Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 15 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Doria decreta estado de calamidade
pública a partir de amanhã

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Objetivo não é gerar pânico, mas permitir atuação rápida no combate à disseminação do coronavírus


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

20/03/2020 | 13:08


O governador João Doria (PSDB) afirmou, em coletiva de imprensa, que decretará estado de calamidade pública a partir de amanhã. A iniciativa não é gerar pânico, mas sim permitir atuação mais rápida e precisa contra a disseminação do coronavírus, já que o decreto permite simplificar o processo de compras e contratações de serviços especiais e dá mais agilidade aos governantes.

Entre os serviços públicos suspensos elencados pelo governador estão o zoológico, 102 unidades de conservação dos parques estaduais (Tiete, Vila Lobos, Horto Florestal, Água Branca, inclusive os concedidos), do Parque do Ibirapuera, Poupatempo, Detran e junta comercial, estes últimos fechados a partir de segunda-feira. O atendimento será on-line.

O tucano anunciou também que o álcool gel será vendido em todas as redes de farmácia, a preço de custo e garantiu que teve reunião com os comandantes de segurança para que haja reforço nas ruas, em especial onde estão alocados supermercados e farmácias.

A fim de atender a toda população que tenha necessidade serão montados 200 leitos no complexo do Pacaembu e 1.800 no Anhembi, leitos para casos de baixa complexidade, que estarão disponíveis em duas semanas. O governador reforçou que, a partir de segunda-feira, começa a campanha de vacinação da gripe com foco nos idosos e profissionais de saúde. Para que não tenha aglomerações, as vacinas deverão ser dadas em UBS (Unidades Básicas de Saúde) e escolas.

Em relação ao sistema penitenciário, Doria disse que as cidades estão limitando condições visita de familiares e se houverem casos suspeitos nas penitenciárias (presos e funcionários) deverão ser liberados apenas aqueles que cometeram crimes leves. Até o momento, no entanto, não há nenhum caso positivo nem de interno, nem de servidos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Doria decreta estado de calamidade
pública a partir de amanhã

Objetivo não é gerar pânico, mas permitir atuação rápida no combate à disseminação do coronavírus

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

20/03/2020 | 13:08


O governador João Doria (PSDB) afirmou, em coletiva de imprensa, que decretará estado de calamidade pública a partir de amanhã. A iniciativa não é gerar pânico, mas sim permitir atuação mais rápida e precisa contra a disseminação do coronavírus, já que o decreto permite simplificar o processo de compras e contratações de serviços especiais e dá mais agilidade aos governantes.

Entre os serviços públicos suspensos elencados pelo governador estão o zoológico, 102 unidades de conservação dos parques estaduais (Tiete, Vila Lobos, Horto Florestal, Água Branca, inclusive os concedidos), do Parque do Ibirapuera, Poupatempo, Detran e junta comercial, estes últimos fechados a partir de segunda-feira. O atendimento será on-line.

O tucano anunciou também que o álcool gel será vendido em todas as redes de farmácia, a preço de custo e garantiu que teve reunião com os comandantes de segurança para que haja reforço nas ruas, em especial onde estão alocados supermercados e farmácias.

A fim de atender a toda população que tenha necessidade serão montados 200 leitos no complexo do Pacaembu e 1.800 no Anhembi, leitos para casos de baixa complexidade, que estarão disponíveis em duas semanas. O governador reforçou que, a partir de segunda-feira, começa a campanha de vacinação da gripe com foco nos idosos e profissionais de saúde. Para que não tenha aglomerações, as vacinas deverão ser dadas em UBS (Unidades Básicas de Saúde) e escolas.

Em relação ao sistema penitenciário, Doria disse que as cidades estão limitando condições visita de familiares e se houverem casos suspeitos nas penitenciárias (presos e funcionários) deverão ser liberados apenas aqueles que cometeram crimes leves. Até o momento, no entanto, não há nenhum caso positivo nem de interno, nem de servidos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;