Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Rastreamento em momento de crise


Do Diário do Grande ABC

07/04/2020 | 23:59


No último dia 11, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou o novo coronavírus (Covid -19) como pandemia mundial. A doença vem deixando o mundo em estado de alerta. Como tem provocado diversas formas de paralisação, a economia mundial, em diversos setores, já sente os efeitos da quarentena. Em entrevista concedida à BBC, Angel Gurría, secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico</CW>, diz que o choque econômico já é maior do que a crise financeira de 2008 ou a de 2001, após os ataques de 11 de setembro daquele ano. A previsão dele é que tenhamos apenas crescimento global de 1,5% – o que, para mim, já soa otimista demais.

Aqui no Brasil já podemos ver sinais de alerta. Na última semana o varejo teve queda de 25,2% das vendas em relação à semana anterior. A Via Varejo, por exemplo, dona da Casas Bahia e Ponto Frio, teve que fechar mais de 1.000 lojas. Se ela, um dos maiores players varejistas do País, sentiu esse baque, imagina os pequenos e médios empreendedores, que mais do que nunca precisam continuar em operação?

<EM>Acredito que neste momento não se pode deixar a peteca cair e devemos buscar alternativas para perder o menos possível. É preciso buscar alternativas cabíveis que permitam gerenciamento de atividades a distância, já que toda a população está em isolamento social. Para quem precisa continuar na atividade e acompanhar a chegada e saída das mercadorias, as tecnologias de rastreio têm muito a agregar e ajudar a sanar esses e outros gargalos no mercado.

Graças à internet e à conectividade, já existem disponíveis ferramentas de rastreamento que oferecem melhor comodidade para o gerenciamento dos automóveis e das frotas. Por meio de tais soluções, empresários de quaisquer segmentos podem acompanhar o veículo de forma remota, sem a necessidade de contato físico.

Até então, a busca de serviços de rastreamento era algo ainda incipiente e pouco procurado, mesmo diante de vasto mercado que temos no Brasil. Mas aos poucos esse cenário tem mudado e este momento de incertezas e onde os serviços de entregas se tornaram essenciais para ajudar a roda da economia a girar, pode ser algo benéfico para os players do segmento.

Por isso, se você não quer se ver na situação da Via Varejo e quer melhorar sua produtividade e processos, ganhar eficiência na sua gestão de produtos e frotas, retendo lucratividade, precisa contactar companhia que ofereça esse serviço. Caso contrário, irá continuar vivendo na incerteza atual que a pandemia está ‘impondo’ para todos. Pense nisso!

Frederico Menegatti é CEO e fundador da empresa Getrak.

PALAVRA DO LEITOR

Choro
Quando soube que o prefeito ‘batateiro’ contraiu o coronavírus e estava internado em nosocômio renomado, enviei missiva a esta conceituada coluna Palavra do Leitor externando meus votos de pronto restabelecimento, deixando patente que não estamos na mesma sintonia partidária (Morando, dia 2). Ainda bem que está restabelecido. Mas durante o período de internação fiquei estupefato em perceber que ele usou a convalescença para se promover politicamente, chegando ao ápice de fazer vídeo ‘lacrimoso’ no dia da alta.
João Paulo de Oliveira
Diadema


Kennedy
‘Não pergunte o que seu país pode fazer por você. Pergunte o que você pode fazer por seu país.’ A frase de John F. Kennedy, em seu discurso por ocasião de sua posse como o 35° presidente norte-americano, em 1961, cabe muito bem como reflexão ao nosso pandêmico momento atual.
Vanderlei A. Retondo
Santo André

Motos
Como se não bastasse o isolamento a que somos, forçosamente, submetidos em razão do coronavírus, agora temos que conviver com maus cidadãos que estão fazendo da Avenida Perimetral, em Santo André, quase vazia, pista de corrida para suas motos possantes e barulhentas. São apenas alguns, mas que perturbam como se fossem muitos. Começam logo de manhã e passam grande parte do dia fazendo barulho. Como se trata de terra de ninguém, sei que nada será feito para acabar com esses abusos. As autoridades são surdas. O povo que se lixe.
Sebastião Oliveira
Santo André

