Fechar
Publicidade

Domingo, 31 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

"Sejamos adultos!", sugere Gilmar, ao defender David Uip



08/04/2020 | 16:58


"Sejamos adultos!", afirmou o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, ao defender o infectologista David Uip, cobrado nas redes sociais, e criticado pelo presidente Jair Bolsonaro. Recuperado do coronavírus, o médico, que coordena os trabalhos contra a doença no Estado de São Paulo, confirmou, na manhã desta quarta-feira, 8, que a receita de cloroquina atribuída a ele é verdadeira.

"O infectologista David Uip é digno de orgulho nacional pelas suas contribuições acadêmicas e profissionais. Sua relevância supera as disputas políticas divisionistas. A guerra pelo tratamento da #COVID19 não é um embate eleitoral. Sejamos adultos! #Cloroquina.", afirmou o ministro, por meio de seu Twitter.

O infectologista vinha sendo questionado nas redes sociais se teria usado o medicamento em seu tratamento contra o coronavírus. Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro sugeriu que Uip escondia o uso da cloroquina por "questões políticas", já que "pertence à equipe do governador de São Paulo".

"A receita é da minha clínica. Ela é real. Alguém, em algum lugar, vazou essa receita de forma incorreta. Em que nada me preocupa", declarou Uip em entrevista à rádio Gaúcha. O infectologista afirmou que, como homem público, tem a obrigação de ser transparente sobre sua saúde, mas não confirmou se a cloroquina foi usada em seu tratamento contra a covid-19.

Uip também disse que participou pessoalmente da decisão de mudar a recomendação para o uso das substâncias em tratamentos no País. O protocolo foi alterado após uma reunião na última quinta-feira, 31, com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e outros médicos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

"Sejamos adultos!", sugere Gilmar, ao defender David Uip


08/04/2020 | 16:58


"Sejamos adultos!", afirmou o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, ao defender o infectologista David Uip, cobrado nas redes sociais, e criticado pelo presidente Jair Bolsonaro. Recuperado do coronavírus, o médico, que coordena os trabalhos contra a doença no Estado de São Paulo, confirmou, na manhã desta quarta-feira, 8, que a receita de cloroquina atribuída a ele é verdadeira.

"O infectologista David Uip é digno de orgulho nacional pelas suas contribuições acadêmicas e profissionais. Sua relevância supera as disputas políticas divisionistas. A guerra pelo tratamento da #COVID19 não é um embate eleitoral. Sejamos adultos! #Cloroquina.", afirmou o ministro, por meio de seu Twitter.

O infectologista vinha sendo questionado nas redes sociais se teria usado o medicamento em seu tratamento contra o coronavírus. Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro sugeriu que Uip escondia o uso da cloroquina por "questões políticas", já que "pertence à equipe do governador de São Paulo".

"A receita é da minha clínica. Ela é real. Alguém, em algum lugar, vazou essa receita de forma incorreta. Em que nada me preocupa", declarou Uip em entrevista à rádio Gaúcha. O infectologista afirmou que, como homem público, tem a obrigação de ser transparente sobre sua saúde, mas não confirmou se a cloroquina foi usada em seu tratamento contra a covid-19.

Uip também disse que participou pessoalmente da decisão de mudar a recomendação para o uso das substâncias em tratamentos no País. O protocolo foi alterado após uma reunião na última quinta-feira, 31, com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e outros médicos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;