Fechar
Publicidade

Domingo, 31 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Dívida global sobe US$ 10 tri em 2019, a US$ 255 trilhões, diz IIF



07/04/2020 | 10:28


O Instituto Internacional de Finanças (IIF) estima que a dívida global, em todos os setores, subiu mais de US$ 10 trilhões em 2019 e chegou a US$ 255 trilhões, o que equivale a mais de 322% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial. Segundo a instituição, trata-se de um nível 40% maior do que o registrado no início da crise financeira de 2008.

Com a recessão provocada pela pandemia de coronavírus, o IFF projeta que a dívida global pode chegar a 342% do PIB em 2020, caso a economia registre uma contração de 3%.

O instituto aponta que, em março, a emissão de dívida governamental bateu recorde mensal de US$ 2,1 trilhões (US$ 3,2 trilhões se incluídos todos os setores). "Embora a incerteza sobre a escala e a duração da pandemia torne as estimativas desafiadoras, uma forte trajetória de alta nos níveis da dívida parece mais do que certa", diz.

Nas economias emergentes, a dívida total, no ano passado, somou US$ 71 trilhões, 220% do PIB.

Já a dívida em moeda estrangeira passou de US$ 5,3 trilhões, com Argentina, Turquia, Chile e Colômbia apresentando as maiores altas em relação a 2009.

"A forte dependência em dívida em moeda estrangeira representa significativo risco de liquidez e solvência para empresas e países emergentes e os deixa mais expostos a mudanças repentinas no apetite ao risco", destaca o IFF.

A instituição também calcula que a dívida fora do setor financeiro subiu de US$ 183 trilhões em 2018 para US$ 192 trilhões em 2019, enquanto a dívida das famílias subiu US$ 13 trilhões no mesmo período, a US$ 48 trilhões.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dívida global sobe US$ 10 tri em 2019, a US$ 255 trilhões, diz IIF


07/04/2020 | 10:28


O Instituto Internacional de Finanças (IIF) estima que a dívida global, em todos os setores, subiu mais de US$ 10 trilhões em 2019 e chegou a US$ 255 trilhões, o que equivale a mais de 322% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial. Segundo a instituição, trata-se de um nível 40% maior do que o registrado no início da crise financeira de 2008.

Com a recessão provocada pela pandemia de coronavírus, o IFF projeta que a dívida global pode chegar a 342% do PIB em 2020, caso a economia registre uma contração de 3%.

O instituto aponta que, em março, a emissão de dívida governamental bateu recorde mensal de US$ 2,1 trilhões (US$ 3,2 trilhões se incluídos todos os setores). "Embora a incerteza sobre a escala e a duração da pandemia torne as estimativas desafiadoras, uma forte trajetória de alta nos níveis da dívida parece mais do que certa", diz.

Nas economias emergentes, a dívida total, no ano passado, somou US$ 71 trilhões, 220% do PIB.

Já a dívida em moeda estrangeira passou de US$ 5,3 trilhões, com Argentina, Turquia, Chile e Colômbia apresentando as maiores altas em relação a 2009.

"A forte dependência em dívida em moeda estrangeira representa significativo risco de liquidez e solvência para empresas e países emergentes e os deixa mais expostos a mudanças repentinas no apetite ao risco", destaca o IFF.

A instituição também calcula que a dívida fora do setor financeiro subiu de US$ 183 trilhões em 2018 para US$ 192 trilhões em 2019, enquanto a dívida das famílias subiu US$ 13 trilhões no mesmo período, a US$ 48 trilhões.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;