Funcionalismo
Em tempos de grave pandemia da Covid-19, afetando todos nós, mortais, toda sociedade deve dar parcela de contribuição. Não vejo autoridade nenhuma falando a respeito do funcionalismo público e da classe política, principalmente. Ao todo, são aproximadamente 70 mil políticos, desde vereador a presidente da República, mais os assessores, que pouco ou nada fazem, com exceções, evidentemente. Temos aproximadamente 700 mil pessoas nessa condição. Todas apaniguadas sem concurso. Nosso Congresso é o segundo mais caro do mundo, ficando apenas atrás dos Estados Unidos. Onde está a contribuição dessa parcela privilegiada da sociedade? Cadê a contribuição dos funcionários públicos concursados, onde a maioria está em home office com seus empregos e salários garantidos? Estranho ninguém falar dessa parcela. Diferentemente dos trabalhadores da iniciativa privada, onde temos redução de jornada de trabalho e salários e férias coletivas forçadas, sem saber se terão os empregos de volta, além de outras medidas. Será que todos esses vão ficar de fora de sua cota de sacrifício, onde toda sociedade deveria estar inclusa?
Mauri Fontes
Santo André

Doam salários
Excelente iniciativa do senhor prefeito e secretários do município de Santo André em doar metade dos seus vencimentos para ajudar a combater essa pandemia (Setecidades, dia 6). Quiséramos que essa mesma iniciativa fosse seguida pelos vereadores da cidade, deputados estaduais, deputados federais e, principalmente, senadores, juiz, desembargadores e ministros dos tribunais. Será um sonho?
Alberto Utida
Capital

Desculpa!
Desculpa, China! Infelizmente o atual governo brasileiro tem à sua frente presidente descontrolado, que prefere inflar seu ego a cuidar do País. Escolheu alguns ministros também descontrolados, que não pensam para falar, não sabem o que falam, e preferem fazer o Brasil passar vergonha mundo afora do que governar. Só nos resta torcer que esse governo tenha fim breve, e que possamos unir nosso País e colocar no comando homem que seja sério e que tenha respeito pelos brasileiros e pelos governos internacionais, pois esse atual não possui mais nenhum respeito mundo afora.
Thiago Scarabelli Sangregorio
São Bernardo 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Rastreamento em momento de crise

Do Diário do Grande ABC

07/04/2020 | 23:59


No último dia 11, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou o novo coronavírus (Covid -19) como pandemia mundial. A doença vem deixando o mundo em estado de alerta. Como tem provocado diversas formas de paralisação, a economia mundial, em diversos setores, já sente os efeitos da quarentena. Em entrevista concedida à BBC, Angel Gurría, secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico</CW>, diz que o choque econômico já é maior do que a crise financeira de 2008 ou a de 2001, após os ataques de 11 de setembro daquele ano. A previsão dele é que tenhamos apenas crescimento global de 1,5% – o que, para mim, já soa otimista demais.

Aqui no Brasil já podemos ver sinais de alerta. Na última semana o varejo teve queda de 25,2% das vendas em relação à semana anterior. A Via Varejo, por exemplo, dona da Casas Bahia e Ponto Frio, teve que fechar mais de 1.000 lojas. Se ela, um dos maiores players varejistas do País, sentiu esse baque, imagina os pequenos e médios empreendedores, que mais do que nunca precisam continuar em operação?

<EM>Acredito que neste momento não se pode deixar a peteca cair e devemos buscar alternativas para perder o menos possível. É preciso buscar alternativas cabíveis que permitam gerenciamento de atividades a distância, já que toda a população está em isolamento social. Para quem precisa continuar na atividade e acompanhar a chegada e saída das mercadorias, as tecnologias de rastreio têm muito a agregar e ajudar a sanar esses e outros gargalos no mercado.

Graças à internet e à conectividade, já existem disponíveis ferramentas de rastreamento que oferecem melhor comodidade para o gerenciamento dos automóveis e das frotas. Por meio de tais soluções, empresários de quaisquer segmentos podem acompanhar o veículo de forma remota, sem a necessidade de contato físico.

Até então, a busca de serviços de rastreamento era algo ainda incipiente e pouco procurado, mesmo diante de vasto mercado que temos no Brasil. Mas aos poucos esse cenário tem mudado e este momento de incertezas e onde os serviços de entregas se tornaram essenciais para ajudar a roda da economia a girar, pode ser algo benéfico para os players do segmento.

