Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Atual gestão deixará Cruzeiro em maio após retirada de candidatura por Brandi



04/04/2020 | 18:21


A passagem pela gestão do Cruzeiro dos membros do Núcleo Dirigente Transitório, grupo de empresários que assumiu o comando do clube no fim de 2019, chegará ao fim em maio. Afinal, Emílio Brandi, um dos seus membros, decidiu retirar a candidatura à presidência da equipe, agendada para 21 de maio.

A posse do próximo presidente do Cruzeiro está agendada para 31 de maio. E ele deverá ser Sérgio Santos Rodrigues, que agora se tornou o único candidato para a eleição de um mandato "tampão", que terminará ao fim de 2020. O clube já tem outra votação, agendada para outubro, em uma gestão que irá de janeiro de 2021 até dezembro de 2023.

Brandi é o responsável pela gestão das áreas comercial e administrativa do Cruzeiro. E o plano do Núcleo Dirigente Transitório era de que ele ficasse à frente da presidência até o fim do ano. Mas o fato de a existir outra candidatura ao cargo levou o grupo a desistir da disputa.

A eleição presidencial do Cruzeiro, porém, ainda está em dúvida, por causa do surto de coronavírus. Santos Rodrigues defende que ela seja virtual caso não haja possibilidade de a votação ocorrer na sede do clube, mas essa possibilidade já foi rejeitada por Saulo Fróes, o atual presidente.

A gestão do Núcleo Dirigente Transitório teve início em 23 de dezembro, após a renúncia da administração Wagner Pires de Sá. O time enfrenta graves problemas financeiros e foi rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro em 2019.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Atual gestão deixará Cruzeiro em maio após retirada de candidatura por Brandi


04/04/2020 | 18:21


A passagem pela gestão do Cruzeiro dos membros do Núcleo Dirigente Transitório, grupo de empresários que assumiu o comando do clube no fim de 2019, chegará ao fim em maio. Afinal, Emílio Brandi, um dos seus membros, decidiu retirar a candidatura à presidência da equipe, agendada para 21 de maio.

A posse do próximo presidente do Cruzeiro está agendada para 31 de maio. E ele deverá ser Sérgio Santos Rodrigues, que agora se tornou o único candidato para a eleição de um mandato "tampão", que terminará ao fim de 2020. O clube já tem outra votação, agendada para outubro, em uma gestão que irá de janeiro de 2021 até dezembro de 2023.

Brandi é o responsável pela gestão das áreas comercial e administrativa do Cruzeiro. E o plano do Núcleo Dirigente Transitório era de que ele ficasse à frente da presidência até o fim do ano. Mas o fato de a existir outra candidatura ao cargo levou o grupo a desistir da disputa.

A eleição presidencial do Cruzeiro, porém, ainda está em dúvida, por causa do surto de coronavírus. Santos Rodrigues defende que ela seja virtual caso não haja possibilidade de a votação ocorrer na sede do clube, mas essa possibilidade já foi rejeitada por Saulo Fróes, o atual presidente.

A gestão do Núcleo Dirigente Transitório teve início em 23 de dezembro, após a renúncia da administração Wagner Pires de Sá. O time enfrenta graves problemas financeiros e foi rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro em 2019.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;