Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Região ultrapassa 1.000 casos suspeitos e tem 34 confirmados

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Além disso, quatro das sete cidades investigam dez mortes que podem ter sido causadas por coronavírus; Brasil já registra 46 óbitos


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

25/03/2020 | 00:01


O Grande ABC ultrapassou ontem os 1.000 casos de suspeitos de infecção pelo novo coronavírus. De acordo com os boletins enviados pelas sete prefeituras, a região alcançou 1.041 pessoas que aguardam resultado dos testes que poderão provar se estão ou não com a doença. Além disso, 34 já testaram positivo para Covid-19, sendo 12 de São Caetano, dez de São Bernardo, oito de Santo André, duas de Mauá, uma de Diadema e uma de Ribeirão Pires.

A região investiga ainda dez mortes por suspeita do novo coronavírus, quatro delas em Santo André, uma em São Bernardo, duas em São Caetano e três em Diadema. Até o fechamento desta edição o Grande ABC não registrou óbitos.

Por outro lado, quatro cidades da Grande São Paulo tiveram as primeiras mortes: Vargem Grande Paulista, Guarulhos, Taboão da Serra e Osasco. Com estas quatro e outras seis notificadas ontem, o Estado (que tem 810 casos confirmados) alcançou 40 óbitos pelo novo coronavírus. O Rio de Janeiro, por sua vez, agora tem seis mortos, totalizando as 46 vítimas no País (que chegou à marca de 2.201 casos confirmados).

Muitas pessoas ainda deverão ser identificadas com a doença, segundo previsão do Ministério da Saúde, que ampliará para 22,9 milhões o número de testes que serão distribuídos para diagnosticar a Covid-19. “O Brasil deve ser um dos países que terão o maior número de casos, porque nós vamos testar muita gente. E a nossa letalidade vai ficar mais próxima do real”, garantiu o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira.

MEDIDAS
São Bernardo vai restringir, a partir de domingo, a circulação de pessoas acima de 60 anos pelas ruas do município, como alternativa para proteger os idosos do contato com o novo coronavírus. Medida publicada ontem, autorizada pelo prefeito Orlando Morando (PSDB), estabelece isolamento social para pessoas com mais de 60 anos, exceção feita a casos emergenciais. “Infelizmente é um plano duro, mas que precisa ser feito para conscientizar e proteger os idosos. A realidade mostra a sua fraqueza diante do vírus e este público, infelizmente, ainda está circulando”, disse Morando.

Já a Prefeitura de Santo André comunicou que 223 estabelecimentos foram fechados entre a madrugada e a manhã de ontem por descumprirem as determinações de ficar sem funcionar em razão da pandemia, inclusive uma empresa de leilões na Avenida dos Estados, que reunia cerca de 50 pessoas em um evento.
“Precisamos acatar as determinações. É inadmissível que alguns locais não se importem em manter pessoas aglomeradas em seus estabelecimentos comerciais e sendo, com isso, possíveis disseminadores do coronavírus. Esta guerra será vencida por todos nós e não vamos permitir que vidas sejam perdidas em nossa cidade”, destacou o prefeito Paulo Serra (PSDB).  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;