Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Caminhoneiros bloqueiam refinarias na França


Do Diário do Grande ABC

04/09/2000 | 00:20


Os motoristas franceses formaram longas filas nos postos de gasolina, e caminhoneiros paralisaram a distribuiçao de combustível pelo país, na segunda onda de greves em poucos dias, em protesto contra a alta de preços dos combustíveis.

Observados à distância pela polícia que se recusou a intervir, eles bloquearam 60 das 70 principais refinarias, de forma que nenhum caminhao-tanque pudesse entrar ou sair dos locais.

A mais importante refinaria francesa está entre as bloqueadas, além de depósitos em Fos-sur-Mer (próximo de Marselha), Donges (na costa atlântica, perto de La Rochelle), Le Havre e Dunkirk (na costa norte) e Grandpuits (leste de Paris).

A Federaçao Nacional dos Transportadores (FNTR, sigla em francês), disse que só o sistema de armazenamento e as instalaçoes de processamento de combustível seriam inicialmente afetadas pelo protesto, de forma a manter o estoque suficiente para vários dias, e assim nao causar problemas aos motoristas de carros de passeio.

No entanto, em alguns locais, filas de carros eram formadas nos postos de gasolina por motoristas que queriam evitar uma eventual escassez de combustíveis, e um porta-voz da empresa petrolífera TotalFinaElf disse: ``em alguns locais, os postos de gasolina já sofrem com a falta de determinados produtos''.

O ministro dos Transportes, Jean-Claude Gayssot, teve encontros com os três grupos de negócios que representam a indústria de transportes, a FNTR, a UNOSTRA e a TLF, em meio a indicaçoes de que o governo estaria preparando um pacote de medidas. As conversas ocorreram na tarde desta segunda-feira, sem aviso prévio, bem como uma nova rodada de discussoes ocorridas mais tarde.

Os preços dos combustíveis na França sao os segundos mais altos da Europa, atrás somente da Gra-Bretanha, com impostos equivalentes a 83% do preço final do combustível nas bombas dos postos de gasolina, e 77% do preço final do óleo diesel.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;