Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 29 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Esgotamento dos profissionais


Lucas Nogueira

21/04/2020 | 00:03


Antes da pandemia, muitas organizações vinham trabalhando com equipes enxutas. Agora, diante da recomendação de distanciamento social, os profissionais estão tendo que se habituar a um novo modelo de trabalho, enquanto lidam com a possibilidade de não conseguirem alcançar os resultados mensais projetados pela organização no início do ano. Para auxiliar os líderes a dar suporte aos colaboradores nesse período desafiador, listo a seguir cinco boas práticas:

1 – Seja realista
Seus funcionários estão lidando com carga de trabalho e metas factíveis? Todos têm os recursos necessários e as informações suficientes para lidar com seus respectivos projetos? Metas excessivamente ambiciosas, que até os profissionais mais qualificados teriam dificuldade em concluir, tendem a aumentar o estresse do time.

2 – Incentive o equilíbrio entre vida profissional e pessoal
Em ambiente home office, alguns profissionais, principalmente os mais dedicados, tendem a trabalhar mais horas do que o habitual. Porém, felicidade, eficiência e produtividade no trabalho têm relação direta com o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional dos colaboradores. Dessa forma, procure entender se seus colaboradores estão fazendo pausas regulares e cumprindo a carga horária e seja o primeiro a cumprir essas regras.

3 – Reconheça o trabalho duro
Sempre que um colaborador for responsável por alguma ação diferenciada ou resultado de destaque, deixe, imediatamente, que ele saiba que você notou e apreciou o feito. Se fizer sentido, compartilhe o acontecimento com os demais integrantes da equipe.

4 – Coloque-se à disposição para ouvir
O momento atual divide-se entre os profissionais que adoram home office, os que são novatos na experiência e aqueles que nunca apreciaram o trabalho remoto. Tente entender qual é o sentimento dos integrantes do seu time e coloque-se à disposição para auxiliar na adaptação e durante todo o período que estiverem trabalhando à distância.

5 – Seja empático
No fim do dia, toda empresa precisa gerar lucro. Porém, nesse período de desaceleração do mercado, é importante que o gestor se coloque no lugar do colaborador, cobrando sem ser rude ou fazendo ameaças. Conversas sinceras, maduras e gentis, com base em dados e fatos reais, são sempre o melhor caminho.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Esgotamento dos profissionais

Lucas Nogueira

21/04/2020 | 00:03


Antes da pandemia, muitas organizações vinham trabalhando com equipes enxutas. Agora, diante da recomendação de distanciamento social, os profissionais estão tendo que se habituar a um novo modelo de trabalho, enquanto lidam com a possibilidade de não conseguirem alcançar os resultados mensais projetados pela organização no início do ano. Para auxiliar os líderes a dar suporte aos colaboradores nesse período desafiador, listo a seguir cinco boas práticas:

1 – Seja realista
Seus funcionários estão lidando com carga de trabalho e metas factíveis? Todos têm os recursos necessários e as informações suficientes para lidar com seus respectivos projetos? Metas excessivamente ambiciosas, que até os profissionais mais qualificados teriam dificuldade em concluir, tendem a aumentar o estresse do time.

2 – Incentive o equilíbrio entre vida profissional e pessoal
Em ambiente home office, alguns profissionais, principalmente os mais dedicados, tendem a trabalhar mais horas do que o habitual. Porém, felicidade, eficiência e produtividade no trabalho têm relação direta com o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional dos colaboradores. Dessa forma, procure entender se seus colaboradores estão fazendo pausas regulares e cumprindo a carga horária e seja o primeiro a cumprir essas regras.

3 – Reconheça o trabalho duro
Sempre que um colaborador for responsável por alguma ação diferenciada ou resultado de destaque, deixe, imediatamente, que ele saiba que você notou e apreciou o feito. Se fizer sentido, compartilhe o acontecimento com os demais integrantes da equipe.

4 – Coloque-se à disposição para ouvir
O momento atual divide-se entre os profissionais que adoram home office, os que são novatos na experiência e aqueles que nunca apreciaram o trabalho remoto. Tente entender qual é o sentimento dos integrantes do seu time e coloque-se à disposição para auxiliar na adaptação e durante todo o período que estiverem trabalhando à distância.

5 – Seja empático
No fim do dia, toda empresa precisa gerar lucro. Porém, nesse período de desaceleração do mercado, é importante que o gestor se coloque no lugar do colaborador, cobrando sem ser rude ou fazendo ameaças. Conversas sinceras, maduras e gentis, com base em dados e fatos reais, são sempre o melhor caminho.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;