Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 31 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sem ter a vice de Filippi, Ronaldo ameaça deixar PT

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vereador se diz desrespeitado com aposta de caciques da sigla em forçar chapa mista


Júnior Carvalho
do Diário do Grande ABC

02/03/2020 | 07:07


Vereador mais votado de Diadema em 2016, Ronaldo Lacerda revelou ao Diário que estuda deixar o PT caso o partido insista em entregar a outro partido a vaga de vice na chapa do ex-prefeito José de Filippi Júnior, pré-candidato do petismo ao Paço.

A fala foi reação a recentes declarações do ex-chefe do Executivo, que descartou ter definido Ronaldo como vice, ao contrário do que o parlamentar vinha negociando com o petista. “Eu acho muito lamentável o fato de as declarações terem vindo da forma que vieram. Acho que teve uma mudança total de alinhamento. Eu me sinto totalmente desprestigiado, desrespeitado. Construí um consenso interno e aí mudam de plano sem diálogo, simplesmente o vice agora é de fora a qualquer custo. Isso não aceitamos”, cravou.

Ronaldo avisou que cobrará do PT diademense o debate sobre chapa pura. “Eu quero que o PT volte a dialogar meu nome de vice. A minha condição de ser candidato a prefeito (pela sigla) não existe. Acho que precisamos fazer com que o PT cumpra, em prazo rápido, o que foi acordado. Se eles falarem ‘não’, vão ter de bater a porta na minha cara e aí vou decidir o que fazer”, declarou Ronaldo para, em seguida, cogitar saída do PT. “Nesse cenário, não está descartado (sair do partido). Por isso quero tomar essa decisão rápido porque posso ser candidato a prefeito (em outra legenda). Não tenho intenção de sair do PT. É o partido que eu dei minha vida, quero construir internamente, mas quero respeito. As pessoas têm de entender que existem lideranças nesse partido, que o PT não tem dono e que não tem mais grupo hegemônico. O Filippi tem de entender que acabou isso”, disparou.

Além do próprio Filippi, chapa mista no PT de Diadema tem patrocínio do vereador Josa Queiroz e do ex-vereador Manoel Eduardo Marinho, o Maninho. A galinha dos ovos de ouro para a vice era o parlamentar Ricardo Yoshio, que rejeitou convite do petismo e anunciou candidatura própria a prefeito, pelo PSDB. Com isso, petistas já admitem reservadamente conversas com o ex-prefeiturável Vaguinho do Conselho (sem partido), que está inelegível. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;