Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Rosa mantém suspensão de visitas a presídios federais por prevenção à covid-19

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


06/04/2020 | 12:47


A ministra Rosa Weber, do STF (Supremo Tribunal Federal) manteve a suspensão de visitas de familiares e advogados a presídios federais. A medida tem caráter preventivo ao novo coronavírus e vigência de 30 dias, mas pode ser revista pelas autoridades competentes de acordo com a evolução do quadro da covid-19 no País.

Segundo Rosa, a determinação assinada pelo Diretor do Sistema Penitenciário Federal é temporária e não é absoluta, "uma vez que não atinge os atendimentos de advogados em casos urgentes ou que envolvam prazos processuais não suspensos". "Desse modo, o ato reclamado, a princípio, não impõe obstáculo de natureza absoluta (nem substantiva) à comunicabilidade entre presos e advogados, a qual permanece assegurada, em tese, pela via presencial e por mecanismos tecnológicos, como a videoconferência", afirmou a ministra do Supremo.

A reclamação foi movida pelo Instituto Anjos da Liberdade após a suspensão entrar em vigor. A entidade alegava que as restrições impõem "regime de incomunicabilidade" aos presos, caindo em "abuso de autoridade" ao impedir conversas entre os detentos e seus advogados e o exercício da ampla defesa.

Além das restrições de visitas, as mudanças no Sistema Penitenciário Federal também obrigam os gestores dos presídios a isolarem presos com mais de 60 anos e com doenças crônicas - grupo de risco do coronavírus.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Rosa mantém suspensão de visitas a presídios federais por prevenção à covid-19


06/04/2020 | 12:47


A ministra Rosa Weber, do STF (Supremo Tribunal Federal) manteve a suspensão de visitas de familiares e advogados a presídios federais. A medida tem caráter preventivo ao novo coronavírus e vigência de 30 dias, mas pode ser revista pelas autoridades competentes de acordo com a evolução do quadro da covid-19 no País.

Segundo Rosa, a determinação assinada pelo Diretor do Sistema Penitenciário Federal é temporária e não é absoluta, "uma vez que não atinge os atendimentos de advogados em casos urgentes ou que envolvam prazos processuais não suspensos". "Desse modo, o ato reclamado, a princípio, não impõe obstáculo de natureza absoluta (nem substantiva) à comunicabilidade entre presos e advogados, a qual permanece assegurada, em tese, pela via presencial e por mecanismos tecnológicos, como a videoconferência", afirmou a ministra do Supremo.

A reclamação foi movida pelo Instituto Anjos da Liberdade após a suspensão entrar em vigor. A entidade alegava que as restrições impõem "regime de incomunicabilidade" aos presos, caindo em "abuso de autoridade" ao impedir conversas entre os detentos e seus advogados e o exercício da ampla defesa.

Além das restrições de visitas, as mudanças no Sistema Penitenciário Federal também obrigam os gestores dos presídios a isolarem presos com mais de 60 anos e com doenças crônicas - grupo de risco do coronavírus.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;