Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Projeto oferece atividades para autistas

Arquivo pessoal Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Grupo de 12 profissionais compartilha vídeos diários para auxiliar o tratamento dentro de casa


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

01/04/2020 | 23:30


O reflexo da quarentena por causa do novo coronavírus prejudicou também as pessoas que necessitam de terapias para tratamento de alguma doença ou acompanhamento de deficiências, inclusive pessoas diagnosticadas com autismo. Hoje, quando o dia destes pacientes é lembrado mundialmente, também é necessário ressaltar os cuidados e a atenção durante a pandemia. 

Para auxiliar estes pacientes enquanto estão em casa e, principalmente, ajudar os familiares, 12 profissionais entre psicóloga, pedagoga, terapeuta e musicoterapeuta se uniram para abastecer o canal Arte Psico, nas redes sociais. Por lá, os especialistas divulgam atividades para ocupar os pacientes em tarefas em casa e não perder todo o trabalho feito em sessões presenciais. 

A psicopedagoga, especialista em autismo e analista do comportamento Thainara Morales Andretta observa que devido a falta da escola e das terapias, as crianças e jovens podem regredir no tratamento, além de sentirem medo e ter crises de ansiedade. “O autismo é uma síndrome comportamental, então, quando os pacientes saem de suas rotinas bruscamente, como neste caso, causa diversas reações”, avalia. 

Thainara também comenta que os conteúdos on-line são gratuitos e divulgados em formato de vídeo, música ou desenhos. “São maratonas de atividades simples e sem muitos recursos para fazer. Inclusive, lá explicamos sobre o novo coronavírus e que, principalmente, isso vai passar”, observa.

A dona de casa Viviane Molonha Vargas, 44 anos, auxilia sua filha Isabela Molonha Vargas, 7, diagnosticada com autismo, com as atividades remotas e comenta que a mudança na rotina foi muito difícil. “É preciso contornar a situação com calma e mostrar para ela que tudo vai melhorar. E o canal me ajudou muito. As atividades são visuais, tem bastante desenho, cor e isso faz com que não se perca todo o trabalho já feito com a Isabela”, detalha. O canal está disponível gratuitamente no Youtube e Instagram.</CW>



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Projeto oferece atividades para autistas

Grupo de 12 profissionais compartilha vídeos diários para auxiliar o tratamento dentro de casa

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

01/04/2020 | 23:30


O reflexo da quarentena por causa do novo coronavírus prejudicou também as pessoas que necessitam de terapias para tratamento de alguma doença ou acompanhamento de deficiências, inclusive pessoas diagnosticadas com autismo. Hoje, quando o dia destes pacientes é lembrado mundialmente, também é necessário ressaltar os cuidados e a atenção durante a pandemia. 

Para auxiliar estes pacientes enquanto estão em casa e, principalmente, ajudar os familiares, 12 profissionais entre psicóloga, pedagoga, terapeuta e musicoterapeuta se uniram para abastecer o canal Arte Psico, nas redes sociais. Por lá, os especialistas divulgam atividades para ocupar os pacientes em tarefas em casa e não perder todo o trabalho feito em sessões presenciais. 

A psicopedagoga, especialista em autismo e analista do comportamento Thainara Morales Andretta observa que devido a falta da escola e das terapias, as crianças e jovens podem regredir no tratamento, além de sentirem medo e ter crises de ansiedade. “O autismo é uma síndrome comportamental, então, quando os pacientes saem de suas rotinas bruscamente, como neste caso, causa diversas reações”, avalia. 

Thainara também comenta que os conteúdos on-line são gratuitos e divulgados em formato de vídeo, música ou desenhos. “São maratonas de atividades simples e sem muitos recursos para fazer. Inclusive, lá explicamos sobre o novo coronavírus e que, principalmente, isso vai passar”, observa.

A dona de casa Viviane Molonha Vargas, 44 anos, auxilia sua filha Isabela Molonha Vargas, 7, diagnosticada com autismo, com as atividades remotas e comenta que a mudança na rotina foi muito difícil. “É preciso contornar a situação com calma e mostrar para ela que tudo vai melhorar. E o canal me ajudou muito. As atividades são visuais, tem bastante desenho, cor e isso faz com que não se perca todo o trabalho já feito com a Isabela”, detalha. O canal está disponível gratuitamente no Youtube e Instagram.</CW>

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;