Fechar
Publicidade

Domingo, 31 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

EUA negocia fase 4 de pacote fiscal contra coronavírus, diz Trump



07/04/2020 | 17:26


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira, 7, que o governo negocia a fase quatro do pacote fiscal para sustentar a economia do país durante a pandemia de coronavírus. A terceira fase do pacote somou US$ 2,2 trilhões.

Em encontro com representantes de bancos americanos sobre empréstimos a pequenas empresas, o republicano também falou que poderá se reunir com as principais instituições financeiras dos EUA nos próximos meses, "quando vencermos o vírus", para debater novos programas de estímulos.

Trump voltou a dizer que está "trabalhando" com as companhias aéreas afetadas pelo coronavírus e que vai "trazê-las de volta".

Segundo o republicano, a economia americana "será como um foguete" após a pandemia.

Expectativa

O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, espera que o Congresso dos Estados Unidos aprove na sexta-feira, 10, medidas adicionais para ajudar pequenas empresas afetadas pela pandemia de coronavírus. "Esperamos que o Senado aprove isso na quinta-feira e a Câmara, na sexta-feira", disse o secretário durante reunião organizada pelo presidente Donald Trump com representantes de bancos americanos.

Mais cedo, Mnuchin informou em sua conta oficial no Twitter que conversou com líderes dos partidos Democrata e Republicano para assegurar mais US$ 250 bilhões ao programa de empréstimos do governo a pequenas empresas, que já conta com US$ 350 bilhões.

Na reunião, Trump também disse que o governo está negociando para complementar o dinheiro para empréstimos a pequenas empresas.

O diretor do Conselho Econômico Nacional americano, Larry Kudlow, por sua vez, afirmou que as políticas de mitigação do coronavírus tem sido "bem-sucedidas" nos EUA e que "não há razão" para o país não ter um "crescimento forte" no segundo semestre do ano.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA negocia fase 4 de pacote fiscal contra coronavírus, diz Trump


07/04/2020 | 17:26


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira, 7, que o governo negocia a fase quatro do pacote fiscal para sustentar a economia do país durante a pandemia de coronavírus. A terceira fase do pacote somou US$ 2,2 trilhões.

Em encontro com representantes de bancos americanos sobre empréstimos a pequenas empresas, o republicano também falou que poderá se reunir com as principais instituições financeiras dos EUA nos próximos meses, "quando vencermos o vírus", para debater novos programas de estímulos.

Trump voltou a dizer que está "trabalhando" com as companhias aéreas afetadas pelo coronavírus e que vai "trazê-las de volta".

Segundo o republicano, a economia americana "será como um foguete" após a pandemia.

Expectativa

O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, espera que o Congresso dos Estados Unidos aprove na sexta-feira, 10, medidas adicionais para ajudar pequenas empresas afetadas pela pandemia de coronavírus. "Esperamos que o Senado aprove isso na quinta-feira e a Câmara, na sexta-feira", disse o secretário durante reunião organizada pelo presidente Donald Trump com representantes de bancos americanos.

Mais cedo, Mnuchin informou em sua conta oficial no Twitter que conversou com líderes dos partidos Democrata e Republicano para assegurar mais US$ 250 bilhões ao programa de empréstimos do governo a pequenas empresas, que já conta com US$ 350 bilhões.

Na reunião, Trump também disse que o governo está negociando para complementar o dinheiro para empréstimos a pequenas empresas.

O diretor do Conselho Econômico Nacional americano, Larry Kudlow, por sua vez, afirmou que as políticas de mitigação do coronavírus tem sido "bem-sucedidas" nos EUA e que "não há razão" para o país não ter um "crescimento forte" no segundo semestre do ano.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;