Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 11 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Beleza Americana é o grande vencedor do Oscar


Daniel Marques
Do Diário OnLine

27/03/2000 | 03:07


Depois do roubo das estatuetas e do extravio das cédulas, a cerimônia do Oscar termina como as anteriores: sem grandes surpresas. O filme "Beleza Americana" levou cinco estatuetas: melhor filme, melhor diretor, melhor ator, melhor roteiro original e melhor fotografia. Sem dúvida, o melhor filme do ano de 1999. A história questiona os valores morais da sociedade americana e traz personagens muito bem construídos. A briga para o Oscar estavam entre a DreamWorks e a Miramax. Desta vez, a Miramax levou a pior, mesmo com a campanha publicitária milionária para ter mais um filme (no caso, "Regras da Vida") com o mais importante prêmio da noite. Dessa vez, Steven Spielberg e sua Dreamworks levaram a melhor.

Kevin Spacey foi o melhor ator. Sua atuaçao em "Beleza Americana" nao deixa dúvidas de seu talento e competência. Spacey já havia levado o Oscar como ator coadjuvante pelo filme "Os Suspeitos". Seu maior concorrente era Denzel Washington em "Hurricane - o furacao". Acredita-se que sua imagem tenha se prejudicado pelo fato do filme ter "enxugado" demais a verdadeira versao dos fatos da história do boxeador Rubin 'Hurricane' Carter.

Hilary Swank só confirmou as expectativas e levou a estatueta de melhor atriz por seu trabalho em "Meninos nao choram". Muito merecido. No filme, Hilary interpreta a garota Teena Brandon, que se transforma em Brandon Teena, e deixa sua cidade natal para ir morar em Falls City, Nebraska, onde passa a viver como garoto. Muitos se espantaram com a veracidade da atuaçao de Swank no papel de homem.

Angelina Jolie conquistou a Academia com sua atuaçao em "Garota, Interrompida". Angelina já havia se destacado por sua atuaçao no filme "Gia", produzida para televisao pela HBO, o que lhe rendeu um Globo de Ouro. Mais do que nunca, sua atuaçao como uma sociopata lhe rendeu uma justa premiaçao. Michael Caine já havia recebido cinco indicaçoes ao Oscar. Em um ano onde vários atores ofereciam trabalhos diferentes e igualmente bons, Caine mostra sobriedade e marca sua presença no trailler "Regras da Vida". Mais do que merecido, leva o Oscar de melhor ator coadjuvante para casa.

"Beleza Americana" também levou o Oscar de melhor roteiro original. Sem dúvida, era o melhor da noite. A construçao dos personagens, das cenas bem trabalhadas e das situaçoes inusitadas garantiram o sucesso que o filme. Já o prêmio de roteiro adaptado para "Regras da Vida" mostra o que a indústria do marketing é capaz. O filme nao é uma grande obra, mas a Miramax mostrou mais uma vez que tem o poder de "vender" bem um filme.

Penélope Cruz e Antonio Bandeiras nao conseguiram nem desfarçar quando abriram o envelope com o ganhador do prêmio de melhor filme estrangeiro. Era mesmo o espanhol "Tudo sobre minha mae", de Pedro Almodóvar. A vitória era mais do que garantida. O filme, a história de uma mae que sai a procura do pai de seu filho reúne tipos femininos marcantes. Almodóvar sabe como ninguém construir seus personagens.

"Matrix" foi uma das grandes surpresas da noite. O filme, que estreiou em 99 como uma grande dúvida para a Warner, recebeu quatro estatuetas. Nada mais justo. O filme marcou a história dos efeitos especiais do cinema. Estrelado por Keanu Reeves, "Matrix" levou pra casa as estatuetas de melhor som, efeitos sonoros, efeitos visuais (merecidíssimo) e melhor ediçao. Agora basta esperar as duas continuaçoes.

