Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Já é um consenso retirada temporária de PIS/Cofins sobre etanol, diz ministra

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


13/04/2020 | 13:26


A retirada da cobrança do PIS/Cofins sobre o etanol já é um consenso entre o Ministério da Agricultura e o Ministério de Minas e Energia (MME), afirmou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, em transmissão ao vivo pela Bandnews.

Questionada sobre as medidas do governo para o setor sucroenergético em meio à crise entre Arábia Saudita e Rússia e à pandemia do coronavírus, a ministra disse que, em virtude da importância do setor, que também contribui muito para a balança comercial brasileira, o MME está estudando um aumento na Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) para gasolina.

Já o Ministério da Agricultura, afirmou Tereza Cristina, está tentando tornar viável uma linha de crédito para estocagem a fim de minimizar os prejuízos dos produtores. "Essa semana já teremos resultados para que o produtor tenha tranquilidade para colher a cana", garantiu.

Os altos juros para linhas de crédito nesse período são o maior desafio do governo para garantir a nova linha de crédito, disse Tereza Cristina.

De acordo com ela, o financiamento seria direcionada para estocagem por cerca de 1 ano, já que "a cana-de-açúcar não pode esperar para ser processada".

Na visão da ministra, reverter a produção de etanol para açúcar não é exatamente uma solução. "É nessa hora que o governo tem de entrar para minimizar os prejuízos", disse Tereza Cristina, afirmando que o setor está entre as prioridades do governo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Já é um consenso retirada temporária de PIS/Cofins sobre etanol, diz ministra


13/04/2020 | 13:26


A retirada da cobrança do PIS/Cofins sobre o etanol já é um consenso entre o Ministério da Agricultura e o Ministério de Minas e Energia (MME), afirmou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, em transmissão ao vivo pela Bandnews.

Questionada sobre as medidas do governo para o setor sucroenergético em meio à crise entre Arábia Saudita e Rússia e à pandemia do coronavírus, a ministra disse que, em virtude da importância do setor, que também contribui muito para a balança comercial brasileira, o MME está estudando um aumento na Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) para gasolina.

Já o Ministério da Agricultura, afirmou Tereza Cristina, está tentando tornar viável uma linha de crédito para estocagem a fim de minimizar os prejuízos dos produtores. "Essa semana já teremos resultados para que o produtor tenha tranquilidade para colher a cana", garantiu.

Os altos juros para linhas de crédito nesse período são o maior desafio do governo para garantir a nova linha de crédito, disse Tereza Cristina.

De acordo com ela, o financiamento seria direcionada para estocagem por cerca de 1 ano, já que "a cana-de-açúcar não pode esperar para ser processada".

Na visão da ministra, reverter a produção de etanol para açúcar não é exatamente uma solução. "É nessa hora que o governo tem de entrar para minimizar os prejuízos", disse Tereza Cristina, afirmando que o setor está entre as prioridades do governo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;