Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

‘Pertença como irmãos’


Do Diário do Grande ABC

27/03/2020 | 23:59


Nas vias desertas de gente nos últimos dias, imposição dos governos para evitar a disseminação do novo coronavírus, não era difícil distinguir a atuação do vendedor de balas Prescílio Nunes, 78 anos, na esquina das ruas Catequese e Figueiras, em Santo André. Preocupado com a possibilidade de o senhor ser infectado pelo micro-organismo, já que inclui grupo de altíssimo risco, o empresário Thiago Iuga, 36, chamou o ambulante e, depois de consultá-lo acerca do ganho diário, e saber que girava em torno de R$ 30 a R$ 40, deu-lhe R$ 200 para que ficasse em casa “se preservando” durante uma semana. O gesto chamou a atenção do País.

Como registrou este Diário em chamada de capa na edição de ontem, em tempo de coronavírus, a solidariedade também se espalha pelo Grande ABC. O exemplo de Thiago Iuga certamente foi o mais comentado, mas está longe de ter sido o único. É cada vez maior a rede de pessoas, muitas vezes no completo anonimato, que se dispõem a ajudar o próximo a enfrentar os terríveis efeitos causados pela pandemia mundo afora, e especialmente nas sete cidades da região.

Atitudes de compaixão ao próximo se multiplicam. Se, isoladas, não têm o poder de vencer a ameaça instalada, certamente trarão o amparo necessário a muitas pessoas que, sem a ajuda, encontrariam muitas dificuldades para enfrentar o momento – ou, pior que isso, sucumbiriam a ele. É por isso que este jornal, além das notícias sobre o avanço do coronavírus, também está publicando notícias sobre atos de generosidade gratuita – como a da geladeira instalada em calçada da Rua Javri, Vila Assunção, em Santo André, onde moradores de rua podem se servir de, por exemplo, um prato de sopa.

Como bem disse ontem o papa Francisco, em mensagem aos católicos de Roma e do mundo, “com a tempestade, caiu a maquiagem dos estereótipos com que mascaramos o nosso ‘eu’ sempre preocupado com a própria imagem; e ficou a descoberto, uma vez mais, aquela – abençoada – pertença comum a que não nos podemos subtrair: a pertença como irmãos.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

‘Pertença como irmãos’

Do Diário do Grande ABC

27/03/2020 | 23:59


Nas vias desertas de gente nos últimos dias, imposição dos governos para evitar a disseminação do novo coronavírus, não era difícil distinguir a atuação do vendedor de balas Prescílio Nunes, 78 anos, na esquina das ruas Catequese e Figueiras, em Santo André. Preocupado com a possibilidade de o senhor ser infectado pelo micro-organismo, já que inclui grupo de altíssimo risco, o empresário Thiago Iuga, 36, chamou o ambulante e, depois de consultá-lo acerca do ganho diário, e saber que girava em torno de R$ 30 a R$ 40, deu-lhe R$ 200 para que ficasse em casa “se preservando” durante uma semana. O gesto chamou a atenção do País.

Como registrou este Diário em chamada de capa na edição de ontem, em tempo de coronavírus, a solidariedade também se espalha pelo Grande ABC. O exemplo de Thiago Iuga certamente foi o mais comentado, mas está longe de ter sido o único. É cada vez maior a rede de pessoas, muitas vezes no completo anonimato, que se dispõem a ajudar o próximo a enfrentar os terríveis efeitos causados pela pandemia mundo afora, e especialmente nas sete cidades da região.

Atitudes de compaixão ao próximo se multiplicam. Se, isoladas, não têm o poder de vencer a ameaça instalada, certamente trarão o amparo necessário a muitas pessoas que, sem a ajuda, encontrariam muitas dificuldades para enfrentar o momento – ou, pior que isso, sucumbiriam a ele. É por isso que este jornal, além das notícias sobre o avanço do coronavírus, também está publicando notícias sobre atos de generosidade gratuita – como a da geladeira instalada em calçada da Rua Javri, Vila Assunção, em Santo André, onde moradores de rua podem se servir de, por exemplo, um prato de sopa.

Como bem disse ontem o papa Francisco, em mensagem aos católicos de Roma e do mundo, “com a tempestade, caiu a maquiagem dos estereótipos com que mascaramos o nosso ‘eu’ sempre preocupado com a própria imagem; e ficou a descoberto, uma vez mais, aquela – abençoada – pertença comum a que não nos podemos subtrair: a pertença como irmãos.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;