Fechar
Publicidade

Sábado, 24 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Ação distribui refeições a pessoas em situação de rua

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Moradores do Grande ABC têm objetivo de produzir 100 marmitas por dia em dois turnos, no almoço e no jantar


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

01/04/2020 | 01:00


 A solidariedade move grupo de dez pessoas de Santo André a preparar diariamente pelo menos 100 marmitas e distribuir pelos bairros da cidade para moradores de rua. A atitude, que se iniciou em meio ao caos da pandemia do novo coronavírus, ganhou novos horizontes e cada vez mais apoiadores.

Chamada de Anjos da Rua, a equipe começou o projeto na segunda-feira no período da noite, quando conseguiu entregar 77 refeições pelos bairros Tamarutaca, Centro e Utinga. A partir daí, a ação ganhou novos objetivos e o que era para ser projeto até o dia 5, foi estendido até quando o grupo receber os itens para produção das refeições.

O advogado Leonardo Nieto, 27 anos, destaca que, até o momento, eles conseguiram as doações de carnes, alimentos não perecíveis e itens de higiene, como máscaras, luvas e as marmitas descartáveis. “Com a proporção grande que a ação tomou, nossa meta é produzir refeições em dois turnos, sendo 50 para distribuirmos no almoço e 50, no jantar”, comenta.

Leonardo produz as refeições em casa, no Centro, com auxílio dos pais, os comerciantes Hélio Farber e Goretti Nieto, ambos com 61 anos, e seus amigos, a empresária Renata Miyaguti, 28, e Lucas Stocco, 26. O criador do projeto detalha que no almoço o cardápio tem arroz, feijão e uma mistura. Para o jantar planejam as sopas acompanhadas pelos pães ou macarrão, todos servidos em embalagens descartáveis.

“É importante reforçar que estamos seguindo todas as instruções da OMS (Organização Mundial da Saúde) tanto na produção dos alimentos quanto na distribuição. Principalmente por conta de máscaras, luvas e o uso do álcool gel”, avalia Leonardo, que está aberto a doações físicas ou pelas redes sociais pelo link de uma vaquinha on-line: vaka.me/965713.

Leonardo também comenta que muitas doações são feitas em dinheiro e que eles acabam indo até o mercado e fazem as compras para as refeições. “Estamos pedindo também ajuda para comprar botijão de gás. Então, aceitamos doações ou pelo menos indicação de lugares que tenham disponível”, ressalta. Até o momento, as doações por meio da vaquinha on-line tiveram ajuda de 12 apoiadores, arrecadando R$ 610.

O projeto Anjos da Rua também está à procura de voluntários para auxiliar nas entregas com veículos. Juntos, eles percorrem as ruas de bairros de Santo André distribuindo as refeições. Como os pais do advogado estão no grupo de risco do novo coronavírus, o medo de Leonardo é expor eles aos riscos. “Vamos reorganizar muitas coisas, mas enquanto tivermos doações não vamos parar”, finaliza.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ação distribui refeições a pessoas em situação de rua

Moradores do Grande ABC têm objetivo de produzir 100 marmitas por dia em dois turnos, no almoço e no jantar

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

01/04/2020 | 01:00


 A solidariedade move grupo de dez pessoas de Santo André a preparar diariamente pelo menos 100 marmitas e distribuir pelos bairros da cidade para moradores de rua. A atitude, que se iniciou em meio ao caos da pandemia do novo coronavírus, ganhou novos horizontes e cada vez mais apoiadores.

Chamada de Anjos da Rua, a equipe começou o projeto na segunda-feira no período da noite, quando conseguiu entregar 77 refeições pelos bairros Tamarutaca, Centro e Utinga. A partir daí, a ação ganhou novos objetivos e o que era para ser projeto até o dia 5, foi estendido até quando o grupo receber os itens para produção das refeições.

O advogado Leonardo Nieto, 27 anos, destaca que, até o momento, eles conseguiram as doações de carnes, alimentos não perecíveis e itens de higiene, como máscaras, luvas e as marmitas descartáveis. “Com a proporção grande que a ação tomou, nossa meta é produzir refeições em dois turnos, sendo 50 para distribuirmos no almoço e 50, no jantar”, comenta.

Leonardo produz as refeições em casa, no Centro, com auxílio dos pais, os comerciantes Hélio Farber e Goretti Nieto, ambos com 61 anos, e seus amigos, a empresária Renata Miyaguti, 28, e Lucas Stocco, 26. O criador do projeto detalha que no almoço o cardápio tem arroz, feijão e uma mistura. Para o jantar planejam as sopas acompanhadas pelos pães ou macarrão, todos servidos em embalagens descartáveis.

“É importante reforçar que estamos seguindo todas as instruções da OMS (Organização Mundial da Saúde) tanto na produção dos alimentos quanto na distribuição. Principalmente por conta de máscaras, luvas e o uso do álcool gel”, avalia Leonardo, que está aberto a doações físicas ou pelas redes sociais pelo link de uma vaquinha on-line: vaka.me/965713.

Leonardo também comenta que muitas doações são feitas em dinheiro e que eles acabam indo até o mercado e fazem as compras para as refeições. “Estamos pedindo também ajuda para comprar botijão de gás. Então, aceitamos doações ou pelo menos indicação de lugares que tenham disponível”, ressalta. Até o momento, as doações por meio da vaquinha on-line tiveram ajuda de 12 apoiadores, arrecadando R$ 610.

O projeto Anjos da Rua também está à procura de voluntários para auxiliar nas entregas com veículos. Juntos, eles percorrem as ruas de bairros de Santo André distribuindo as refeições. Como os pais do advogado estão no grupo de risco do novo coronavírus, o medo de Leonardo é expor eles aos riscos. “Vamos reorganizar muitas coisas, mas enquanto tivermos doações não vamos parar”, finaliza.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;