Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Petra Kvitova bate número 1 do mundo e avança à final do Torneio de Doha

Reprodução/Instragram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


28/02/2020 | 17:36


Em um dos confrontos mais disputados no tênis feminino nos últimos dois anos, a checa Petra Kvitova se deu melhor nesta sexta-feira e derrotou a australiana Ashleigh Barty, atual número 1 do mundo, para avançar à final do Torneio de Doha, realizado em quadras rápidas no Catar. A vitória da tenista da República Checa, 11.ª colocada do ranking da WTA, foi por 2 sets a 1 - com parciais de 6/4, 2/6 e 6/4.

Desde 2019, esse foi o sétimo duelo entre Kvitova e Barty no circuito profissional. Elas se enfrentaram cinco vezes no ano passado, com três vitórias da australiana e duas da checa. Na atual temporada, a número 1 do mundo havia vencido nas quartas de final do Aberto da Austrália, em janeiro. No geral, após nove partidas, Kvitova desempatou o confronto direto e lidera por 5 a 4.

A checa de 29 anos já sabe como derrotar rivais que estão na liderança do ranking, já que foi a sua sexta vitória contra a melhor do mundo na ocasião. Curiosamente, a última havia acontecido também em uma semifinal em Doha diante da dinamarquesa Caroline Wozniacki, em 2018. Naquele ano, Kvitova conquistaria o título do torneio, superando a espanhola Garbiñe Muguruza na final.

A adversária de Kvitova na final marcada para este sábado será a bielo-russa Aryna Sabalenka, de 21 anos, que é a 13.ª colocada do ranking da ATP. A vaga na decisão veio com uma vitória por 2 sets a 0 - com parciais de 6/4 e 6/3 - sobre a russa Svetlana Kuznetsova, veterana de 34 anos e 46.ª do mundo.

No confronto direto, Kvitova lidera contra Sabalenka por 2 a 1. A checa já disputou 36 finais no circuito profissional e acumula 27 títulos. Por sua vez, a bielo-russa está em sua nona final e busca a sexta conquista na carreira.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Petra Kvitova bate número 1 do mundo e avança à final do Torneio de Doha


28/02/2020 | 17:36


Em um dos confrontos mais disputados no tênis feminino nos últimos dois anos, a checa Petra Kvitova se deu melhor nesta sexta-feira e derrotou a australiana Ashleigh Barty, atual número 1 do mundo, para avançar à final do Torneio de Doha, realizado em quadras rápidas no Catar. A vitória da tenista da República Checa, 11.ª colocada do ranking da WTA, foi por 2 sets a 1 - com parciais de 6/4, 2/6 e 6/4.

Desde 2019, esse foi o sétimo duelo entre Kvitova e Barty no circuito profissional. Elas se enfrentaram cinco vezes no ano passado, com três vitórias da australiana e duas da checa. Na atual temporada, a número 1 do mundo havia vencido nas quartas de final do Aberto da Austrália, em janeiro. No geral, após nove partidas, Kvitova desempatou o confronto direto e lidera por 5 a 4.

A checa de 29 anos já sabe como derrotar rivais que estão na liderança do ranking, já que foi a sua sexta vitória contra a melhor do mundo na ocasião. Curiosamente, a última havia acontecido também em uma semifinal em Doha diante da dinamarquesa Caroline Wozniacki, em 2018. Naquele ano, Kvitova conquistaria o título do torneio, superando a espanhola Garbiñe Muguruza na final.

A adversária de Kvitova na final marcada para este sábado será a bielo-russa Aryna Sabalenka, de 21 anos, que é a 13.ª colocada do ranking da ATP. A vaga na decisão veio com uma vitória por 2 sets a 0 - com parciais de 6/4 e 6/3 - sobre a russa Svetlana Kuznetsova, veterana de 34 anos e 46.ª do mundo.

No confronto direto, Kvitova lidera contra Sabalenka por 2 a 1. A checa já disputou 36 finais no circuito profissional e acumula 27 títulos. Por sua vez, a bielo-russa está em sua nona final e busca a sexta conquista na carreira.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;