Fechar
Publicidade

Domingo, 31 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Bolsonaro exalta no Facebook golpe militar de 1964



31/03/2020 | 22:23


O presidente Jair Bolsonaro usou na noite desta terça-feira, 31, o Facebook para defender o golpe militar de 1964. Bolsonaro postou o texto depois do quarto pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV desde o início da crise do coronavírus, durante o qual foi alvo de panelaços pelo País.

Mais cedo, já na manhã desta terça-feira, Bolsonaro havia dito que o aniversário do golpe militar de 31 de março de 1964 é um "grande dia da liberdade".

Após iniciar a postagem desta noite escrevendo "31/Março/64, um pouco de História", o presidente publicou o registro de algumas datas relacionadas ao golpe militar: "02/abril/64: o Congresso declara vago o cargo de Presidente da República. Assume o Deputado Ranieri Mazzilli; 11/abril/64: em eleições indiretas o Congresso elege o Marechal Castelo Branco como Presidente da República, de acordo com a Constituição de 1946; 15/abril/64: assume a presidência o Marechal Castelo Branco".

Em seguida, Bolsonaro escreveu que Castelo Branco foi eleito de acordo com a Constituição e que não houve golpe em 31 de março. O presidente classificou esses dois episódios como "a verdade".

Leia a íntegra a postagem do presidente:

"- 31/Março/64, um pouco de História:

- 02/abril/64: o Congresso declara vago o cargo de Presidente da República. Assume o Deputado Ranieri Mazzilli.

- 11/abril/64: em eleições indiretas o Congresso elege o Marechal Castelo Branco como Presidente da República, de acordo com a Constituição de 1946.

- 15/abril/64: assume a presidência o Marechal Castelo Branco.

- A verdade: o Marechal foi eleito de acordo com a Constituição e não houve golpe em 31 de março."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsonaro exalta no Facebook golpe militar de 1964


31/03/2020 | 22:23


O presidente Jair Bolsonaro usou na noite desta terça-feira, 31, o Facebook para defender o golpe militar de 1964. Bolsonaro postou o texto depois do quarto pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV desde o início da crise do coronavírus, durante o qual foi alvo de panelaços pelo País.

Mais cedo, já na manhã desta terça-feira, Bolsonaro havia dito que o aniversário do golpe militar de 31 de março de 1964 é um "grande dia da liberdade".

Após iniciar a postagem desta noite escrevendo "31/Março/64, um pouco de História", o presidente publicou o registro de algumas datas relacionadas ao golpe militar: "02/abril/64: o Congresso declara vago o cargo de Presidente da República. Assume o Deputado Ranieri Mazzilli; 11/abril/64: em eleições indiretas o Congresso elege o Marechal Castelo Branco como Presidente da República, de acordo com a Constituição de 1946; 15/abril/64: assume a presidência o Marechal Castelo Branco".

Em seguida, Bolsonaro escreveu que Castelo Branco foi eleito de acordo com a Constituição e que não houve golpe em 31 de março. O presidente classificou esses dois episódios como "a verdade".

Leia a íntegra a postagem do presidente:

"- 31/Março/64, um pouco de História:

- 02/abril/64: o Congresso declara vago o cargo de Presidente da República. Assume o Deputado Ranieri Mazzilli.

- 11/abril/64: em eleições indiretas o Congresso elege o Marechal Castelo Branco como Presidente da República, de acordo com a Constituição de 1946.

- 15/abril/64: assume a presidência o Marechal Castelo Branco.

- A verdade: o Marechal foi eleito de acordo com a Constituição e não houve golpe em 31 de março."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;