Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 2 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Após subestimar pandemia, Boris Johnson é infectado

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


28/03/2020 | 07:07


O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e seu ministro da Saúde, Matt Hancock, estão infectados com o novo coronavírus, informou ontem o governo britânico. Ambos afirmaram ter "sintomas leves" da doença.

Johnson chegou a ironizar a pandemia ao aconselhar os britânicos a lavar as mãos durante o tempo que durasse a canção Parabéns para Você. Ele foi um dos últimos líderes europeus a tomar medidas de restrição, mesmo quando a pandemia já atingia quase todo o continente.

"Agora, estou em quarentena, mas continuarei liderando a resposta do governo no combate a esse vírus por videoconferências. Juntos o venceremos", afirmou Johnson, de 55 anos, pelo Twitter, em um vídeo em que aparece com aspecto de quem está gripado.

"Felizmente, meus sintomas são leves, trabalho de casa e me mantenho confinado", afirmou Hancock, que participaria ontem de uma entrevista coletiva com jornalistas para falar sobre a crise do coronavírus. No dia 10, uma de suas colaboradoras mais próximas, a secretária de Estado de Saúde Pública, Nadine Dorries, foi diagnosticada com a covid-19 - ela foi a primeira figura política pública a ser contaminada.

O premiê apresentou sintomas leves na quinta-feira e fez o teste seguindo o conselho do consultor médico do Executivo, Chris Whitty, informou um porta-voz de Downing Street. O exame foi feito na residência oficial. A noiva de Johnson, Carrie Symonds, de 32 anos, está grávida.

No entanto, de acordo com o jornalista político Steven Swinford, do Times, Symonds não está atualmente em Downing Street, onde o primeiro-ministro permanecerá isolado por sete dias, durante os quais serão deixadas refeições e documentos na porta de seu apartamento.

Em sua mensagem, Johnson agradeceu aos trabalhadores do serviço público de saúde britânico, o NHS, por seus esforços na luta contra a propagação da doença. Mais de 14 mil casos foram confirmados até agora no Reino Unido, que registrava ontem 759 mortes.

Príncipe

No início da semana, o príncipe Charles, de 71 anos, herdeiro do trono britânico, também divulgou que está com o vírus. Ele está confinado em seu castelo de Balmoral, na Escócia. Na quinta-feira, o príncipe foi visto aplaudindo, de sua porta, a equipe de saúde do Reino Unido, uma homenagem que tem se repetido pelo mundo. (Com agências internacionais)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Após subestimar pandemia, Boris Johnson é infectado


28/03/2020 | 07:07


O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e seu ministro da Saúde, Matt Hancock, estão infectados com o novo coronavírus, informou ontem o governo britânico. Ambos afirmaram ter "sintomas leves" da doença.

Johnson chegou a ironizar a pandemia ao aconselhar os britânicos a lavar as mãos durante o tempo que durasse a canção Parabéns para Você. Ele foi um dos últimos líderes europeus a tomar medidas de restrição, mesmo quando a pandemia já atingia quase todo o continente.

"Agora, estou em quarentena, mas continuarei liderando a resposta do governo no combate a esse vírus por videoconferências. Juntos o venceremos", afirmou Johnson, de 55 anos, pelo Twitter, em um vídeo em que aparece com aspecto de quem está gripado.

"Felizmente, meus sintomas são leves, trabalho de casa e me mantenho confinado", afirmou Hancock, que participaria ontem de uma entrevista coletiva com jornalistas para falar sobre a crise do coronavírus. No dia 10, uma de suas colaboradoras mais próximas, a secretária de Estado de Saúde Pública, Nadine Dorries, foi diagnosticada com a covid-19 - ela foi a primeira figura política pública a ser contaminada.

O premiê apresentou sintomas leves na quinta-feira e fez o teste seguindo o conselho do consultor médico do Executivo, Chris Whitty, informou um porta-voz de Downing Street. O exame foi feito na residência oficial. A noiva de Johnson, Carrie Symonds, de 32 anos, está grávida.

No entanto, de acordo com o jornalista político Steven Swinford, do Times, Symonds não está atualmente em Downing Street, onde o primeiro-ministro permanecerá isolado por sete dias, durante os quais serão deixadas refeições e documentos na porta de seu apartamento.

Em sua mensagem, Johnson agradeceu aos trabalhadores do serviço público de saúde britânico, o NHS, por seus esforços na luta contra a propagação da doença. Mais de 14 mil casos foram confirmados até agora no Reino Unido, que registrava ontem 759 mortes.

Príncipe

No início da semana, o príncipe Charles, de 71 anos, herdeiro do trono britânico, também divulgou que está com o vírus. Ele está confinado em seu castelo de Balmoral, na Escócia. Na quinta-feira, o príncipe foi visto aplaudindo, de sua porta, a equipe de saúde do Reino Unido, uma homenagem que tem se repetido pelo mundo. (Com agências internacionais)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;