Resumindo: a pesquisa revelada pelo jornal Wall Street Journal só errou no nome de Kevin Spacey. Mas mostra que a cerimônia do Oscar fica a cada dia mais presumível e em nome do marketing. Esse ano, a direçao da festa queria fazer o evento mais curto de toda a história da premiaçao. Consegui sim ser o mais longo de todos os tempos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Beleza Americana é o grande vencedor do Oscar

Daniel Marques
Do Diário OnLine

27/03/2000 | 03:07


Depois do roubo das estatuetas e do extravio das cédulas, a cerimônia do Oscar termina como as anteriores: sem grandes surpresas. O filme "Beleza Americana" levou cinco estatuetas: melhor filme, melhor diretor, melhor ator, melhor roteiro original e melhor fotografia. Sem dúvida, o melhor filme do ano de 1999. A história questiona os valores morais da sociedade americana e traz personagens muito bem construídos. A briga para o Oscar estavam entre a DreamWorks e a Miramax. Desta vez, a Miramax levou a pior, mesmo com a campanha publicitária milionária para ter mais um filme (no caso, "Regras da Vida") com o mais importante prêmio da noite. Dessa vez, Steven Spielberg e sua Dreamworks levaram a melhor.

Kevin Spacey foi o melhor ator. Sua atuaçao em "Beleza Americana" nao deixa dúvidas de seu talento e competência. Spacey já havia levado o Oscar como ator coadjuvante pelo filme "Os Suspeitos". Seu maior concorrente era Denzel Washington em "Hurricane - o furacao". Acredita-se que sua imagem tenha se prejudicado pelo fato do filme ter "enxugado" demais a verdadeira versao dos fatos da história do boxeador Rubin 'Hurricane' Carter.

Hilary Swank só confirmou as expectativas e levou a estatueta de melhor atriz por seu trabalho em "Meninos nao choram". Muito merecido. No filme, Hilary interpreta a garota Teena Brandon, que se transforma em Brandon Teena, e deixa sua cidade natal para ir morar em Falls City, Nebraska, onde passa a viver como garoto. Muitos se espantaram com a veracidade da atuaçao de Swank no papel de homem.

Angelina Jolie conquistou a Academia com sua atuaçao em "Garota, Interrompida". Angelina já havia se destacado por sua atuaçao no filme "Gia", produzida para televisao pela HBO, o que lhe rendeu um Globo de Ouro. Mais do que nunca, sua atuaçao como uma sociopata lhe rendeu uma justa premiaçao. Michael Caine já havia recebido cinco indicaçoes ao Oscar. Em um ano onde vários atores ofereciam trabalhos diferentes e igualmente bons, Caine mostra sobriedade e marca sua presença no trailler "Regras da Vida". Mais do que merecido, leva o Oscar de melhor ator coadjuvante para casa.

"Beleza Americana" também levou o Oscar de melhor roteiro original. Sem dúvida, era o melhor da noite. A construçao dos personagens, das cenas bem trabalhadas e das situaçoes inusitadas garantiram o sucesso que o filme. Já o prêmio de roteiro adaptado para "Regras da Vida" mostra o que a indústria do marketing é capaz. O filme nao é uma grande obra, mas a Miramax mostrou mais uma vez que tem o poder de "vender" bem um filme.

Penélope Cruz e Antonio Bandeiras nao conseguiram nem desfarçar quando abriram o envelope com o ganhador do prêmio de melhor filme estrangeiro. Era mesmo o espanhol "Tudo sobre minha mae", de Pedro Almodóvar. A vitória era mais do que garantida. O filme, a história de uma mae que sai a procura do pai de seu filho reúne tipos femininos marcantes. Almodóvar sabe como ninguém construir seus personagens.

"Matrix" foi uma das grandes surpresas da noite. O filme, que estreiou em 99 como uma grande dúvida para a Warner, recebeu quatro estatuetas. Nada mais justo. O filme marcou a história dos efeitos especiais do cinema. Estrelado por Keanu Reeves, "Matrix" levou pra casa as estatuetas de melhor som, efeitos sonoros, efeitos visuais (merecidíssimo) e melhor ediçao. Agora basta esperar as duas continuaçoes.

Resumindo: a pesquisa revelada pelo jornal Wall Street Journal só errou no nome de Kevin Spacey. Mas mostra que a cerimônia do Oscar fica a cada dia mais presumível e em nome do marketing. Esse ano, a direçao da festa queria fazer o evento mais curto de toda a história da premiaçao. Consegui sim ser o mais longo de todos os tempos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;