Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 1 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Na região, casos de Covid-19 mais que triplicam em um dia e chegam a 17

Fotos Públicas Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Santo André investiga uma morte e Estado confirma outros três óbitos pela doença


Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

19/03/2020 | 00:01


Na região, os casos confirmados de Covid-19 chegaram a 17 ontem, mais do que o triplo dos cinco registrados na terça-feira. Destes, sete são em São Caetano, seis em Santo André, três em São Bernardo e um em Mauá. Outros 363 pacientes estão sob suspeita em isolamento hospitalar ou domiciliar e 70 foram descartados.

Em Santo André, a morte de uma mulher de 63 anos com comorbidades – como hipertensão, diabetes e miocardiopatia dilatada – e sintomas da infecção está sendo investigada. Ela estava internada desde terça-feira no CHM (Centro Hospitalar Municipal) da cidade.

A Secretaria de Saúde estadual informou mais três mortes ontem. Tratam-se de dois homens de 65 e 85 anos moradores da Capital e um homem de 81 anos de Jundiaí, todos com doenças correlacionadas. Assim, o Estado já soma quatro mortes ocasionadas pelo novo coronavírus, as primeiras do País.

No Rio de Janeiro, o Hospital Icaraí, em Niterói, confirmou a morte de um homem hipertenso de 69 anos. Ele teve contato com o enteado, que havia retornado dos Estados Unidos. Entretanto, o Ministério da Saúde ainda não confirmou o caso.

Em todo País, são 428 pacientes diagnosticados, enquanto 11.278 estão sob investigação e outros 1.841 foram descartados. 

COMBATE - Para conter o avanço do novo coronavírus, as prefeituras das sete cidades seguem recomendando que as pessoas não saiam de casa, principalmente os idosos, além de cancelar eventos públicos e aulas. Após recomendação do governo do Estado, shoppings começam a fechar as portas hoje e ônibus municipais deixarão de circular gradativamente.

Inclusive, o prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), informou, durante transmissão nas redes sociais, que hoje irá estudar a criação de decreto para fechamento dos demais estabelecimentos comerciais da cidade, assim como determinou o chefe do Executivo da Capital, Bruno Covas (PSDB).

Em São Caetano, o prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) anunciou, também via redes sociais, que as famílias cujas crianças dependiam das refeições fornecidas nas escolas podem procurar o Fundo Social, Cras (Centros de Referência de Assistência Social) e Creas (Centros de Referência Especializados em Assistência Social) do município. “Podemos trazer o complemento nutricional necessário a estas crianças.”

O secretário de Saúde do Estado, José Henrique Germann, afirmou, em coletiva realizada ontem, que o sistema de saúde está funcionando com condições de atender à demanda. Segundo ele, existem atualmente cerca de 20% dos pacientes cuja contaminação foi confirmada internados em leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) e que dos 1.400 novos leitos que a pasta pretende abrir, 1.049 já estão sendo equipados e em fase de contratação de recursos humanos.

O ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, garantiu que a equipe presidencial está estudando medidas nas áreas de saúde, segurança e economia. Ele apontou que é esperada identificação de grande número de casos nos próximos dias, mas que é necessário “alargar esse pico”, referindo-se à desaceleração do número de pacientes positivos.

O ministro garantiu que o governo federal reforçará o sistema de saúde. Entre as medidas, está a renovação da frota de ambulâncias – 20% da frota será renovada neste semestre e outros 20%, até o fim do ano.

(Colaborou Aline Melo)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Na região, casos de Covid-19 mais que triplicam em um dia e chegam a 17

Santo André investiga uma morte e Estado confirma outros três óbitos pela doença

Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

19/03/2020 | 00:01


Na região, os casos confirmados de Covid-19 chegaram a 17 ontem, mais do que o triplo dos cinco registrados na terça-feira. Destes, sete são em São Caetano, seis em Santo André, três em São Bernardo e um em Mauá. Outros 363 pacientes estão sob suspeita em isolamento hospitalar ou domiciliar e 70 foram descartados.

Em Santo André, a morte de uma mulher de 63 anos com comorbidades – como hipertensão, diabetes e miocardiopatia dilatada – e sintomas da infecção está sendo investigada. Ela estava internada desde terça-feira no CHM (Centro Hospitalar Municipal) da cidade.

A Secretaria de Saúde estadual informou mais três mortes ontem. Tratam-se de dois homens de 65 e 85 anos moradores da Capital e um homem de 81 anos de Jundiaí, todos com doenças correlacionadas. Assim, o Estado já soma quatro mortes ocasionadas pelo novo coronavírus, as primeiras do País.

No Rio de Janeiro, o Hospital Icaraí, em Niterói, confirmou a morte de um homem hipertenso de 69 anos. Ele teve contato com o enteado, que havia retornado dos Estados Unidos. Entretanto, o Ministério da Saúde ainda não confirmou o caso.

Em todo País, são 428 pacientes diagnosticados, enquanto 11.278 estão sob investigação e outros 1.841 foram descartados. 

COMBATE - Para conter o avanço do novo coronavírus, as prefeituras das sete cidades seguem recomendando que as pessoas não saiam de casa, principalmente os idosos, além de cancelar eventos públicos e aulas. Após recomendação do governo do Estado, shoppings começam a fechar as portas hoje e ônibus municipais deixarão de circular gradativamente.

Inclusive, o prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), informou, durante transmissão nas redes sociais, que hoje irá estudar a criação de decreto para fechamento dos demais estabelecimentos comerciais da cidade, assim como determinou o chefe do Executivo da Capital, Bruno Covas (PSDB).

Em São Caetano, o prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) anunciou, também via redes sociais, que as famílias cujas crianças dependiam das refeições fornecidas nas escolas podem procurar o Fundo Social, Cras (Centros de Referência de Assistência Social) e Creas (Centros de Referência Especializados em Assistência Social) do município. “Podemos trazer o complemento nutricional necessário a estas crianças.”

O secretário de Saúde do Estado, José Henrique Germann, afirmou, em coletiva realizada ontem, que o sistema de saúde está funcionando com condições de atender à demanda. Segundo ele, existem atualmente cerca de 20% dos pacientes cuja contaminação foi confirmada internados em leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) e que dos 1.400 novos leitos que a pasta pretende abrir, 1.049 já estão sendo equipados e em fase de contratação de recursos humanos.

O ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, garantiu que a equipe presidencial está estudando medidas nas áreas de saúde, segurança e economia. Ele apontou que é esperada identificação de grande número de casos nos próximos dias, mas que é necessário “alargar esse pico”, referindo-se à desaceleração do número de pacientes positivos.

O ministro garantiu que o governo federal reforçará o sistema de saúde. Entre as medidas, está a renovação da frota de ambulâncias – 20% da frota será renovada neste semestre e outros 20%, até o fim do ano.

(Colaborou Aline Melo)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;