Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Polícia fecha fábrica clandestina de álcool em gel em Diadema

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Foram apreendidos dois galões com de cinco litros cada e 465 frascos de 60 ml


Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

01/04/2020 | 17:57


Em Diadema, no bairro Casa Grande, a Polícia Civil descobriu e fechou nesta quarta-feira (1) uma fábrica clandestina de álcool em gel. A apreensão aconteceu após investigação em que agentes do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos), do Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas), abordaram motorista em um Ford/Ka, no bairro Rio Grande, em São Bernardo.

Durante revista no automóvel foram encontrados oito galões de álcool em gel, possivelmente falsificados. O comerciante explicou aos policiais que havia comprado os produtos de uma pessoa que pertencia a uma empresa em Diadema.

A equipe foi até lá e encontrou uma residência, onde funcionava uma fábrica sem autorização dos órgãos de vigilância sanitária e prefeitura, fabricando álcool em gel clandestinamente. No local foram apreendidos dois galões com de cinco litros cada e 465 frascos de 60 ml. Todos os recipientes estavam com álcool gel. Alguns deles já estavam até etiquetados, prontos para servem comercializados Também foram recolhidos 34 rolos de etiquetas diversas.

O responsável pelo local disse que comprou os produtos de um conhecido e que estava revendendo, mas não apresentou as notas fiscais de todos os produtos. Ele foi preso em flagrante e as substâncias foram encaminhadas ao IC (Instituto de Criminalística) para perícia.

O caso foi registado na Dicma (Delegacia de Investigação de Infrações e Crimes Contra o Meio Ambiente) de Diadema como falsificação ou adulteração de produtos medicinais/terapêuticos e crime contra a ordem tributária. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Polícia fecha fábrica clandestina de álcool em gel em Diadema

Foram apreendidos dois galões com de cinco litros cada e 465 frascos de 60 ml

Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

01/04/2020 | 17:57


Em Diadema, no bairro Casa Grande, a Polícia Civil descobriu e fechou nesta quarta-feira (1) uma fábrica clandestina de álcool em gel. A apreensão aconteceu após investigação em que agentes do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos), do Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas), abordaram motorista em um Ford/Ka, no bairro Rio Grande, em São Bernardo.

Durante revista no automóvel foram encontrados oito galões de álcool em gel, possivelmente falsificados. O comerciante explicou aos policiais que havia comprado os produtos de uma pessoa que pertencia a uma empresa em Diadema.

A equipe foi até lá e encontrou uma residência, onde funcionava uma fábrica sem autorização dos órgãos de vigilância sanitária e prefeitura, fabricando álcool em gel clandestinamente. No local foram apreendidos dois galões com de cinco litros cada e 465 frascos de 60 ml. Todos os recipientes estavam com álcool gel. Alguns deles já estavam até etiquetados, prontos para servem comercializados Também foram recolhidos 34 rolos de etiquetas diversas.

O responsável pelo local disse que comprou os produtos de um conhecido e que estava revendendo, mas não apresentou as notas fiscais de todos os produtos. Ele foi preso em flagrante e as substâncias foram encaminhadas ao IC (Instituto de Criminalística) para perícia.

O caso foi registado na Dicma (Delegacia de Investigação de Infrações e Crimes Contra o Meio Ambiente) de Diadema como falsificação ou adulteração de produtos medicinais/terapêuticos e crime contra a ordem tributária. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;