Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 11 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Marinho reconhece que vice deve sair de PTB ou PMDB


Rogério Santos
do Diário do Grande ABC

04/05/2012 | 07:00


O prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), reconhece que o vice que o acompanhará em seu projeto de reeleição deverá sair do PTB ou do PMDB.

O chefe do Executivo afirma que é preciso conter a ansiedade quanto à definição da chapa governista, que, segundo ele, não sairá antes de junho, quando ocorrem as convenções partidárias. "Essas decisões devem ser tomadas com calma", disse o petista.

Para dar um fim às especulações sobre o posto - ocupado atualmente por Frank Aguiar (PTB) - Marinho deve se reunir com o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), e com o presidente estadual do PTB, Campos Machado.

O prefeito ponderou que não há data para o encontro com Temer, mas reconheceu que tem mantido contato com o vice-presidente. "Tenho conversado com ele, mas não tanto quanto se comenta. Conversei também com o Campos Machado, não há segredo nisso", reiterou.

Para assegurar a manutenção de Frank na dobrada, Campos Machado aceitou rediscutir a situação do afilhado político com os partidos aliados de Marinho, inclusive suspendendo a pesquisa eleitoral encomendada para testar o recall eleitoral do Cãozinho dos Teclados numa eventual tentativa de voo solo, se ele não permanecesse como vice do petista.

Pesquisa - Comenta-se nos bastidores que a direção do PT de São Bernardo realizará pesquisa eleitoral envolvendo os três nomes mais comentados para ocupar o cargo: Frank Aguiar e os vereadores Tunico Vieira (PMDB) e Antonio Cabrera (PSB). "Não fui informado disso, mas se o PT está fazendo é sob conta e risco do partido", avaliou Marinho.

O presidente municipal do partido, Wanderlei Salatiel, porém, negou que a sigla tenha encomendado o levantamento. "Isso não procede. Avalio que é desnecessário fazer pesquisa agora. Essa é uma decisão política que passa por outras instâncias, como a eleição em São Paulo", avaliou.

Dentre os três nomes, Tunico Vieira tem despontado como o favorito para estar ao lado de Marinho nas urnas em 7 de outubro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Marinho reconhece que vice deve sair de PTB ou PMDB

Rogério Santos
do Diário do Grande ABC

04/05/2012 | 07:00


O prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), reconhece que o vice que o acompanhará em seu projeto de reeleição deverá sair do PTB ou do PMDB.

O chefe do Executivo afirma que é preciso conter a ansiedade quanto à definição da chapa governista, que, segundo ele, não sairá antes de junho, quando ocorrem as convenções partidárias. "Essas decisões devem ser tomadas com calma", disse o petista.

Para dar um fim às especulações sobre o posto - ocupado atualmente por Frank Aguiar (PTB) - Marinho deve se reunir com o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), e com o presidente estadual do PTB, Campos Machado.

O prefeito ponderou que não há data para o encontro com Temer, mas reconheceu que tem mantido contato com o vice-presidente. "Tenho conversado com ele, mas não tanto quanto se comenta. Conversei também com o Campos Machado, não há segredo nisso", reiterou.

Para assegurar a manutenção de Frank na dobrada, Campos Machado aceitou rediscutir a situação do afilhado político com os partidos aliados de Marinho, inclusive suspendendo a pesquisa eleitoral encomendada para testar o recall eleitoral do Cãozinho dos Teclados numa eventual tentativa de voo solo, se ele não permanecesse como vice do petista.

Pesquisa - Comenta-se nos bastidores que a direção do PT de São Bernardo realizará pesquisa eleitoral envolvendo os três nomes mais comentados para ocupar o cargo: Frank Aguiar e os vereadores Tunico Vieira (PMDB) e Antonio Cabrera (PSB). "Não fui informado disso, mas se o PT está fazendo é sob conta e risco do partido", avaliou Marinho.

O presidente municipal do partido, Wanderlei Salatiel, porém, negou que a sigla tenha encomendado o levantamento. "Isso não procede. Avalio que é desnecessário fazer pesquisa agora. Essa é uma decisão política que passa por outras instâncias, como a eleição em São Paulo", avaliou.

Dentre os três nomes, Tunico Vieira tem despontado como o favorito para estar ao lado de Marinho nas urnas em 7 de outubro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;