Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Exército do Bahrein reprime
protestos e deixa 2 mortos



17/02/2011 | 00:29


As Forças de Segurança do Bahrein atacaram na noite desta quarta-feira, manifestantes concentrados na praça Pérola, no centro da capital Manama, deixando pelo menos dois mortos, disse um porta-voz da oposição xiita, que não quis ser identificado. "Atacaram a praça onde centenas de pessoas passavam a noite em tendas de campanha", relatou Fadel Ahmad, de 37 anos, um dos testemunhas.

 

Nos arredores da praça, cujo acesso estava bloqueado, foram ouvidos disparos de armas de fogo, explosões e sirenes de ambulância. Segundo outra testemunha, Mahmoud Faraj, várias pessoas ficaram feridas. A população reivindica, dentre outras coisas, o combate ao desemprego e uma política nacional mais democrática. Um helicóptero sobrevoava a praça com jornalistas que viram a ação dos militares contra a população.

 

Milhares de manifestantes voltaram a se reunir nesta quarta-feira na Praça da Pérola, após a morte de dois jovens xiitas, na terça-feira, durante a repressão aos manifestantes que são contra o governo nesta monarquia do Golfo Pérsico. As informações são da Dow Jones.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Exército do Bahrein reprime
protestos e deixa 2 mortos


17/02/2011 | 00:29


As Forças de Segurança do Bahrein atacaram na noite desta quarta-feira, manifestantes concentrados na praça Pérola, no centro da capital Manama, deixando pelo menos dois mortos, disse um porta-voz da oposição xiita, que não quis ser identificado. "Atacaram a praça onde centenas de pessoas passavam a noite em tendas de campanha", relatou Fadel Ahmad, de 37 anos, um dos testemunhas.

 

Nos arredores da praça, cujo acesso estava bloqueado, foram ouvidos disparos de armas de fogo, explosões e sirenes de ambulância. Segundo outra testemunha, Mahmoud Faraj, várias pessoas ficaram feridas. A população reivindica, dentre outras coisas, o combate ao desemprego e uma política nacional mais democrática. Um helicóptero sobrevoava a praça com jornalistas que viram a ação dos militares contra a população.

 

Milhares de manifestantes voltaram a se reunir nesta quarta-feira na Praça da Pérola, após a morte de dois jovens xiitas, na terça-feira, durante a repressão aos manifestantes que são contra o governo nesta monarquia do Golfo Pérsico. As informações são da Dow Jones.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;