Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Sandra Cinto em grande exposição

André Seit/Itaú Cultural/Divugação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Artista plástica de Santo André revisita 30 anos de carreira em São Paulo a partir de hoje


Vinícius Castelli

10/03/2020 | 23:00


Sandra Cinto já alçou grandes voos ao longo da carreira. A artista plástica de Santo André já teve obras apresentadas além do território brasileiro. Em Paris, por exemplo, marcou presença no Centro Cultural Georges Pompidou e criou instalação na cidade francesa Bazouges-la-Pérouse. Já teve trabalho em leilão na casa Christie’s, de Nova York, e obras expostas na Espanha e São Paulo, Minas Gerais, entre tantos locais. Isso sem contar que seu trabalho faz parte dos acervos do tradicional salão de arte andreense Luiz Sacilotto e da Pinacoteca de São Bernardo.

Mas agora ela ganha mais do que justa homenagem na Capital paulista com a exposição Sandra Cinto: das Ideias na Cabeça aos Olhos no Céu, que toma conta de três pisos do Itaú Cultural. A abertura está marcada para hoje, às 20h, e segue em cartaz até 3 de maio, com visitação gratuita.

Entre peças já mostradas e inéditas, desenhos, pinturas, esculturas e vídeos são algumas das surpresas pinceladas para ilustrar a mostra. A curadoria é de Paulo Herkenhoff e repassa 30 anos de carreira. Há, ainda, projetos feitos por Sandra para arte pública – uma de suas marcas. São cerca de 200 peças, entre autorais e de artistas com os quais ela dialoga. A visita começa pelo subsolo-2, onde há projetos, estudos, maquetes e anotações que apresentam o método de trabalho de Sandra. No piso seguinte estão os primeiros objetos executados por ela, como pinturas, caixas, experiências sensoriais e referências históricas. Por fim, no nível superior está sua visão poética do universo.

A artista conta que começou a trabalhar nessa mostra, junto de Herkenhoff, há cerca de um ano, logo após receber o convite para o projeto. “Foi um grande mergulho em todos os trabalhos realizados nestes 30 anos. Iniciamos o processo com reuniões em meu ateliê, onde pude apresentar ao curador meus projetos, anotações, referências, forma de trabalhar, como é o meu processo de trabalho e como penso a arte. A partir destes encontros com o curador a exposição foi se desenhando.”

Sandra, que trocou a residência na região por São Paulo, por causa do deslocamento, diz que o Grande ABC está em tudo o que produz atualmente. “Cresci num bairro operário. Meu pai trabalhou 30 anos numa indústria de pneus. Ter nascido e crescido em Santo André determinou os valores de minha vida. Tenho muito orgulho de minhas raízes. A exposição mostra muito este sentimento”, diz.

Ao ver sua sua trajetória repassada agora, Sandra comemora. “Sinto uma enorme emoção e também responsabilidade”, diz. Ela confessa que nunca pensou que seria artista. “Iniciei o curso de artes com o objetivo de ser professora de educação artística por que antes de ser artista sou professora. Penso que o trabalho do artista, assim como do professor, é um sacerdócio, é preciso amar muito tudo que se faz e amar o outro para quem a obra é entregue. O reconhecimento e o respeito são fruto de uma trajetória, mas sinto que tenho muito para aprender e fazer neste ofício de artista. Como disse Paulo Freire: ‘Não há Educação sem amor’ eu acredito que também não existe arte sem amor”, encerra.

Sandra Cinto: das Ideias na Cabeça aos Olhos no Céu – Exposição. No Itaú Cultural – Av.Paulista, 149, em São Paulo. Até 3 de maio. Terça a sexta, das 9h às 20h; sábado, domingo e feriado, das 11h às 20h. Grátis. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sandra Cinto em grande exposição

Artista plástica de Santo André revisita 30 anos de carreira em São Paulo a partir de hoje

Vinícius Castelli

10/03/2020 | 23:00


Sandra Cinto já alçou grandes voos ao longo da carreira. A artista plástica de Santo André já teve obras apresentadas além do território brasileiro. Em Paris, por exemplo, marcou presença no Centro Cultural Georges Pompidou e criou instalação na cidade francesa Bazouges-la-Pérouse. Já teve trabalho em leilão na casa Christie’s, de Nova York, e obras expostas na Espanha e São Paulo, Minas Gerais, entre tantos locais. Isso sem contar que seu trabalho faz parte dos acervos do tradicional salão de arte andreense Luiz Sacilotto e da Pinacoteca de São Bernardo.

Mas agora ela ganha mais do que justa homenagem na Capital paulista com a exposição Sandra Cinto: das Ideias na Cabeça aos Olhos no Céu, que toma conta de três pisos do Itaú Cultural. A abertura está marcada para hoje, às 20h, e segue em cartaz até 3 de maio, com visitação gratuita.

Entre peças já mostradas e inéditas, desenhos, pinturas, esculturas e vídeos são algumas das surpresas pinceladas para ilustrar a mostra. A curadoria é de Paulo Herkenhoff e repassa 30 anos de carreira. Há, ainda, projetos feitos por Sandra para arte pública – uma de suas marcas. São cerca de 200 peças, entre autorais e de artistas com os quais ela dialoga. A visita começa pelo subsolo-2, onde há projetos, estudos, maquetes e anotações que apresentam o método de trabalho de Sandra. No piso seguinte estão os primeiros objetos executados por ela, como pinturas, caixas, experiências sensoriais e referências históricas. Por fim, no nível superior está sua visão poética do universo.

A artista conta que começou a trabalhar nessa mostra, junto de Herkenhoff, há cerca de um ano, logo após receber o convite para o projeto. “Foi um grande mergulho em todos os trabalhos realizados nestes 30 anos. Iniciamos o processo com reuniões em meu ateliê, onde pude apresentar ao curador meus projetos, anotações, referências, forma de trabalhar, como é o meu processo de trabalho e como penso a arte. A partir destes encontros com o curador a exposição foi se desenhando.”

Sandra, que trocou a residência na região por São Paulo, por causa do deslocamento, diz que o Grande ABC está em tudo o que produz atualmente. “Cresci num bairro operário. Meu pai trabalhou 30 anos numa indústria de pneus. Ter nascido e crescido em Santo André determinou os valores de minha vida. Tenho muito orgulho de minhas raízes. A exposição mostra muito este sentimento”, diz.

Ao ver sua sua trajetória repassada agora, Sandra comemora. “Sinto uma enorme emoção e também responsabilidade”, diz. Ela confessa que nunca pensou que seria artista. “Iniciei o curso de artes com o objetivo de ser professora de educação artística por que antes de ser artista sou professora. Penso que o trabalho do artista, assim como do professor, é um sacerdócio, é preciso amar muito tudo que se faz e amar o outro para quem a obra é entregue. O reconhecimento e o respeito são fruto de uma trajetória, mas sinto que tenho muito para aprender e fazer neste ofício de artista. Como disse Paulo Freire: ‘Não há Educação sem amor’ eu acredito que também não existe arte sem amor”, encerra.

Sandra Cinto: das Ideias na Cabeça aos Olhos no Céu – Exposição. No Itaú Cultural – Av.Paulista, 149, em São Paulo. Até 3 de maio. Terça a sexta, das 9h às 20h; sábado, domingo e feriado, das 11h às 20h. Grátis. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;