Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 2 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

ANP desmobiliza plano de contingência para conter o óleo derramado na costa



01/04/2020 | 20:36


A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informou que o Plano Nacional de Contingência (PNC) acionado para conter o óleo derramado na costa brasileira em agosto de 2019 foi desmobilizado. A ANP fez parte do Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA) do acidente e foi um dos órgãos integrantes do PNC.

Em ofício ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o almirante Marcelo Francisco Campo, coordenador do PNC, informa que "as ações nos Estados atingidos foram efetivas, os danos ao meio ambiente foram mitigados e a destinação dos resíduos de óleo coletados está sendo feita de forma ambientalmente adequada".

O derramamento de cerca de 22 toneladas de óleo, de causa até hoje desconhecida, atingiu pelo menos 980 localidades de 129 municípios, principalmente no Nordeste, atingindo praias, rios, ilhas, manguezais e áreas de proteção ambiental permanente. A provável causa apontada pela Marinha é que o derramamento tenha sido provocado por navio que navegava pela costa do Brasil.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

ANP desmobiliza plano de contingência para conter o óleo derramado na costa


01/04/2020 | 20:36


A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informou que o Plano Nacional de Contingência (PNC) acionado para conter o óleo derramado na costa brasileira em agosto de 2019 foi desmobilizado. A ANP fez parte do Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA) do acidente e foi um dos órgãos integrantes do PNC.

Em ofício ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o almirante Marcelo Francisco Campo, coordenador do PNC, informa que "as ações nos Estados atingidos foram efetivas, os danos ao meio ambiente foram mitigados e a destinação dos resíduos de óleo coletados está sendo feita de forma ambientalmente adequada".

O derramamento de cerca de 22 toneladas de óleo, de causa até hoje desconhecida, atingiu pelo menos 980 localidades de 129 municípios, principalmente no Nordeste, atingindo praias, rios, ilhas, manguezais e áreas de proteção ambiental permanente. A provável causa apontada pela Marinha é que o derramamento tenha sido provocado por navio que navegava pela costa do Brasil.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;