Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Calmaria externa e permanência de Mandetta empurram Ibovespa para 2º dia de alta



07/04/2020 | 11:29


O Ibovespa dá prosseguimento aos ganhos da véspera pelo menos na abertura do pregão desta terça-feira, 7. A expectativa está baseada no desempenho das bolsas internacionais. Na Ásia, fecharam em alta e, na Europa e nos Estados Unidos, o dia também é positivo, diante da continuidade dos sinais de desaceleração nos casos do novo coronavírus em várias partes do mundo.

A permanência de Luiz Henrique Mandetta no Ministério da Saúde também deve ajudar a conter ou até mesmo evitar alguma piora na B3.

Às 11h19, subia 6,11%, aos 78.607,42 pontos, mas reduzia o ritmo após máxima aos 79.855,48 pontos, com perda de vigor em Nova York.

Por lá, saiu mais um indicador fraco de emprego. O número de postos de trabalho abertos nos Estados Unidos caiu de 7,012 milhões em janeiro (dado revisado) para 6,882 milhões em fevereiro, segundo o relatório Jolts divulgado nesta terça pelo Departamento do Trabalho do país.

A geração de vagas em fevereiro também foi menor que a registrada no mesmo mês de 2019, quando houve a criação de 7,048 milhões de empregos. O dado ainda não cobre o período em que a pandemia de coronavírus se aprofundou nos EUA.

"A notícia de estabilização nos casos do novo coronavírus é o principal fator de impulso, assim como o cenário menos tumultuado envolvendo o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta", descreve Luiz Roberto Monteiro, operador da mesa institucional da Renascença DTVM.

"Parece que a curva de infectados está se fechando em alguns lugares, indicando que pode não vir um trem na nossa direção, que talvez o Brasil tenha um comportamento ante o vírus semelhante ao da Áustria, que fala em volta gradual à normalidade. Possivelmente logo haverá abertura do comércio na Espanha, e pela primeira vez não teve nenhuma confirmação de morte na China desde que o vírus atingiu o país", avalia estrategista-chefe da Levante Ideias de Investimentos, Raphael Bevilacqua.

O estrategista avalia que uma eventual saída do ministro da Saúde também não seria apropriada neste momento. "Está fazendo um super trabalho", reconhece. No entanto, pondera que a continuidade do isolamento horizontal pode ser desnecessária em algumas regiões, podendo deixar sequelas ainda maiores. "Vai matar milhões de empregos, perda de renda, deixando os recursos escassos", diz.

Neste momento de instabilidade, a saída do ministro poderia dificultar ainda mais a situação do País, que vem lutando para amenizar as influências negativas da pandemia. Como já se sabe, há uma dissonância entre aquilo que Mandetta prega e o que defende Bolsonaro em relação ao isolamento social

Se a ameaça do presidente for concretizada, o Brasil vai descolar do ambiente global em que "a inteligência, a competência, o desprendimento e a ciência têm prevalecido", avalia o economista-chefe do Banco Fator, José Francisco de Lima Gonçalves, em nota.

Perto do fechamento ontem, a Bolsa desacelerou o ritmo de alta por causa de rumores de demissão do ministro pelo presidente Jair Bolsonaro. No entanto, depois se acalmou, fechando com valorização de 6,52%, aos 74.072,98 pontos.

Um outro fator motiva ganhos na B3 é a notícia de que a Petrobras identificou presença de óleo em poço exploratório do bloco Sudoeste de Tartaruga Verde, localizado a 130 quilômetros de Macaé (RJ), na Bacia de Campos. O poço, chamado informalmente de Natator, está a 1.080 metros de profundidade da linha dágua. "Sem dúvida, deve ajudar as ações da estatal, assim como alta do petróleo no exterior. Se bem que ontem nem mesmo a queda da commodity impediu valorização dos papéis da empresa", diz o estrategista.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Calmaria externa e permanência de Mandetta empurram Ibovespa para 2º dia de alta


07/04/2020 | 11:29


O Ibovespa dá prosseguimento aos ganhos da véspera pelo menos na abertura do pregão desta terça-feira, 7. A expectativa está baseada no desempenho das bolsas internacionais. Na Ásia, fecharam em alta e, na Europa e nos Estados Unidos, o dia também é positivo, diante da continuidade dos sinais de desaceleração nos casos do novo coronavírus em várias partes do mundo.

A permanência de Luiz Henrique Mandetta no Ministério da Saúde também deve ajudar a conter ou até mesmo evitar alguma piora na B3.

Às 11h19, subia 6,11%, aos 78.607,42 pontos, mas reduzia o ritmo após máxima aos 79.855,48 pontos, com perda de vigor em Nova York.

Por lá, saiu mais um indicador fraco de emprego. O número de postos de trabalho abertos nos Estados Unidos caiu de 7,012 milhões em janeiro (dado revisado) para 6,882 milhões em fevereiro, segundo o relatório Jolts divulgado nesta terça pelo Departamento do Trabalho do país.

A geração de vagas em fevereiro também foi menor que a registrada no mesmo mês de 2019, quando houve a criação de 7,048 milhões de empregos. O dado ainda não cobre o período em que a pandemia de coronavírus se aprofundou nos EUA.

"A notícia de estabilização nos casos do novo coronavírus é o principal fator de impulso, assim como o cenário menos tumultuado envolvendo o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta", descreve Luiz Roberto Monteiro, operador da mesa institucional da Renascença DTVM.

"Parece que a curva de infectados está se fechando em alguns lugares, indicando que pode não vir um trem na nossa direção, que talvez o Brasil tenha um comportamento ante o vírus semelhante ao da Áustria, que fala em volta gradual à normalidade. Possivelmente logo haverá abertura do comércio na Espanha, e pela primeira vez não teve nenhuma confirmação de morte na China desde que o vírus atingiu o país", avalia estrategista-chefe da Levante Ideias de Investimentos, Raphael Bevilacqua.

O estrategista avalia que uma eventual saída do ministro da Saúde também não seria apropriada neste momento. "Está fazendo um super trabalho", reconhece. No entanto, pondera que a continuidade do isolamento horizontal pode ser desnecessária em algumas regiões, podendo deixar sequelas ainda maiores. "Vai matar milhões de empregos, perda de renda, deixando os recursos escassos", diz.

Neste momento de instabilidade, a saída do ministro poderia dificultar ainda mais a situação do País, que vem lutando para amenizar as influências negativas da pandemia. Como já se sabe, há uma dissonância entre aquilo que Mandetta prega e o que defende Bolsonaro em relação ao isolamento social

Se a ameaça do presidente for concretizada, o Brasil vai descolar do ambiente global em que "a inteligência, a competência, o desprendimento e a ciência têm prevalecido", avalia o economista-chefe do Banco Fator, José Francisco de Lima Gonçalves, em nota.

Perto do fechamento ontem, a Bolsa desacelerou o ritmo de alta por causa de rumores de demissão do ministro pelo presidente Jair Bolsonaro. No entanto, depois se acalmou, fechando com valorização de 6,52%, aos 74.072,98 pontos.

Um outro fator motiva ganhos na B3 é a notícia de que a Petrobras identificou presença de óleo em poço exploratório do bloco Sudoeste de Tartaruga Verde, localizado a 130 quilômetros de Macaé (RJ), na Bacia de Campos. O poço, chamado informalmente de Natator, está a 1.080 metros de profundidade da linha dágua. "Sem dúvida, deve ajudar as ações da estatal, assim como alta do petróleo no exterior. Se bem que ontem nem mesmo a queda da commodity impediu valorização dos papéis da empresa", diz o estrategista.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;