Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Água Santa arranca empate com Guarani e mantém série invicta

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Netuno cria ótimas oportunidades para vencer, mas falha na pontaria e não sai do zero em Campinas


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

29/02/2020 | 00:01


O Água Santa segue dando sinais de recuperação no Campeonato Paulista. Depois de início desastroso, com três derrotas, o Netuno chegou ontem ao quinto jogo seguido sem revés ao empatar por 0 a 0 com o Guarani, em Campinas.

Com o resultado, a equipe de Diadema segue na segunda posição do Grupo A, agora com nove pontos, mas pode ser ultrapassada pela Ponte Preta, que tem sete e enfrenta o São Paulo, amanhã, no Morumbi. A liderança isolada da chave é do Santos, com 11.

Pelo volume, o Água Santa merecia mais sorte contra o Guarani. Dentro da sua estratégia de oferecer a bola para o Bugre e apostar na velocidade dos seus atacantes, o time diademense foi melhor e criou ótimas oportunidades para vencer o jogo, principalmente no segundo tempo.

Pintado levou a campo formação diferente. Com Wellington Reis suspenso, ele optou por deslocar o zagueiro chileno Andrés Robles para a função, com Bruno Costa compondo o sistema defensivo. Felipe Azevedo ganhou mais uma oportunidade na frente.

O Guarani tentou se impor no primeiro tempo, mas insistiu nas jogadas pelo meio. Na principal chance que criou, Júnior Todinho recebeu cruzamento na área, chutou forte e obrigou o goleiro Giovanni a fazer grande defesa com o pé.
A válvula de escape do Netuno era o rápido atacante Dada. Ele infernizou a defesa bugrina e criou bons momentos, mas faltaram pontaria e calma para tirar o zero do placar.

Apesar de lamentar ter deixado de somar dois pontos, o goleiro Giovanni comemorou. Até o ano passado ele defendia o Bugre e sua saída não foi nada amistosa. “Tenho carinho grande pelo Guarani. Foi importante voltar aqui e fazer boa partida. Queríamos os três pontos, mas não deu”, comentou, sem dar detalhes do caso. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Água Santa arranca empate com Guarani e mantém série invicta

Netuno cria ótimas oportunidades para vencer, mas falha na pontaria e não sai do zero em Campinas

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

29/02/2020 | 00:01


O Água Santa segue dando sinais de recuperação no Campeonato Paulista. Depois de início desastroso, com três derrotas, o Netuno chegou ontem ao quinto jogo seguido sem revés ao empatar por 0 a 0 com o Guarani, em Campinas.

Com o resultado, a equipe de Diadema segue na segunda posição do Grupo A, agora com nove pontos, mas pode ser ultrapassada pela Ponte Preta, que tem sete e enfrenta o São Paulo, amanhã, no Morumbi. A liderança isolada da chave é do Santos, com 11.

Pelo volume, o Água Santa merecia mais sorte contra o Guarani. Dentro da sua estratégia de oferecer a bola para o Bugre e apostar na velocidade dos seus atacantes, o time diademense foi melhor e criou ótimas oportunidades para vencer o jogo, principalmente no segundo tempo.

Pintado levou a campo formação diferente. Com Wellington Reis suspenso, ele optou por deslocar o zagueiro chileno Andrés Robles para a função, com Bruno Costa compondo o sistema defensivo. Felipe Azevedo ganhou mais uma oportunidade na frente.

O Guarani tentou se impor no primeiro tempo, mas insistiu nas jogadas pelo meio. Na principal chance que criou, Júnior Todinho recebeu cruzamento na área, chutou forte e obrigou o goleiro Giovanni a fazer grande defesa com o pé.
A válvula de escape do Netuno era o rápido atacante Dada. Ele infernizou a defesa bugrina e criou bons momentos, mas faltaram pontaria e calma para tirar o zero do placar.

Apesar de lamentar ter deixado de somar dois pontos, o goleiro Giovanni comemorou. Até o ano passado ele defendia o Bugre e sua saída não foi nada amistosa. “Tenho carinho grande pelo Guarani. Foi importante voltar aqui e fazer boa partida. Queríamos os três pontos, mas não deu”, comentou, sem dar detalhes do caso. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;