Por isso, se você não quer se ver na situação da Via Varejo e quer melhorar sua produtividade e processos, ganhar eficiência na sua gestão de produtos e frotas, retendo lucratividade, precisa contactar companhia que ofereça esse serviço. Caso contrário, irá continuar vivendo na incerteza atual que a pandemia está ‘impondo’ para todos. Pense nisso!

Frederico Menegatti é CEO e fundador da empresa Getrak.

PALAVRA DO LEITOR

Choro
Quando soube que o prefeito ‘batateiro’ contraiu o coronavírus e estava internado em nosocômio renomado, enviei missiva a esta conceituada coluna Palavra do Leitor externando meus votos de pronto restabelecimento, deixando patente que não estamos na mesma sintonia partidária (Morando, dia 2). Ainda bem que está restabelecido. Mas durante o período de internação fiquei estupefato em perceber que ele usou a convalescença para se promover politicamente, chegando ao ápice de fazer vídeo ‘lacrimoso’ no dia da alta.
João Paulo de Oliveira
Diadema


Kennedy
‘Não pergunte o que seu país pode fazer por você. Pergunte o que você pode fazer por seu país.’ A frase de John F. Kennedy, em seu discurso por ocasião de sua posse como o 35° presidente norte-americano, em 1961, cabe muito bem como reflexão ao nosso pandêmico momento atual.
Vanderlei A. Retondo
Santo André

Motos
Como se não bastasse o isolamento a que somos, forçosamente, submetidos em razão do coronavírus, agora temos que conviver com maus cidadãos que estão fazendo da Avenida Perimetral, em Santo André, quase vazia, pista de corrida para suas motos possantes e barulhentas. São apenas alguns, mas que perturbam como se fossem muitos. Começam logo de manhã e passam grande parte do dia fazendo barulho. Como se trata de terra de ninguém, sei que nada será feito para acabar com esses abusos. As autoridades são surdas. O povo que se lixe.
Sebastião Oliveira
Santo André

Funcionalismo
Em tempos de grave pandemia da Covid-19, afetando todos nós, mortais, toda sociedade deve dar parcela de contribuição. Não vejo autoridade nenhuma falando a respeito do funcionalismo público e da classe política, principalmente. Ao todo, são aproximadamente 70 mil políticos, desde vereador a presidente da República, mais os assessores, que pouco ou nada fazem, com exceções, evidentemente. Temos aproximadamente 700 mil pessoas nessa condição. Todas apaniguadas sem concurso. Nosso Congresso é o segundo mais caro do mundo, ficando apenas atrás dos Estados Unidos. Onde está a contribuição dessa parcela privilegiada da sociedade? Cadê a contribuição dos funcionários públicos concursados, onde a maioria está em home office com seus empregos e salários garantidos? Estranho ninguém falar dessa parcela. Diferentemente dos trabalhadores da iniciativa privada, onde temos redução de jornada de trabalho e salários e férias coletivas forçadas, sem saber se terão os empregos de volta, além de outras medidas. Será que todos esses vão ficar de fora de sua cota de sacrifício, onde toda sociedade deveria estar inclusa?
Mauri Fontes
Santo André

Doam salários
Excelente iniciativa do senhor prefeito e secretários do município de Santo André em doar metade dos seus vencimentos para ajudar a combater essa pandemia (Setecidades, dia 6). Quiséramos que essa mesma iniciativa fosse seguida pelos vereadores da cidade, deputados estaduais, deputados federais e, principalmente, senadores, juiz, desembargadores e ministros dos tribunais. Será um sonho?
Alberto Utida
Capital

Desculpa!
Desculpa, China! Infelizmente o atual governo brasileiro tem à sua frente presidente descontrolado, que prefere inflar seu ego a cuidar do País. Escolheu alguns ministros também descontrolados, que não pensam para falar, não sabem o que falam, e preferem fazer o Brasil passar vergonha mundo afora do que governar. Só nos resta torcer que esse governo tenha fim breve, e que possamos unir nosso País e colocar no comando homem que seja sério e que tenha respeito pelos brasileiros e pelos governos internacionais, pois esse atual não possui mais nenhum respeito mundo afora.
Thiago Scarabelli Sangregorio
São Bernardo 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;