Fechar
Publicidade

Domingo, 31 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Luiza Trajano: discussão não é mais sobre isolamento vertical ou horizontal



31/03/2020 | 22:30


Diante da demanda de comerciantes para que o comércio seja reaberto, Luiza Trajano, do Magazine Luiza, voltou a dizer que de nada adianta as lojas reabrirem e os consumidores não irem às compras. "A discussão não é mais sobre isolamento vertical ou horizontal. Já parou tudo. Não adianta abrir o comércio amanhã e as pessoas não irem às compras porque estão com medo. O que precisamos agora é de previsibilidade, saber o que vai acontecer depois do dia 4", disse. Luiza participou na noite desta terça-feira, 31, de uma transmissão ao vivo da XP sobre solidariedade no momento de crise que o País vive.

Para a presidente do conselho de administração do Magazine Luiza, o papel dos empresários e associações agora é garantir que as medidas de auxílio anunciadas pelo governo cheguem em quem realmente precisa. "As ações do governo já foram anunciadas, o que precisamos é que todos trabalhem para o dinheiro chegar na ponta", diz. Em sua visão, é preciso informação e organização para que isso aconteça. "Estamos trabalhando junto ao IDV (Instituto de Desenvolvimento do Varejo) para isso. Precisamos de simplicidade", afirma.

A empresária e os demais convidados da discussão falaram ainda sobre responsabilidade social e solidariedade. Guilherme Benchimol, presidente da XP, enfatizou a importância de descentralizar as ações neste sentido. "O governo tem soltado medidas efetivas, mas o Brasil é muito grande. Por isso é tão importante as ações de pequenos grupos nas cidades", disse.

Do outro lado das ações de solidariedade, Edu Lyra, da ONG Gerando Falcões, falou de como tem organizado as doações de maneira online durante a crise e afirmou: "Eu espero que essa solidariedade não passe. As coisas não podem voltar ao normal. Temos falado há muitos anos que não há saneamento básico na favela, mas agora as pessoas viram isso. Viram que um problema na China também é delas."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Luiza Trajano: discussão não é mais sobre isolamento vertical ou horizontal


31/03/2020 | 22:30


Diante da demanda de comerciantes para que o comércio seja reaberto, Luiza Trajano, do Magazine Luiza, voltou a dizer que de nada adianta as lojas reabrirem e os consumidores não irem às compras. "A discussão não é mais sobre isolamento vertical ou horizontal. Já parou tudo. Não adianta abrir o comércio amanhã e as pessoas não irem às compras porque estão com medo. O que precisamos agora é de previsibilidade, saber o que vai acontecer depois do dia 4", disse. Luiza participou na noite desta terça-feira, 31, de uma transmissão ao vivo da XP sobre solidariedade no momento de crise que o País vive.

Para a presidente do conselho de administração do Magazine Luiza, o papel dos empresários e associações agora é garantir que as medidas de auxílio anunciadas pelo governo cheguem em quem realmente precisa. "As ações do governo já foram anunciadas, o que precisamos é que todos trabalhem para o dinheiro chegar na ponta", diz. Em sua visão, é preciso informação e organização para que isso aconteça. "Estamos trabalhando junto ao IDV (Instituto de Desenvolvimento do Varejo) para isso. Precisamos de simplicidade", afirma.

A empresária e os demais convidados da discussão falaram ainda sobre responsabilidade social e solidariedade. Guilherme Benchimol, presidente da XP, enfatizou a importância de descentralizar as ações neste sentido. "O governo tem soltado medidas efetivas, mas o Brasil é muito grande. Por isso é tão importante as ações de pequenos grupos nas cidades", disse.

Do outro lado das ações de solidariedade, Edu Lyra, da ONG Gerando Falcões, falou de como tem organizado as doações de maneira online durante a crise e afirmou: "Eu espero que essa solidariedade não passe. As coisas não podem voltar ao normal. Temos falado há muitos anos que não há saneamento básico na favela, mas agora as pessoas viram isso. Viram que um problema na China também é delas."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;