Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Bolsonaro faz novo exame para saber se está com coronavírus

Marcelo Camargo/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


17/03/2020 | 11:15


O presidente Jair Bolsonaro realizou um novo exame nesta terça-feira (17) para saber se foi infectado com coronavírus. Uma equipe do Hospital das Forças Armadas (HFA) esteve no Palácio da Alvorada por volta das 8h, antes de o presidente deixar a residência oficial em direção ao Palácio do Planalto. Segundo Bolsonaro divulgou em suas redes sociais, o primeiro teste deu negativo.

A expectativa é que o resultado saia ainda nesta terça-feira, segundo informou o ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional. Ele também passou por novos exames hoje no departamento médico da Presidência no Palácio do Planalto.

Também fizeram o teste o ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, pela primeira vez, e o ministro Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, pela segunda vez. Ambos deixaram o local usando máscaras cirúrgicas.

Os exames são necessários porque 12 pessoas da comitiva do presidente que o acompanhou nos Estados Unidos foram diagnosticadas com a doença nos últimos dias. O primeiro deles foi o secretário de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten.

Protestos

Mesmo com o resultado negativo do primeiro exame, a recomendação médica era para que Bolsonaro seguisse em isolamento até quarta-feira. O presidente, no entanto, ignorou a orientação e tem cumprido agendas diárias desde sexta-feira passada. No domingo, chegou a participar de manifestações de rua a favor do governo e contra o Congresso. Na ocasião, segundo levantamento do jornal O Estado de S. Paulo, o presidente teve algum tipo de contato com 272 pessoas.

O contato com uma pessoa infectada é uma das formas de transmissão do coronavírus. O presidente foi criticado por infectologistas e até por aliados por expor os manifestantes ao risco de contaminação pelo novo coronavírus (caso esteja com o vírus incubado).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsonaro faz novo exame para saber se está com coronavírus


17/03/2020 | 11:15


O presidente Jair Bolsonaro realizou um novo exame nesta terça-feira (17) para saber se foi infectado com coronavírus. Uma equipe do Hospital das Forças Armadas (HFA) esteve no Palácio da Alvorada por volta das 8h, antes de o presidente deixar a residência oficial em direção ao Palácio do Planalto. Segundo Bolsonaro divulgou em suas redes sociais, o primeiro teste deu negativo.

A expectativa é que o resultado saia ainda nesta terça-feira, segundo informou o ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional. Ele também passou por novos exames hoje no departamento médico da Presidência no Palácio do Planalto.

Também fizeram o teste o ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, pela primeira vez, e o ministro Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, pela segunda vez. Ambos deixaram o local usando máscaras cirúrgicas.

Os exames são necessários porque 12 pessoas da comitiva do presidente que o acompanhou nos Estados Unidos foram diagnosticadas com a doença nos últimos dias. O primeiro deles foi o secretário de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten.

Protestos

Mesmo com o resultado negativo do primeiro exame, a recomendação médica era para que Bolsonaro seguisse em isolamento até quarta-feira. O presidente, no entanto, ignorou a orientação e tem cumprido agendas diárias desde sexta-feira passada. No domingo, chegou a participar de manifestações de rua a favor do governo e contra o Congresso. Na ocasião, segundo levantamento do jornal O Estado de S. Paulo, o presidente teve algum tipo de contato com 272 pessoas.

O contato com uma pessoa infectada é uma das formas de transmissão do coronavírus. O presidente foi criticado por infectologistas e até por aliados por expor os manifestantes ao risco de contaminação pelo novo coronavírus (caso esteja com o vírus incubado).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;