Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Vai passar


Do Diário do Grande ABC

25/03/2020 | 23:59


Chegou o dia de noticiar a primeira morte causada pela expansão do novo coronavírus no Grande ABC. Era, infelizmente, de se esperar que acontecesse, visto o número crescente de pessoas infectadas, casos suspeitos e indivíduos que perderam a vida e cujos óbitos ainda estão sob investigação. A vítima é um homem, com 68 anos de idade e hipertenso. São pelo menos dois fatores (idade e doença preexistente) que o colocavam no chamado ‘grupo de risco’.

Informar a ocorrência de uma morte é sempre uma das missões mais duras do jornalismo. Nem mesmo a experiência acumulada por este Diário em 62 anos de experiência ameniza tal situação. Ainda mais em momento tão complicado para a sociedade.
Tempo em que os indivíduos estão amedrontados pelo surgimento da doença que tem feito vítimas em muitas partes do planeta, e inseguros por não saber quando a crise terá fim ou como será a retomada de suas vidas após a tormenta.

Foi também dia de relatar que um dos sete prefeitos do Grande ABC está contaminado. E que sua mulher, deputada federal com base na região, também testou positivo para coronavírus.

Notícias fortes, que impactam e que devem servir de alerta para a população quanto à gravidade da situação. Além de incentivar a continuidade dos cuidados necessários, como o isolamento social, a higienização correta das mãos e o uso de álcool gel, entre outras.

Mas o dia também foi marcado pela esperança. Pela constatação de que, mesmo com dificuldades, é possível vencer. Os dois primeiros moradores da região a ter um resultado positivo para a Covid-19, um casal que retornou de viagem à Itália, superaram a doença. Eles se juntaram a grupo de 113 mil pessoas do planeta que sobreviveram.

Foi mais um dia de batalha. Em que se escancarou um pouco mais a gravidade da pandemia, mas também com clara sinalização de que, com atitudes corretas, é possível lograr êxito nessa luta.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vai passar

Do Diário do Grande ABC

25/03/2020 | 23:59


Chegou o dia de noticiar a primeira morte causada pela expansão do novo coronavírus no Grande ABC. Era, infelizmente, de se esperar que acontecesse, visto o número crescente de pessoas infectadas, casos suspeitos e indivíduos que perderam a vida e cujos óbitos ainda estão sob investigação. A vítima é um homem, com 68 anos de idade e hipertenso. São pelo menos dois fatores (idade e doença preexistente) que o colocavam no chamado ‘grupo de risco’.

Informar a ocorrência de uma morte é sempre uma das missões mais duras do jornalismo. Nem mesmo a experiência acumulada por este Diário em 62 anos de experiência ameniza tal situação. Ainda mais em momento tão complicado para a sociedade.
Tempo em que os indivíduos estão amedrontados pelo surgimento da doença que tem feito vítimas em muitas partes do planeta, e inseguros por não saber quando a crise terá fim ou como será a retomada de suas vidas após a tormenta.

Foi também dia de relatar que um dos sete prefeitos do Grande ABC está contaminado. E que sua mulher, deputada federal com base na região, também testou positivo para coronavírus.

Notícias fortes, que impactam e que devem servir de alerta para a população quanto à gravidade da situação. Além de incentivar a continuidade dos cuidados necessários, como o isolamento social, a higienização correta das mãos e o uso de álcool gel, entre outras.

Mas o dia também foi marcado pela esperança. Pela constatação de que, mesmo com dificuldades, é possível vencer. Os dois primeiros moradores da região a ter um resultado positivo para a Covid-19, um casal que retornou de viagem à Itália, superaram a doença. Eles se juntaram a grupo de 113 mil pessoas do planeta que sobreviveram.

Foi mais um dia de batalha. Em que se escancarou um pouco mais a gravidade da pandemia, mas também com clara sinalização de que, com atitudes corretas, é possível lograr êxito nessa luta.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;