Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 2 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estradas quase vazias na descida da serra no feriado

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Sistema Anchieta-Imigrantes não terá sequer operações especiais para chegada ao Litoral


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

10/04/2020 | 07:00


O primeiro feriado prolongado desde que a quarentena foi implantada (e prorrogada) em São Paulo foi de pouco movimento nas estradas que cortam o Grande ABC rumo ao Litoral. Ontem, o SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes) registrou baixo fluxo de veículos descendo a serra – fato atestado pelas câmeras de monitoramento e pelos boletins publicados pela Ecovias, que sequer programou alguma operação especial. Muito pelo contrário. Nas redes sociais, site, telefone e placas luminosas orientavam motoristas para que “evitem viajar durante o feriado”, explicou a empresa, em nota.

A Ecovias, inclusive, disse que baseia as estimativas de movimento nas estradas tendo como referência feriados anteriores. Em 2019, a projeção feita pela concessionária para os feriados da Semana Santa (que coincidiram com o Dia de Tiradentes) era de que entre 180 mil e 290 mil veículos utilizassem as estradas rumo ao Litoral. Desta vez, porém, a projeção é oposta. “Considerando esta situação de pandemia e quarentena, a concessionária avalia que o movimento estará bem abaixo da expectativa. Não será necessária a montagem de operações especiais. No entanto, o acompanhamento do tráfego é feito em tempo real e, se for detectada qualquer necessidade de operação, a concessionária implantará imediatamente, conforme demanda”, ponderou.

A concessionária informou que seguirá com ações aos caminhoneiros no pátio de descanso do km 40 da Anchieta, com orientação da equipe médica, distribuição de kits lanche e higiênico e de TAGs de cobrança automática nas praças de pedágio – que estão funcionando com número reduzido de cabines.

MEDIDAS
A faixa de areia das praias da Baixada Santista está vazia. As nove cidades que compõem o Litoral Sul adotaram série de medidas para evitar aglomerações, entre elas, restringiram o acesso às praias. Em Santos e no Guarujá, os calçadões da orla foram interditados e contam com monitoramento. Aliás, especificamente para estes feriados da Semana Santa, o Condesb (Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista) solicitou ao governo do Estado “controle mais rigoroso do acesso de veículos à Baixada Santista, com operação especial nas rodovias”. Outro pedido foi “reforço de policiais militares nas barreiras montadas pelos municípios nas entradas das cidades”.

>Ontem, policiais e agentes trabalhavam em barreiras em Santos e na Praia Grande. Todas as cidades da Baixada estão com shoppings, academias, igrejas, bares, restaurantes, casas noturnas e demais comércios de rua de portas fechadas desde o dia 20. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estradas quase vazias na descida da serra no feriado

Sistema Anchieta-Imigrantes não terá sequer operações especiais para chegada ao Litoral

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

10/04/2020 | 07:00


O primeiro feriado prolongado desde que a quarentena foi implantada (e prorrogada) em São Paulo foi de pouco movimento nas estradas que cortam o Grande ABC rumo ao Litoral. Ontem, o SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes) registrou baixo fluxo de veículos descendo a serra – fato atestado pelas câmeras de monitoramento e pelos boletins publicados pela Ecovias, que sequer programou alguma operação especial. Muito pelo contrário. Nas redes sociais, site, telefone e placas luminosas orientavam motoristas para que “evitem viajar durante o feriado”, explicou a empresa, em nota.

A Ecovias, inclusive, disse que baseia as estimativas de movimento nas estradas tendo como referência feriados anteriores. Em 2019, a projeção feita pela concessionária para os feriados da Semana Santa (que coincidiram com o Dia de Tiradentes) era de que entre 180 mil e 290 mil veículos utilizassem as estradas rumo ao Litoral. Desta vez, porém, a projeção é oposta. “Considerando esta situação de pandemia e quarentena, a concessionária avalia que o movimento estará bem abaixo da expectativa. Não será necessária a montagem de operações especiais. No entanto, o acompanhamento do tráfego é feito em tempo real e, se for detectada qualquer necessidade de operação, a concessionária implantará imediatamente, conforme demanda”, ponderou.

A concessionária informou que seguirá com ações aos caminhoneiros no pátio de descanso do km 40 da Anchieta, com orientação da equipe médica, distribuição de kits lanche e higiênico e de TAGs de cobrança automática nas praças de pedágio – que estão funcionando com número reduzido de cabines.

MEDIDAS
A faixa de areia das praias da Baixada Santista está vazia. As nove cidades que compõem o Litoral Sul adotaram série de medidas para evitar aglomerações, entre elas, restringiram o acesso às praias. Em Santos e no Guarujá, os calçadões da orla foram interditados e contam com monitoramento. Aliás, especificamente para estes feriados da Semana Santa, o Condesb (Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista) solicitou ao governo do Estado “controle mais rigoroso do acesso de veículos à Baixada Santista, com operação especial nas rodovias”. Outro pedido foi “reforço de policiais militares nas barreiras montadas pelos municípios nas entradas das cidades”.

>Ontem, policiais e agentes trabalhavam em barreiras em Santos e na Praia Grande. Todas as cidades da Baixada estão com shoppings, academias, igrejas, bares, restaurantes, casas noturnas e demais comércios de rua de portas fechadas desde o dia 20. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;