Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Estevam falta em CPI e alega problema de agenda

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ex-presidente da Aciscs entregou carta para justificar ausência; ele é peça-chave da investigação sobre Natal Iluminado


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

17/03/2020 | 11:39


Considerado peça-chave para explicar irregularidades no convênio do Natal Iluminado, o ex-presidente da Aciscs (Associação Comercial e Industrial de São Caetano) Walter Estevam Junior (Republicanos) faltou ao depoimento da CPI que apura o convênio firmado entre a associação e a Prefeitura em 2016.

Conforme carta endereçada aos vereadores da comissão, Estevam alegou que o prazo entre sua convocação e a data da oitiva foi apertado e que já tinha compromisso marcado para a data. Na missiva, o ex-presidente da associação comercial sugere que seu depoimento seja colhido no dia 31 de março ou no dia 7 de abril.

Após deliberação dos integrantes da CPI, os vereadores remarcaram a oitiva de Estevam Junior para o dia 30 de março, as 10h. “Foi a primeira vez que Estevam faltou. Então vamos dar mais uma chance para ouvi-lo. Mas não posso deixar de dizer que essa ausência me causou estranheza”, disse o vereador e presidente da CPI, Tite Campanella (Cidadania).

Ainda segundo o presidente da comissão, a estranheza se faz presente pois Walter Estevam Junior já teria se ausentado, em outra oportunidade, de audiência realizada na Prefeitura de São Caetano, também para explicar como se deu o convênio do Natal Iluminado.

CPI do Natal Iluminado foi instaurada no ano passado para apurar denúncias de irregularidades em torno do convênio – o Diário mostrou em abril do ano passado que a prestação de contas feita pela Aciscs à Prefeitura de São Caetano apresentou série de inconsistências e foi reprovada por comitê especial que analisou a papelada.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico ficou responsável por avaliar a prestação de contas e, depois de reprová-la, encaminhou o relatório para análise pormenorizada do TCE (Tribunal de Contas do Estado) e do MPC (Ministério Público de Contas). Os apontamentos iniciais revelaram que notas fiscais que indicam que a verba do Paço custeou refeições regadas a chope e cerveja. Também não foi comprovada toda execução do serviço contratado. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estevam falta em CPI e alega problema de agenda

Ex-presidente da Aciscs entregou carta para justificar ausência; ele é peça-chave da investigação sobre Natal Iluminado

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

17/03/2020 | 11:39


Considerado peça-chave para explicar irregularidades no convênio do Natal Iluminado, o ex-presidente da Aciscs (Associação Comercial e Industrial de São Caetano) Walter Estevam Junior (Republicanos) faltou ao depoimento da CPI que apura o convênio firmado entre a associação e a Prefeitura em 2016.

Conforme carta endereçada aos vereadores da comissão, Estevam alegou que o prazo entre sua convocação e a data da oitiva foi apertado e que já tinha compromisso marcado para a data. Na missiva, o ex-presidente da associação comercial sugere que seu depoimento seja colhido no dia 31 de março ou no dia 7 de abril.

Após deliberação dos integrantes da CPI, os vereadores remarcaram a oitiva de Estevam Junior para o dia 30 de março, as 10h. “Foi a primeira vez que Estevam faltou. Então vamos dar mais uma chance para ouvi-lo. Mas não posso deixar de dizer que essa ausência me causou estranheza”, disse o vereador e presidente da CPI, Tite Campanella (Cidadania).

Ainda segundo o presidente da comissão, a estranheza se faz presente pois Walter Estevam Junior já teria se ausentado, em outra oportunidade, de audiência realizada na Prefeitura de São Caetano, também para explicar como se deu o convênio do Natal Iluminado.

CPI do Natal Iluminado foi instaurada no ano passado para apurar denúncias de irregularidades em torno do convênio – o Diário mostrou em abril do ano passado que a prestação de contas feita pela Aciscs à Prefeitura de São Caetano apresentou série de inconsistências e foi reprovada por comitê especial que analisou a papelada.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico ficou responsável por avaliar a prestação de contas e, depois de reprová-la, encaminhou o relatório para análise pormenorizada do TCE (Tribunal de Contas do Estado) e do MPC (Ministério Público de Contas). Os apontamentos iniciais revelaram que notas fiscais que indicam que a verba do Paço custeou refeições regadas a chope e cerveja. Também não foi comprovada toda execução do serviço contratado. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;