diverso sobre os parques da Disney. Entre as opções, é possível ver vídeos que detalham o trajeto de alguns brinquedos, como o passeio de barco por It’s a Small World e a montanha-russa da animação Os Incríveis.

A histórica Grande Muralha da China (thechinaguide.com/destination/great-wall-of-china) aparece em várias listas de pontos turísticos a se visitar. Parte de sua vista está disponibilizada on-line para que as pessoas possam ter ideia de seu tamanho e sua beleza. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Passeios com ajuda on-line

Tempo livre durante distanciamento físico da Covid-19 pode ser aproveitado com visitas vistuais a diferentes pontos do mundo

Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

25/04/2020 | 23:59


A ideia de explorar envolve colocar a curiosidade para trabalhar, passear por lugares, conversar com pessoas, observar detalhes e tentar se conectar com coisas diferentes. Em meio à pandemia da Covid-19 e o enfrentamento da doença, a recomendação da Organização Mundial da Saúde e especialistas médicos é apostar no distanciamento físico, o que faz a ação ser deixada de lado nas últimas semanas. O confinamento tem feito com que a internet ganhe ainda mais força no cotidiano, sendo que essa tecnologia também pode ser usada para gerar passeios virtuais.

Pequenas viagens podem ser realizadas, com fotos e vídeos servindo como referências da reprodução do mundo real. Os cliques devem aparecer como aliados para que o público de diferentes idades consiga viajar digitalmente por locais que têm muito a apresentar – e que, depois do fim da quarentena contra o novo coronavírus, estarão abertos para serem realmente visitados quando possível e se desejável for. 

Os momentos livres desse isolamento físico abrem tempo para que pontos espalhados pelo mundo sejam observados. São visitas on-line a corredores de museus, exploração de mapas digitais de jardins, câmeras ligadas 24 horas em ambientes de vivência controlada de animais e vídeos de detalhes de atrações dos parques temáticos mais famosos do planeta. 

Claro que essa aproximação por meio de computadores, tablets e celulares perde um pouco do encanto em relação ao contato real, mas pode servir para se distrair e aprender enquanto ficar em casa é a melhor opção neste momento. 

MUSEUS

Parte da história mundial pode ser vista dentro de museus. Esses espaços são bem abrangentes quanto aos materiais apresentados ao público, como desenhos, pinturas, esculturas e itens de épocas distintas.

Talvez o mais famoso de todo o mundo seja o Museu do Louvre (musee.louvre.fr/visite-louvre), em Paris, na França. Seus corredores são temáticos e apresentam artigos variados, com destaque para acervo do Egito Antigo. As informações detalhadas estão em francês e inglês.

O Masp (Museu de Arte de São Paulo – masp.org.br/acervo/explore) é considerado o primeiro espaço moderno do País. O passeio pode ser complementado por informações por áudio.

Ainda na Capital, o temático Museu do Futebol (museudofutebol.org.br) foi visualizado pelo sistema de mapas do Google (google.com/maps) e basta procurar por ele na busca para ‘andar’ pelo prédio. Também conta com exposições virtuais com atrações que passaram pelo local.

ZOOLÓGICOS

Os zoológicos funcionam como lar em áreas cercadas para animais de vários tipos e vindos de diversos lugares. Para quem vive nas cidades, é um modo de ter certa proximidade com os bichos, com algumas instituições montando câmeras que os acompanham a toda hora.

O Smithsonian National Zoological Park (nationalzoo.si.edu/webcams), da cidade de Washington, nos Estados Unidos, instalou vigilância 24 horas em áreas onde vivem pandas, elefantes e leões, entre outros bichos.

A ideia é a mesma utilizada no também norte-americano San Diego Zoo (zoo.sandiegozoo.org/live-cams), considerado um dos principais do mundo. Como os equipamentos ficam fixos, é preciso certa sorte para ver o que girafas, ursos-polares e rinocerontes, por exemplo, estão fazendo.

No Brasil, o AquaRio – Aquário Marinho do Rio de Janeiro (blog.aquariomarinhodorio.com.br/2020/04/16/aquario-ao-vivo) está de portas fechadas, mas manteve ligada a câmera do grande tanque oceânico, onde vários tipos de peixes ficam passando.

VARIEDADES

A pluralidade da internet faz com que passeios um tanto quanto aleatórios possam ser possíveis. Aproveitar esse ‘um pouco de tudo’ on-line faz com que a exploração virtual possa ter opções para vários gostos.

Um tour virtual 360 graus é disponibilizado pelo Jardim Botânico de São Paulo (infraestruturameioambiente.sp.gov.br/jardimbotanico) desde sua entrada até seus espaços internos em dia ensolarado. O recanto natural conta com alguns dos pontos mais bonitos da cidade.

O canal Disney Parks (www.youtube.com/user/DisneyParks), no YouTube, reúne material diverso sobre os parques da Disney. Entre as opções, é possível ver vídeos que detalham o trajeto de alguns brinquedos, como o passeio de barco por It’s a Small World e a montanha-russa da animação Os Incríveis.

A histórica Grande Muralha da China (thechinaguide.com/destination/great-wall-of-china) aparece em várias listas de pontos turísticos a se visitar. Parte de sua vista está disponibilizada on-line para que as pessoas possam ter ideia de seu tamanho e sua beleza. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;