Fechar
Publicidade

Domingo, 31 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Zé Roberto Guimarães aprova adiamento da Olimpíada: 'Melhor coisa a ser feita'



31/03/2020 | 09:37


A decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI), em conjunto com o governo japonês, de adiar os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 para o ano que vem - a entidade anunciou na segunda-feira que o evento agora terá início em 23 de julho de 2021 - foi aprovada por José Roberto Guimarães, técnico da seleção brasileira feminina de vôlei, que já tem vaga garantida na competição.

Três vezes campeão olímpico - uma com a seleção masculina (Barcelona-1992) e outras duas com a feminina (Pequim-2008 e Londres-2012), Zé Roberto Guimarães disse que "o importante é que tudo se normalize". "Esse adiamento foi a melhor coisa a ser feita. Era o que todo mundo esperava que acontecesse. Era impossível que a coisa não fosse dessa maneira. A quatro meses era impossível que não se adiasse os Jogos Olímpicos, até porque algumas modalidades ainda precisavam ter a sua classificação", afirmou ao SporTV.

O treinador ressaltou a voz dos atletas na decisão do adiamento dos Jogos Olímpicos e destacou a importância de colocar a saúde de todos em primeiro lugar neste momento. "A decisão do COI foi a melhor possível. Diante da pandemia, o importante é pensar na saúde de todos. As pessoas precisam ficar em casa e seguir as recomendações das autoridades de saúde. O mundo está vivendo essa pandemia e não sabemos quando isso vai acabar. Cada um precisa fazer a sua parte", analisou.

O vôlei é uma das poucas modalidades com seu processo de qualificação olímpica já concluído. Dificilmente o COI e Federação Internacional de Voleibol (FIVB, na sigla em inglês) farão alguma alteração, já que até os grupos de cada naipe já foram sorteados. Entre as mulheres, o Brasil está no Grupo A ao lado de Sérvia, Japão, Coreia do Sul, República Dominicana e Quênia.

"Estamos em um grupo equilibrado. A outra chave no papel é mais forte, mas isso também gera um cruzamento muito difícil nas quartas de final. No nosso grupo, a Sérvia é a atual campeã mundial e uma das melhores equipes do mundo, o Japão vai jogar em casa, a Coreia do Sul e a República Dominicana evoluíram bastante ao longo deste ciclo olímpico e o Quênia também cresceu como equipe", pontuou Zé Roberto, em declarações dadas na época do sorteio, em fevereiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Zé Roberto Guimarães aprova adiamento da Olimpíada: 'Melhor coisa a ser feita'


31/03/2020 | 09:37


A decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI), em conjunto com o governo japonês, de adiar os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 para o ano que vem - a entidade anunciou na segunda-feira que o evento agora terá início em 23 de julho de 2021 - foi aprovada por José Roberto Guimarães, técnico da seleção brasileira feminina de vôlei, que já tem vaga garantida na competição.

Três vezes campeão olímpico - uma com a seleção masculina (Barcelona-1992) e outras duas com a feminina (Pequim-2008 e Londres-2012), Zé Roberto Guimarães disse que "o importante é que tudo se normalize". "Esse adiamento foi a melhor coisa a ser feita. Era o que todo mundo esperava que acontecesse. Era impossível que a coisa não fosse dessa maneira. A quatro meses era impossível que não se adiasse os Jogos Olímpicos, até porque algumas modalidades ainda precisavam ter a sua classificação", afirmou ao SporTV.

O treinador ressaltou a voz dos atletas na decisão do adiamento dos Jogos Olímpicos e destacou a importância de colocar a saúde de todos em primeiro lugar neste momento. "A decisão do COI foi a melhor possível. Diante da pandemia, o importante é pensar na saúde de todos. As pessoas precisam ficar em casa e seguir as recomendações das autoridades de saúde. O mundo está vivendo essa pandemia e não sabemos quando isso vai acabar. Cada um precisa fazer a sua parte", analisou.

O vôlei é uma das poucas modalidades com seu processo de qualificação olímpica já concluído. Dificilmente o COI e Federação Internacional de Voleibol (FIVB, na sigla em inglês) farão alguma alteração, já que até os grupos de cada naipe já foram sorteados. Entre as mulheres, o Brasil está no Grupo A ao lado de Sérvia, Japão, Coreia do Sul, República Dominicana e Quênia.

"Estamos em um grupo equilibrado. A outra chave no papel é mais forte, mas isso também gera um cruzamento muito difícil nas quartas de final. No nosso grupo, a Sérvia é a atual campeã mundial e uma das melhores equipes do mundo, o Japão vai jogar em casa, a Coreia do Sul e a República Dominicana evoluíram bastante ao longo deste ciclo olímpico e o Quênia também cresceu como equipe", pontuou Zé Roberto, em declarações dadas na época do sorteio, em fevereiro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;